Acne: o que é, sintomas, causas e tratamento

fevereiro 2022

A acne, popularmente conhecida como espinhas, é uma inflamação que surge quando o folículo piloso fica obstruído, acumulando óleo ou células mortas da pele, o que pode favorecer o crescimento de bactérias na base do folículo e o surgimento da acne no rosto, testa, peito, parte superior das costas ou ombros.

Geralmente, a acne é causada por alterações hormonais, sendo mais comum na adolescência, na gravidez ou durante a menstruação, mas também pode ocorrer em qualquer fase da vida devido ao estresse, a alimentação rica em gordura ou uso de remédios, como os corticoides, por exemplo.

O tratamento da acne deve ser orientado pelo dermatologista que pode indicar o uso de cremes para uso tópico ou até antibióticos ou retinóides orais, dependendo do tipo de acne e da gravidade dos sintomas. Confira os principais tipos de acne.  

Principais sintomas

Os sintomas da acne variam de acordo com a sua gravidade e sua causa, e geralmente incluem:

  • Pequenos cravos, que são pontos pretos ou brancos, no rosto, peito ou costas;
  • Pápulas, que são elevações na pele arredondadas, endurecidas e avermelhadas;
  • Pústulas, que são pequenas espinhas que contêm pus;
  • Nódulos internos sob a pele, sólidos e dolorosos;
  • Cistos, que são nódulos grandes, dolorosos e com pus;

Além disso, em alguns casos, quando a acne forma cistos, pode a pele pode ficar com marcas ou cicatrizes.

É importante consultar o dermatologista sempre que surgirem os sintomas de acne, para que seja avaliada a causa, diagnosticado o tipo de acne e, assim, iniciado e o tratamento mais adequado.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da acne é feito pelo dermatologista através da avaliação da pele do rosto, tórax, costas e ombros, análise do histórico familiar de acne e de outros fatores, como estresse ou uso de remédios.

Além disso, o médico pode solicitar exame de sangue ou dosagem de hormônios para identificar alterações que podem levar ao surgimento da acne, e assim, indicar o melhor tratamento.

Possíveis causas

A acne é causada por uma obstrução dos folículos pilosos e aumento da produção de sebo pelas glândulas sebáceas, levando a um acúmulo de óleo e de células mortas na base do folículo, provocando sua inflamação e favorecendo o crescimento de bactérias.

Alguns fatores podem contribuir para o desenvolvimento da acne, como:

  • História familiar de acne;
  • Aumento dos níveis de testosterona na adolescência;
  • Alterações hormonais durante a gravidez ou período menstrual;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Uso de remédios, como corticóides, pílulas anticoncepcionais, antidepressivos ou antiepilépticos;
  • Hábito de fumar;
  • Estresse;
  • Uso de cosméticos oleosos que obstruem os poros da pele;
  • Alimentação rica em frituras, carnes gordurosas ou excesso de açúcar.

Além disso, a limpeza inadequada da pele ou a exposição a ambientes poluídos, podem levar ao acúmulo de oleosidade na pele e causar obstrução dos folículos pilosos, aumentando o risco de desenvolvimento da acne. Confira outras causas da acne.  

Como é feito o tratamento

O tratamento da acne é feito pelo dermatologista, que pode indicar o uso de remédios para controlar a produção excessiva de óleo pela pele, evitar o desenvolvimento de bactérias ou reduzir a inflamação da pele, o que depende da idade, da causa, do tipo e gravidade da acne

Os principais tratamentos que o médico pode indicar são:

  • Antibióticos ou anti-inflamatórios para uso tópico, na forma de cremes, gel ou soluções, como ácido azelaico, ácido salicílico ou peróxido de benzoíla;
  • Antibióticos na forma de comprimidos, como a tetraciclina e a minociclina;
  • Anticoncepcionais orais combinados, contendo estrógeno e progesterona, no caso de acne em mulheres;
  • Antiandrógenos na forma de comprimidos, como a espironolactona;
  • Retinóides, como a isotretinoína na forma de comprimidos, ou adapaleno ou tretinoína para uso tópico.

Outros tratamentos que podem ser recomendados pelo médico são radiofrequência, fototerapia, laser, luz pulsada, peeling químico ou aplicação de corticóides diretamente na acne com nódulos ou cistos.

É importante também fazer a limpeza correta da pele, pois permite reduzir a oleosidade da pele, além de eliminar o excesso de bactérias. Veja como fazer a limpeza da pele corretamente

Além disso, durante o tratamento é importante beber de 2 a 2,5 litros de água por dia para manter a pele hidratada e fazer uma alimentação equilibrada, com cereais integrais, frutas e vegetais frescos, que ajudam a diminuir a inflamação da pele. 

Assista o vídeo a seguir com a nutricionista Tatiana Zanin com dicas de alimentação para  ajudar a combater a acne: 

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • LEUNG, A. Kc.; et al. Dermatology: how to manage acne vulgaris. Drugs Context. 10. 2021-8-6; 2021
  • GOLD, M. H.; et al. Current treatments of acne: Medications, lights, lasers, and a novel 650-μs 1064-nm Nd: YAG laser. J Cosmet Dermatol. 16. 3; 303-318, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • HABESHIAN, K. A.; COHEN, B. A. Current Issues in the Treatment of Acne Vulgaris. Pediatrics. 145. 2; S225-S230, 2020
  • FIEDLER, F.; et al. Acne and Nutrition: A Systematic Review. Acta Derm Venereol. 97. 1; 7-9, 2017
  • XU, H.; LI, H. Acne, the Skin Microbiome, and Antibiotic Treatment. Am J Clin Dermatol. 20. 3; 335-344, 2019
  • GEBAUER, K. Acne in adolescents. Aust Fam Physician. 46. 12; 892-895, 2017
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • ACNE: O que comer para acabar com as espinhas

    02:41 | 666276 visualizações