Anabolizantes: o que são e principais efeitos no corpo

Abril 2021

Os anabolizantes, também conhecidos por esteroides anabólicos androgênicos, são substâncias derivadas da testosterona e que podem ser indicados pelo médico no tratamento do câncer de mama ou hipogonadismo, que é uma doença em que os testículos não produzem ou produzem poucos hormônios sexuais.

Os anabolizantes também estimulam a produção de novas fibras musculares, promovendo o ganho de massa muscular e, por isso, costumam ser utilizados por praticantes de atividade física com o objetivo de aumentar a massa muscular ou para fins estéticos. No entanto, o uso indevido de anabolizantes pode trazer consequências para a saúde, como alterações cardíacas e aumento do risco de doenças crônicas e, por isso, é importante que seja usado apenas quando recomendado pelo médico.

Anabolizantes: o que são e principais efeitos no corpo

Quando é indicado

Os anabolizantes só devem ser usados sob indicação médica e na quantidade recomendada, pois o uso sem indicação de anabolizantes pode trazer graves consequências para a saúde.

O uso de anabolizantes pode ser indicado pelo médico no tratamento hipogonadismo no homem, com o objetivo de aumentar a produção de testosterona, além de poder ser indicado no tratamento de micropênis neonatal, puberdade e crescimento tardios e no tratamento da osteoporose, pois estimula a produção de osteoblastos, que são as células responsáveis pela formação do tecido ósseo.

Além disso, pode ser indicado no tratamento de alguns tipos de câncer, como o de mama, por exemplo.

Anabolizantes mais usados

Os anabolizantes são quimicamente idênticos ao hormônio testosterona, que estimula o crescimento dos pelos, o desenvolvimento dos ossos e músculos, assim como a produção de glóbulos vermelhos. Alguns exemplos de anabolizantes são:

  • Durateston: tem na sua composição substancia ativas que se transformam em testosterona no organismo, indicadas para a reposição de testosterona em homens para o tratamento de vários problemas de saúde relacionados à falta deste hormônio;
  • Deca-Durabolin: tem na sua composição decanoato de nandrolona, indicado para reconstruir tecidos fracos, para aumentar a massa corporal magra ou para aumentar a massa óssea, no caso de doenças como a osteoporose. Além disso, também estimula a formação de glóbulos vermelhos na medula óssea, podendo ser utilizado no tratamento de determinados tipos de anemia;
  • Androxon: este medicamento tem na sua composição undecilato de testosterona, que é indicado para o tratamento do hipogonadismo em homens, uma doença em que os testículos não produzem ou produzem uma quantidade insuficiente de hormônios sexuais.

Os anabolizantes podem ser comprados em farmácias na forma de comprimidos, cápsulas ou injeções intramusculares, devendo apenas ser usados apenas sob indicação médica.

Efeitos colaterais do uso de anabolizantes

O uso de anabolizantes pode trazer diversos riscos para a saúde, principalmente quando usado sem a orientação médica, sendo os principais:

  • Mudanças de humor e euforia logo nos primeiros dias de utilização;
  • Surgimento de comportamentos violentos, hostis e anti-sociais e aparecimento de doenças psicológicas como depressão;
  • Aumento das chances de câncer de próstata;
  • Aumento das chances de doença coronariana;
  • Alterações cardíacas;
  • Elevação da pressão arterial;
  • Calvície precoce;
  • Impotência e diminuição do desejo sexual;
  • Acne;
  • Retenção de líquidos.

Estes são alguns dos efeitos colaterais que o uso abusivo dos anabolizantes pode trazer para a saúde mental e física, e por isso este tipo de remédios apenas deve ser usado sob indicação médica para o tratamento de doenças.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA. 10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Uso de Anabolizantes. Disponível em: <https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-uso-de-anabolizantes/>. Acesso em 11 Jun 2019
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA. Anabolizantes Esteroides e os Jovens. Disponível em: <https://www.endocrino.org.br/anabolizantes-esteroides-e-os-jovens/>. Acesso em 11 Jun 2019
  • GRIFFITHS, Scott et al. Anabolic steroids: Lots of muscle in the short-term, potentially devastating health consequences in the long-term. Drug and Alcohol Review. Vol 35. 375-376, 2016
  • MACHADO, Anderson Geraldo; RIBEIRO, Paulo César P. Anabolizantes e seus riscos. Adolescência & Saúde. Vol 1. 4 ed; 2004
  • ROCHA, Fernando L.; ROQUE, Fernanda Roberta; OLIVEIRA, Edilamar M. Esteróides anabolizantes: mecanismos de ação e efeitos sobre o sistema cardiovascular. O Mundo da Saúde, São Paulo. Vol 31. 4 ed; 470-477, 2007
  • X SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE JUAZEIRO DO NORTE. Esteroides Anabolizantes: seu uso clínico e benefícios - uma revisão integrativa. 2018. Disponível em: <http://www.fjn.edu.br/sic2018/app/aprovados/article.php?uid=104&aid=8>. Acesso em 11 Jun 2019
  • MEDICAL NEWS TODAY. Anabolic steroids: What you should know. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/246373.php>. Acesso em 11 Jun 2019
  • SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA - DIVISÃO ESTADUAL DE NARCÓTICOS. Anabolizantes. Disponível em: <http://www.denarc.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=27>. Acesso em 11 Jun 2019
Mais sobre este assunto: