Alteplase: para que serve e como usar

Atualizado em janeiro 2024

Alteplase é um remédio indicado para o tratamento do infarto agudo do miocárdio, embolia pulmonar aguda maciça ou AVC isquêmico agudo, pois age rapidamente dissolvendo o coágulo dentro do vaso sanguíneo, evitando complicações dessas doenças.

Esse remédio é encontrado em hospitais na forma de pó para diluição para aplicação na veia, contendo 10 mg, 20 mg ou 50 mg de alteplase, com o nome comercial Actilyse.

Leia também: 9 principais causas de infarto (e o que fazer) tuasaude.com/causas-de-infarto

A alteplase é usada somente em hospitais, uma vez que é um remédio para tratar emergências médicas, devendo ser aplicado na veia pelo enfermeiro, sob supervisão médica.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

A alteplase é indicada para o tratamento de:

  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Embolia pulmonar aguda maciça e com instabilidade hemodinâmica;
  • AVC isquêmico agudo.

Além disso, embora não tenha indicação na bula do fabricante, a alteplase pode ser usada para desobstruir o cateter venoso central ou de hemodiálise, para restaurar sua função.

A alteplase deve ser usada somente com indicação do cardiologista, neurologista ou pneumologista, com doses específicas de acordo com a condição a ser tratada.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Como usar

A alteplase deve ser usada através de injeção diretamente na veia, feita no hospital pelo enfermeiro, nas doses recomendadas pelo médico, devendo ser diluído antes do seu uso.

As doses variam de acordo com a condição a ser tratada e inclui:

1. Infarto agudo do miocárdio

Para o tratamento do infarto agudo do miocárdio, quando se pode utilizar a alteplase dentro de 6 horas após o início dos sintomas, as doses recomendadas são:

Peso corporal Dose e posologia
Pessoas que pesem 65 kg ou mais

A dose inicial é de 15 mg de alteplase como bolo intravenoso.

Imediatamente após, deve-se aplicar 50 mg em infusão na veia durante os primeiros 30 minutos.

Em seguida, continuar a infusão na veia na dose 35 mg durante 60 minutos, até a dose máxima de 100 mg.

Pessoas que pesem menos de 65 Kg

A dose inicial 15 mg como bolo intravenoso.

Imediatamente após, deve-se aplicar 0,75 mg/kg de peso corporal em infusão na veia, durante os primeiros 30 minutos. A dose máxima é de 50 mg de alteplase.

Em seguida, continuar a infusão na veia aplicando 0,5 mg/kg de peso corporal, durante 60 minutos. A dose máxima é de 35 mg de alteplase.

Já para pessoas que iniciam o tratamento de 6 a 12 horas após o início dos sintomas do infarto, as doses da alteplase para pessoas que pesam 65 kg ou mais são de 10 mg em bolo intravenoso, seguido de 50 mg por infusão na veia durante os primeiros 60 minutos.

Em seguida, a dose recomendada é de 40 mg de alteplase por infusão na veia, durante 2 horas, até que se atinja a dose máxima total de 100 mg.

Para pessoas com menos de 65 Kg, que iniciam o tratamento de 6 a 12 horas após o início dos sintomas do infarto, deve-se fazer um bolo intravenoso de 10 mg, e em seguida uma dose de no máximo 1,5 mg/kg de peso corporal por 3 horas de infusão na veia.

2. Embolia pulmonar

A posologia da alteplase para embolia pulmonar aguda maciça e com instabilidade hemodinâmica é de:

  • Pessoas com 65 Kg ou mais: a dose total é de 100 mg em 2 horas, sendo recomendado fazer um bolo intravenoso de 10 mg por 1 a 2 minutos, seguido de 90 mg de alteplase por infusão na veia, durante 2 horas;
  • Pessoas com menos de 65 Kg: aplicar um bolo intravenoso de 10 mg, e imediatamente após, fazer uma infusão na veia com a dose máxima de 1,5 mg/kg de peso corporal, durante 2 horas.

Após a aplicação da alteplase, o pneumologista pode recomendar o tratamento complementar com heparina. Veja para que serve a heparina.

3. AVC isquêmico agudo

A posologia da alteplase para o tratamento do AVC isquêmico agudo varia de acordo com o peso corporal, sendo recomendado a dose total de 0,9 mg/kg de peso corporal.

Normalmente, inicia-se o tratamento aplicando um bolo intravenoso de 10% da dose total, e imediatamente após é feita uma infusão na veia com o restante da dose total, durante 60 minutos.

Leia também: Como diferenciar os tipos de AVC tuasaude.com/tipos-de-ave-acidente-vascular-encefalico

Possíveis efeitos colaterais

O efeito colateral mais comum da alteplase é o sangramento ou hemorragias, que podem acontecer no cérebro, sistema respiratório ou urinário, ou no local da injeção ou cateter, por exemplo.

Desta forma, deve-se estar atento a sintomas como tontura, fraqueza, dor de cabeça repentina, sangramento nasal ou nas gengivas, tosse ou vômito com sangue, sangue nas fezes ou urina, ou sangramento vaginal.

Nesses casos, o tratamento é iniciado imediatamente, uma vez que a alteplase é usada somente em hospitais. No entanto, se esses sintomas surgirem após a alta hospitalar, deve-se procurar o pronto-socorro imediatamente.

Leia também: Hemorragia cerebral: sintomas, causas, tratamento e consequências tuasaude.com/hemorragia-cerebral

Quem não deve usar

A alteplase não deve ser usada por pessoas que têm um risco alto de hemorragias, como nos casos de uso de anticoagulantes ou histórico recente de hemorragias, ou que tenham tumor cerebral, aneurisma, cirurgia intracraniana ou espinhal nos últimos 3 meses ou traumas cerebrais.

Esse remédio também não deve ser usado por pessoas com pressão alta não controlada, parto nos últimos 10 dias, doenças no fígado, inflamação no pâncreas, endocardite bacteriana ou pericardite, por exemplo.

Durante a gravidez, a alteplase só deve ser usada se indicado pelo médico, após avaliar os riscos para o bebê e benefícios do tratamento para a mulher.

Já na amamentação, é recomendado interromper a amamentação por pelo menos 24 horas após a aplicação da alteplase, ou conforme recomendação médica, pois pode passar para o bebê pelo leite materno.