Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Alimentação para herpes

A alimentação para herpes é feita principalmente à base de alimentos ricos no aminoácido lisina, como carne, frango, peixe e leite e derivados. A lisina ajuda a reduzir a multiplicação do vírus e, com isso, reduzir a frequência e a gravidade do aparecimento das feridas causadas pela herpes.

Além disso, o consumo adequado de vitamina C também ajuda a inativar o vírus da herpes no organismo, além de fortalecer o sistema imunológico e prevenir novas crises da doença. A vitamina C está presente em alimentos como limão, laranja, abacaxi, caju, acerola e tangerina.

Alimentação para herpes

O que comer

Para evitar a herpes, deve-se incluir na dieta alimentos ricos em lisina, vitamina C e zinco, como mostrado na tabela a seguir:

Alimentos para o sistema imuneFontes de LisinaFontes de Vitamina C
MorangoLeite, queijos e iogurtesLaranja
TomateAbacateLimão
Sementes de chia, linhaça e girassolFeijãoAbacaxi
Salmão,sardinha e atumCarnes, frango e peixesCaju
AzeiteFígadoAcerola
AlhoLegumes em geralKiwi

O consumo frequente desses alimentos ajuda na prevenção e na cura mais rápida das crises de herpes, podendo também serem usados suplementos alimentares, como mostrado a seguir.

O que evitar

Para prevenir a herpes, deve-se reduzir da dieta os alimentos ricos em arginina, um aminoácido um estimula a replicação do vírus e aumenta a frequência das crises. Alguns desses alimentos são aveia, granola, gérmen de trigo, amendoim, castanhas e amêndoas. 

Outra medida importante é evitar o consumo de café e alimentos ricos em açúcar e farinhas branca, como chocolate, pães brancos, biscoito, refrigerantes e bolos.

Além dos alimentos proibidos, também é importante evitar fumar, consumir bebidas alcoólicas e tomar muito sol, porque enfraquecem o sistema imune e fragilizam a pele, facilitando a manifestação do vírus. Veja uma lista completa de alimentos ricos em arginina.

Suplementação

Alimentação para herpes

A suplementação nutricional de lisina é uma alternativa de tratamento preventivo para herpes quando a alimentação, rica nos alimentos recomendados para herpes que estão na tabela, não é suficiente para diminuir o reaparecimento dos sintomas da doença.

Nestes casos, 500 mg por dia de lisina podem ser aconselhados pelo nutricionista para a supressão do vírus, ou de 1000 a 6000 mg por dia, para o tratamento de recorrências. Além disso, o médico ou nutricionista também pode receitar suplementos a base de zinco, ômega-3, vitamina E e C, de acordo com a idade e as característica do paciente e da doença.

Assista ao vídeo a seguir e veja mais dicas sobre a alimentação:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...