Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Úlcera de córnea e como Tratar

A úlcera de córnea é uma ferida que surge na córnea do olho e que causa inflamação, gerando sintomas como dor, sensação de algo preso no olho ou visão embaçada, por exemplo. Geralmente, é ainda possível identificar uma pequena mancha esbranquiçada no olho ou vermelhidão que não passa.

Normalmente, a úlcera de córnea é causada por uma infecção no olho, mas também pode acontecer por outros fatores como pequenos cortes, olho seco, contato com substâncias irritantes ou problemas do sistema imune, como artrite reumatoide ou lúpus.

A úlcera de córnea tem cura, mas o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível para evitar que os danos se agravem ao longo do tempo. Dessa forma, sempre que se suspeitar de úlcera na córnea ou qualquer outro problema no olho, é muito importante consultar um oftalmologista para identificar o diagnóstico correto e começar o tratamento adequado.

Confira 7 doenças que podem ser identificadas através dos olhos.

O que é Úlcera de córnea e como Tratar

Principais sintomas

Normalmente, a úlcera de córnea causa vermelhidão no olho que não passa ou o surgimento de uma mancha esbranquiçada. No entanto, outros sintomas também podem incluir:

  • Dor ou sensação de areia no olho;
  • Produção exagerada de lágrimas;
  • Presença de pus ou remela no olho;
  • Visão embaçada;
  • Sensibilidade para a luz;
  • Inchaço das pálpebras.

Caso surjam sinais de alterações nos olhos é muito importante consultar um oftalmologista para identificar se existe algum problema que precise ser tratado. Embora a úlcera de córnea possa ser tratada facilmente, se for deixada sem tratamento, pode provocar perda completa da visão e cegueira.

A vermelhidão na córnea é conhecida como ceratite e, nem sempre, é causada por uma úlcera na córnea. Confira outras possíveis causas para a ceratite.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da úlcera de córnea deve ser feito por um oftalmologista através de um exame que utiliza um microscópio especial para avaliar as estruturas do olho. Durante esse exame, o médico pode ainda aplicar um corante que facilita a observação de feridas no olho, facilitando a descoberta de uma úlcera.

Caso seja identificada a úlcera, geralmente, o médico também retira algumas células próximas da úlcera para identificar se existem bactérias, vírus ou fungos que possam estar causando uma infecção. Esse processo geralmente é feito com anestesia local no olho, para diminuir o desconforto.

O que causa a úlcera de córnea

Na maioria dos casos, a úlcera de córnea é causada por uma infecção por vírus, fungos ou bactérias, que acabam causando inflamação e lesão das estruturas do olho. Porém, pequenos arranhões e outros traumas no olho, causados ao remover lentes de contato ou pela entrada de poeira no olho, também podem causar uma úlcera de córnea.

Além disso, a síndrome do olho seco, assim como problemas na pálpebra, como acontece na paralisia de Bell, também podem causar uma úlcera, devido ao ressecamento excessivo do olho.

Já pessoas com doenças autoimunes, como lúpus ou artrite reumatoide, também têm maior risco de desenvolver uma úlcera na córnea, já que o organismo pode começar a destruir as células do olho, por exemplo.

O que é Úlcera de córnea e como Tratar

Como é feito o tratamento

A primeira opção de tratamento para uma úlcera de córnea geralmente é o uso de antibióticos ou antifúngicos, para eliminar uma possível infecção por bactérias ou fungos. Esses antibióticos podem ser receitados na forma de colírios ou pomadas oftálmicas e devem ser aplicadas 2 a 3 vezes por dia, ou de acordo com as indicações do oftalmologista.

Além disso, podem ainda ser utilizados colírios anti-inflamatórios, como Cetorolac trometamina, ou até corticoides, como Prednisona, Dexametasona ou Fluocinolona, para diminuir a ifnlamação, evitar o surgimento de mais cicatrizes na córnea e alívio dos sintomas, especialmente o desconforto, a sensibilidade para a luz e a visão embaçada.

Caso a úlcera esteja sendo causada por outra doença, deve-se tentar fazer o tratamento mais adequado para controlar a doença, pois é a única forma de evitar o desenvolvimento da úlcera, mesmo que seja usados os colírios anti-inflamatórios.

Quando é necessário fazer cirurgia

A cirurgia para a úlcera de córnea normalmente é feita para substituir uma córnea lesionada por outra saudável e, normalmente, é feita em pessoas que mesmo após o tratamento adequado, continuaram com uma cicatriz que impede de enxergar corretamente.

No entanto, caso a úlcera não esteja cicatrizando corretamente, e não exista uma doença que possa estar agravando a úlcera, a cirurgia também pode ser indicada pelo médico.

Qual o tempo de tratamento

O tempo de tratamento varia de caso para caso, dependendo do tamanho, localização e profundidade da úlcera. Na maioria dos casos, as úlceras menos graves deverão apresentar melhoras em 2 a 3 semanas, mas o tratamento pode se manter por mais tempo para garantir que não se formam cicatrizes que possam dificultar a visão.

Como prevenir o surgimento de uma úlcera

A úlcera de córnea pode ser evitada, especialmente quando não é causada por outra doença. Assim, alguns cuidados importantes incluem:

  • Utilizar óculos de proteção ocular sempre que utilizar ferramentas elétricas que possam liberar poeira ou pequenos de pedaços de metal, por exemplo;
  • Usar colírios hidratantes caso se tenha frequentemente o olho seco;
  • Lavar bem as mãos antes de colocar as lentes de contato;
  • Cuidar e colocar corretamente as lentes de contato no olho. Veja aqui como cuidar das lentes de contato;
  • Não usar lentes de contato durante o sono, especialmente quando foram usadas durante todo o dia;
  • Evitar a exposição a pequenas partículas, liberadas por poeira, fumaça ou produtos químicos;

Além disso, e uma vez que as infecções são uma importante causa de úlcera de córnea, também é recomendado lavar as mãos frequentemente, especialmente antes de mexer nos olhos, para evitar transportar vírus, fungos ou bactérias que possam lesionar o olho.

Veja ainda 7 cuidados essenciais diários para cuidar dos olhos e evitar o surgimento de problemas.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar