Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para bronquiolite

A bronquiolite é uma infecção provocada por vírus muito comum na infância, principalmente em bebês e o tratamento pode ser feito em casa. O tratamento caseiro para bronquiolite consiste na realização de medidas que ajudam a aliviar os sintomas do bebê ou da criança, mas em alguns casos, é necessário o uso de medicamentos indicados por um pediatra.

Geralmente, não são necessários uso de antibióticos, pois a doença não é causada por bactérias e não existem medicamentos capazes de eliminar o vírus, sendo que ele é eliminado naturalmente pelo corpo.

A bronquiolite normalmente melhora de 3 a 7 dias, entretanto, se a criança ou bebê estiver apresentando muita dificuldade para respirar, afundamento dos músculos da costela ou boca e dedos roxos, recomenda-se procurar rapidamente um atendimento médico de um hospital. 

Como é feito o tratamento para bronquiolite

Opções de tratamento caseiro

O tratamento para bronquiolite em casa, pode acelerar a recuperação e aliviar os sintomas e o desconforto. Algumas medidas que podem ser feitas são:  

  • Ficar de repouso em casa, evitando sair com o bebê ou levá-lo para a creche;
  • Oferecer muita água e leite durante o dia, para evitar a desidratação e facilitar a eliminação do vírus;
  • Manter o ar umidificado, utilizando um umidificador ou deixando uma bacia de água no cômodo;
  • Evitar locais com muita fumaça ou poeira, pois agravam a inflamação do pulmão;
  • Fazer nebulizações para eliminar o excesso de muco e facilitar a respiração;
  • Limpar frequentemente o nariz da criança com solução salina ou colocar gotas nasais;
  • Deixar a cabeceira elevada durante a noite mantendo um travesseiro ou almofada na cabeça da criança ou bebê, pois ajuda a respiração.

Além disso, quando existe maior dificuldade para respirar, como ao dar de mamar, por exemplo, é aconselhado colocar o bebê em posição sentado ou de pé para facilitar a respiração, ao contrário de estar deitado.

Este tratamento deve ser mantido até ao desaparecimento dos sintomas, o que pode demorar até 3 semanas para acontecer. No entanto, se não existir melhora dos sintomas após 3 dias é recomendado consultar o pediatra.

Remédios que podem ser indicados

Geralmente não é necessário o uso de medicamentos para tratar a bronquiolite, pois o corpo é capaz de eliminar o vírus e evitar o agravamento da doença. Porém, quando os sintomas estão causando muito desconforto ou a febre é muito elevada, por exemplo, pode ser necessário consultar o pediatra para iniciar o uso de remédios.

Alguns exemplos dos remédios mais utilizados são o Paracetamol e o Ibuprofeno, pois ajudam a reduzir a febre e aliviar o desconforto. As doses destes medicamentos devem ser sempre orientadas por um médico, dependendo do peso e idade do bebê.

Quando ir ao médico

Embora o tratamento possa ser feito em casa, é aconselhado ir ao hospital quando os sintomas não melhoram após 3 dias ou surgem sinais de agravamento da doença como:

  • Muita dificuldade para respirar;
  • Respiração muito lenta com períodos de parada;
  • Lábios e dedos azulados;
  • Afundamento dos músculos das costelas;
  • Recusa para comer;
  • Dificuldade para dormir.

Estes casos são mais raros e, geralmente, precisam ser tratados em internamento no hospital para fazer remédios diretamente na veia e receber oxigênio.

Sinais de melhora e de piora

Os sinais de melhora da bronquiolite normalmente surgem cerca de 3 a 7 dias após o início do tratamento e incluem a diminuição da febre, aumento apetite e redução da dificuldade para respirar. 

Já nos casos em que o organismo não está conseguindo eliminar o vírus podem aparecer sinais de piora como aumento da dificuldade para respirar, pele azulada, especialmente nos lábios, aumento da irritabilidade, recusa para comer e afundamento dos músculos das costelas. Neste caso é recomendado ir imediatamente ao hospital para iniciar o tratamento adequado.

Bibliografia >

  • SOCIEDADE DE PEDIATRIA DE SÃO PAULO. BRONQUIOLITE E SUAS COMPLICAÇÕES. 2007. Disponível em: <http://www.spsp.org.br/2008/01/29/bronquiolite_e_suas_complicacoes/>. Acesso em 25 Out 2019
  • HARVARD HEALTH PUBLISHING. Bronchiolitis: What parents of infants need to know. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/blog/bronchiolitis-what-parents-of-infants-need-to-know-2017010310948>. Acesso em 25 Out 2019
  • MAYO CLINIC. Bronchiolitis. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/bronchiolitis/diagnosis-treatment/drc-20351571>. Acesso em 25 Out 2019
  • RALSTON, Shawn L. et al. Clinical Practice Guideline: The Diagnosis, Management, and Prevention of Bronchiolitis. Pediatrics. Vol.5. 134.ed; 1474-1502, 2014
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem