Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é ventilação não-invasiva, tipos e para que serve

A ventilação não-invasiva, mais conhecida como VNI, consiste em um método para ajudar na respiração de uma pessoa, através de aparelhos que não são introduzidos no sistema respiratório, como é o caso da entubação que precisa de ventilação mecânica, também chamada de respiração por aparelhos. Este método funciona facilitando a entrada de oxigênio pelas vias aéreas devido à uma pressão de ar, que é aplicada com auxílio de uma máscara, que pode ser facial ou nasal.

Geralmente, o médico pneumologista indica a ventilação não-invasiva para pessoas que tenham doença pulmonar obstrutiva crônica, chamada também de DPOC, asma, edema pulmonar devido problemas no coração e síndrome de apneia obstrutiva do sono, sendo o tipo mais usado o CPAP.

Nos casos em que uma pessoa apresenta bastante dificuldade para respirar, com queda dos níveis de oxigênio no sangue ou não respiram, a ventilação não-invasiva não é indicada, devendo ser realizadas outras técnicas que garantam mais oferta de oxigênio.

O que é ventilação não-invasiva, tipos e para que serve

Para que serve

A ventilação não-invasiva serve para melhorar as trocas gasosas, facilitando a respiração através de uma pressão que exerce na abertura das vias aéreas e ajudando nos movimentos de inspiração e expiração. Este método pode ser indicado por um pneumologista ou clínico geral e é realizado por um fisioterapeuta ou enfermeiro em pessoas que apresentam as seguintes condições:

  • Insuficiência respiratória;
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica;
  • Edema pulmonar causado por problemas no coração;
  • Asma;
  • Síndrome do desconforto respiratório agudo;
  • Dificuldade respiratória em pessoas imunodeprimidas.

Na maioria das vezes, a ventilação não-invasiva é utilizada em conjunto com o tratamento com medicamentos e têm as vantagens de ser um método que oferece menos risco de infecção, não requer sedação e permite que a pessoa fale, coma e tussa durante o uso da máscara. Como é de fácil utilização, existem modelos portáteis que podem ser usados em casa, como é o caso do CPAP.

Principais tipos

Os aparelhos de ventilação não-invasiva funcionam como ventiladores que soltam ar, aumentando a pressão nas vias respiratórias, facilitando as trocas gasosas e alguns modelos podem ser utilizados em casa. Em geral, estes aparelhos requerem uma regulação específica feitas por um fisioterapia e a pressão é aplicada dependendo da condição respiratória de cada pessoa.

Os tipos de aparelhos utilizados na ventilação não-invasiva possuem várias interfaces, ou seja, existem diferentes máscaras para que seja aplicada a pressão do aparelho sobre as vias respiratórias como as máscaras nasais, faciais, tipo capacete e que são colocadas diretamente na boca. Desta forma, os principais tipos de VNI são:

1. CPAP

O CPAP é o tipo de ventilação não-invasiva que funciona aplicando uma pressão contínua durante a respiração, isto significa que é utilizado somente um nível de pressão, não sendo possível ajustar a quantidade de vezes que a pessoa vai respirar.

Este aparelho pode ser usado por pessoas que tenham controle sobre a respiração e é contra-indicado para pessoas que tenham alterações neurológicas ou problemas respiratórios que dificulta o controle da respiração. O CPAP é muito utilizado para pessoas com apnéia do sono, pois permite que as vias respiratórias fiquem abertas o tempo todo, mantendo a passagem de oxigênio constantemente durante o período que a pessoa está dormindo. Saiba mais sobre como usar e os cuidados com o CPAP.

2. BiPAP 

O BiPAP, também chamado de Bilevel ou Pressão Positiva Bifásica, favorece a respiração através da aplicação da pressão positiva em dois níveis, ou seja, ajuda a pessoa durante a fase de inspiração e expiração, podendo ser controlada a frequência respiratória a partir de uma pré definição do fisioterapeuta.

E ainda, o disparo da pressão é realizado pelo esforço respiratório da pessoa e depois, com a ajuda do BiPAP é possível manter os movimentos da respiração continuamente, não permitindo que a pessoa fique sem respirar, sendo muito indicado para casos de insuficiência respiratória.

O que é ventilação não-invasiva, tipos e para que serve

3. PAV e VAPS

O PAV, conhecido como Ventilação Proporcional Assistida, é o tipo de aparelho mais utilizado em hospitais nas UTIs e funciona se adaptando às necessidades respiratórias da pessoa, por isso o fluxo de ar, a frequência respiratória e a pressão que exerce nas vias respiratórias muda de acordo com o esforço que a pessoa faz para respirar.

Já o VAPS, que é chamado de Pressão de Suporte com Volume garantido, é o tipo de ventilador também usado em hospitais, que funciona a partir da regulação da pressão por um médico ou fisioterapia, de acordo com a necessidade da pessoa. Apesar de poder ser usado na ventilação não-invasiva, este aparelho é mais usado para controlar a respiração de pessoas em ventilação invasiva, ou seja, entubadas.

Quando não é indicada

A ventilação não-invasiva é contraindicada nos casos de que a pessoa apresenta condições como parada cardiorrespiratória, perda da consciência, após cirurgias no rosto, traumas e queimaduras na face, obstrução das vias aéreas. 

Além disso, é preciso ter precaução em utilizar este método em mulheres grávidas, e pessoas que estejam realizando nutrição por sonda, com obesidade mórbida, ansiedade, agitação e claustrofobia, que é quando uma pessoa tem a sensação de ficar presa e a incapacidade de ficar em lugares fechados. Saiba mais como é feito o tratamento para a claustrofobia.

Bibliografia >

  • FERREIRA, Susana; NOGUEIRA, Carla; CONDE, Sara; TAVEIRA, Natália. Ventilação não invasiva. Rev Port Pneumol. Vol.15, n.4. 655-667, 2009
  • SCHETTINO, Guilherme P. P. et al. Ventilação mecânica não invasiva com pressão positiva. J. bras. pneumol. Vol.33, suppl.2. 92-105, 2007
  • HOSPITAL MUNICIPAL MIGUEL COUTO. Oxigenoterapia e ventilação não invasiva. Disponível em: <http://www.szpilman.com/CTI/protocolos/Oxig%C3%AAnio%20e%20ventila%C3%A7%C3%A3o%20n%C3%A3o%20invasiva.pdf>. Acesso em 06 Jan 2020
  • BELLO, Giuseppe; PASCALE, Gennaro; ANTONELLI, Massimo. Noninvasive Ventilation. Clinics in Chest Medicine. Vol. 37, n.4. 711-721, 2016
  • KINNEAR, W. Non-invasive ventilation in acute respiratory failure. Thorax. Vol.57. 192-211, 2002
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem