Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tendinose ocorre na fase avançada da Tendinite

A tendinose corresponde ao processo de degeneração do tendão, que muitas vezes acontece como consequência de uma tendinite que não foi tratada corretamente. Apesar disso, nem sempre a tendinose está relacionada a um processo inflamatório, cabendo ao médico identificar a tendinose a partir de exames de diagnóstico, como ultrassom e ressonância, por exemplo.

Na tendinite há inflamação ao redor do tendão, enquanto que na tendinose o próprio tendão já se encontra debilitado apresentando áreas de acúmulo de líquido e pequenas áreas de ruptura que podem levar à ruptura completa do tendão até mesmo com pequenos esforços. Veja quais são os sintomas de tendinite.

A tendinose é mais comum de acometer os tendões supra-espinhosos, perto dos ombros; patelas, nos joelhos; tendão de Aquiles, no calcanhar, e no manguito rotador, também no ombro. A tendinose de ombro geralmente ocorre em atletas e em pessoas que tenham que ficar com os braços levantados por muito tempo, como é o caso dos artistas plásticos e professores, por exemplo.

O tratamento da tendinose é feito com o objetivo de regenerar a articulação a partir do estímulo da produção de colágeno, além de repouso.

Tendinose ocorre na fase avançada da Tendinite

Principais sintomas

Os sintomas da tendinose são os mesmos da tendinite, e incluem:

  • Dor local;
  • Fraqueza muscular;
  • Dificuldade em realizar movimentos com a articulação afetada;
  • Leve inchaço local;
  • Instabilidade articular.

O diagnóstico da tendinose é feito através da ressonância magnética, em que pode ser observado o processo de degradação do tendão.

A tendinose está normalmente associada à cronicidade de uma tendinite, que é causada principalmente por movimentos repetitivos. No entanto, pode ser resultado de grande esforço muscular, levando à sobrecarga da articulação e comprometendo diretamente o tendão. O comprometimento vascular do próprio tendão e o uso excessivo da articulação também são causas comuns de tendinose.

Como é feito o tratamento

O tratamento da tendinose é feito com o objetivo de estimular a produção de colágeno e aumentar a força muscular, permitindo a regeneração do tendão e diminuindo a dor. Além disso, pode ser indicado o uso de analgésicos, para aliviar a dor, e várias sessões de fisioterapia para diminuir a inflamação. Nem sempre os anti-inflamatórios são indicados, pois em alguns casos não existe inflamação associada, sendo o seu uso desnecessário. No entanto, as infiltrações com corticóides podem ser utilizadas.

Para auxiliar na recuperação do tendão, é importante repousar a articulação, evitar imobilizar a articulação, realizar alongamentos e exercícios de cinesioterapia. Além disso, uma técnica que possui bons resultados quando utilizada no tratamento da tendinose é a terapia por ondas de choque, em que um aparelho emite ondas de som pelo corpo com o objetivo de estimular a reparação de várias lesões e aliviar a inflamação. Entenda como é feita a terapia por ondas de choque.

O tempo de recuperação varia entre 3 e 6 meses, dependendo do grau de degeneração do tendão e se o tratamento está sendo feito da maneira indicada pelo médico.

Saiba também como evitar a tendinite antes de haver progressão para tendinose no vídeo a seguir:

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar