Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

4 sintomas de tendinite e o que fazer

Os sintomas de tendinite, como dor localizada, dificuldade em movimentar o membro afetado, inchaço ou vermelhidão no local, pode surgir em  qualquer parte do corpo, sendo mais comum na mão, ombro, cotovelo, joelho ou tornozelo, e ocorrem devido a inflamação do tendão, que é a estrutura que liga os músculos aos ossos.

Essa inflamação no tendão pode ser causada por um enrijecimento do tendão que é normal do envelhecimento do corpo ou devido a algum atrito no tendão, esforço ou movimentos repetitivos como no caso de atletas, doenças como diabetes ou artrite reumatóide, ou uso de medicamentos como levofloxacin ou ciprofloxacin, por exemplo. 

A tendinite deve ser tratada pelo ortopedista que poderá indicar o uso de remédios analgésicos ou anti-inflamatórios, realização de sessões de fisioterapia ou cirurgia para evitar complicações como atrofia muscular ou ruptura do tendão, por exemplo. Além disso, é importante repousar a região afetada para que o tendão tenha a possibilidade de curar.

4 sintomas de tendinite e o que fazer

A tendinite pode ocorrer em qualquer parte do corpo como cotovelo, ombro, quadril, joelho ou tendão de Aquiles, causando sintomas como:

1. Dor localizada

A dor localizada é um sintoma comum da tendinite que ocorre especialmente ao mover o membro ou articulação afetada e pode irradiar para os músculos da região em volta do tendão.

Geralmente, a dor aparece em forma de pontada e é acompanhada por uma sensação de que o tendão está estalando ou rangendo à medida que se move.

O que fazer: aplicar compressas de gelo na região dolorida de 3 a 4 vezes por dia por 15 a 20 minutos de cada vez, para ajudar a reduzir o fluxo sanguíneo para a área e diminuir a dor. Pode-se também massagear levemente a região afetada por 1 a 2 minutos com pomadas anti-inflamatórias como diclofenaco dietilamônio ou salicilato de metila, por exemplo, de 2 a 3 vezes por dia. Além disso, deve-se consultar o ortopedista que pode indicar o uso de analgésicos como paracetamol ou dipirona, ou anti-inflamatórios, como ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo. 

2. Dificuldade de movimento

A dificuldade de movimento varia de acordo com a região afetada, como levantar, sentar, caminhar, elevar os braços acima da cabeça ou segurar objetos, por exemplo, e pode ocorrer devido a dor no local ou pelo inchaço provocado pela tendinite.

O que fazer: descansar e repousar a região afetada evitando atividades que possam provocar a dor e causar dificuldade de movimento. Além disso, deve-se fazer fisioterapia com exercícios de alongamento e fortalecimento indicados pelo fisioterapeuta, que também pode utilizar aparelhos de eletroterapia, para acelerar o processo de cicatrização do tendão afetado e melhorar a movimentação da área afetada. 

Assista o vídeo com a fisioterapeuta Marcelle Pinheiro com exercícios de alongamento e fortalecimento para tendinite:

3. Inchaço ou vermelhidão

O inchaço ou vermelhidão no local da região afetada ocorre devido a inflamação do tendão, havendo liberação de substâncias inflamatórias como prostaglandinas e citocinas, que provocam uma dilatação dos vasos sanguíneos e acúmulo de líquidos nos músculos em volta do tendão.

O que fazer: aplicar compressa de gelo na região afetada por 15 a 20 minutos de 3 a 4 vezes por dia, porque o frio ajuda a diminuir a dilatação dos vasos sanguíneos, aliviando o inchaço e a vermelhidão. É importante consultar o ortopedista que pode indicar o uso de anti-inflamatórios como naproxeno ou ibuprofeno, por exemplo, injeções de corticóides feitas no consultório médico ou cirurgia para remover os tecidos inflamados. Além disso, para ajudar a reduzir o inchaço e a vermelhidão, pode-se consumir remédios caseiros com ação anti-inflamatória como chá de gengibre ou chá de erva-doce. Confira os melhores remédios caseiros para tendinite.

4. Diminuição da força

Em alguns casos, pode ocorrer diminuição da força da região afetada, principalmente quando a tendinite é grave ou crônica, pois pode causar atrofia dos músculos em volta do tendão, dificultando as tarefas do dia a dia como subir escadas, realizar tarefas domésticas ou tomar banho, por exemplo.

O que fazer: fazer fisioterapia com exercícios de alongamento e fortalecimento muscular indicados pelo fisioterapeuta para recuperar a força e o tônus dos músculos e tendões. Além disso, o ortopedista pode indicar cirurgia para reparar o tendão afetado e ajudar a recuperar a força.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da tendinite deve ser feito pelo ortopedista através do exame físico, analisando os movimentos e a sensibilidade da região afetada. Além disso, o médico pode solicitar exames de imagem raio-x, ultrassom ou ressonância magnética da articulação para descartar outra doença que tem os mesmos sintomas, como a bursite, por exemplo. Saiba as diferenças entre tendinite e bursite.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • NHS. Tendonitis. 2020. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/tendonitis/>. Acesso em 20 Abr 2021
  • ANDARAWIS-PURI, Nelly; FLATOW, Evan L.; SOSLOWSKY, Louis J. Tendon basic science: Development, repair, regeneration, and healing. J Orthop Res. 33. 6; 780-784, 2015
  • GAUT, Ludovic; DUPREZ, Delphine. Tendon development and diseases. Wiley Interdiscip Rev Dev Biol. 5. 1; 5-23, 2016
Mais sobre este assunto:

Carregando
...