Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba os Riscos de Engravidar Depois dos 40

A gravidez depois dos 40 anos é sempre considerada de alto risco mesmo que a mãe não tenha doença nenhuma. Nesta faixa etária, a probabilidade de ocorrerem abortos é muito maior e as mulheres têm mais tendência a terem doenças que podem complicar a gestação, como pressão alta e diabetes.

Riscos para a mãe

Os riscos de engravidar depois dos 40 anos para a mãe são:

  • Aborto;
  • Maior chance de parto prematuro;
  • Perda de sangue;
  • Gravidez ectópica;
  • Descolamento prematuro da placenta;
  • Rompimento do útero;
  • Ruptura prematura das membranas;
  • Hipertensão na gravidez;
  • Síndrome Hellp;
  • Trabalho de parto por tempo prolongado.
Saiba os Riscos de Engravidar Depois dos 40

Sinais para ir ao médico

Assim, os sinais de alerta que não devem ser ignorados são:

  • Perda de sangue vermelho vivo pela vagina;
  • Corrimento escuro mesmo que em pequenas quantidades;
  • Sangramento de cor vermelha escura ou semelhante ao corrimento;
  • Dor no pé da barriga, como se fosse uma cólica.

Se algum destes sinais ou sintomas estiverem presente a mulher deve ir ao médico para que possa ser avaliada e para realizar uma ultrassonografia porque assim o médico consegue verificar se está tudo bem.

Apesar de ser normal ter pequenos corrimentos e cólicas, principalmente no início da gravidez, estes sintomas devem ser ditos ao obstetra.

Riscos para o bebê

Os riscos para os bebês estão mais relacionados com malformações cromossômicas, que levam ao desenvolvimento de doenças genéticas, principalmente a Síndrome de Down. Os bebês podem nascer de forma prematura, aumentando os riscos de saúde após seu nascimento.

Mulheres com mais de 40 anos, que desejam engravidar, devem procurar um médico para orientação e para realização de exames que confirmem suas condições físicas, garantindo assim uma gestação saudável do início ao fim.

Como é o pré-natal aos 40 anos

O pré natal é um pouco diferente das mulheres que engravidam com menos de 35 anos porque são necessárias consultas mais regulares e exames mais específicos. De acordo com a necessidade o médico pode solicitar exames como ultrassonografias mais frequentes, exames de sangue para identificar toxoplasmose ou citomegalovírus, HIV tipo 1 e 2, teste da glicose.

Exames mais específicos para saber se o bebê tem síndrome de Down são coleta de vilosidades coriônicas, amniocentese, cordocentese, translucência nucal, ultrassonografia que mede o comprimento da nuca do bebê e o Perfil Bioquímico Materno.

Como fica o parto aos 40 anos

Desde que a mulher e o bebê estejam saudáveis não existem contraindicações para o parto normal e esta é uma possibilidade, principalmente se a mulher já foi mãe antes e está grávida do segundo, terceiro ou quarto filho. Mas se ela já tiver realizado uma cesaria anteriormente, o médico pode sugerir que seja feita uma nova cesaria porque a cicatriz da cesaria anterior pode prejudicar o trabalho de parto e aumenta o risco de rompimento uterino durante o trabalho de parto. Por isso cada caso deve ser conversado pessoalmente com o obstetra que irá realizar o parto.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...