Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Remédios para controlar a compulsão alimentar

A melhor forma de tratar a compulsão alimentar consiste em fazer sessões de psicoterapia para alterar o comportamento e a forma como se pensa em comida, desenvolvendo técnicas que ajudam a ter uma atitude mais saudável em relação ao que se come.

No entanto, o psiquiatra também pode ter um papel importante através da prescrição de remédios que ajudam a aliviar a compulsão, para que seja mais fácil focar no que o psicólogo ou terapeuta estão tentando ensinar durante a psicoterapia.

Saiba mais sobre o tratamento para compulsão alimentar.

Remédios para controlar a compulsão alimentar

Principais remédios para compulsão alimentar

Os remédios mais utilizados para tratar a compulsão alimentar são os antidepressivos, os controladores do apetite e os controladores do sistema nervoso como:

  • Sibutramina: libera o hormônio GLP1 no intestino, conferindo uma sensação de que já não é preciso comer mais;
  • Fluoxetina ou Sertralina: melhoram a sensação de bem estar, por atuarem diretamente sob a serotonina, uma substância química presente no cérebro que além de melhorar o humor, diminui o desejo de comer doces e promove a saciedade;
  • Topiramato: é um medicamento normalmente indicado para tratar convulsões, mas que também pode ser usado para diminuir o excesso de apetite;
  • Dimesilato de lisdexanfetamina: geralmente é usado para tratamento de hiperatividade em crianças, mas pode ser usado em adultos para diminuir o apetite descontrolado, promovendo a saciedade.

Qualquer remédio para compulsão alimentar deve ser sempre orientado por um psiquiatra ou médico especializado no tratamento de distúrbios alimentares, já que a dose de cada medicamento pode variar de acordo com o peso e idade de cada pessoa.

Este tipo de remédios só deve ser utilizado quando outras formas naturais não estão apresentando resultados no combate da compulsão alimentar. Além disso, durante o tratamento com estes remédios é muito importante manter as sessões de psicoterapia, assim como manter um plano regular de exercício físico e uma dieta equilibrada.

Veja algumas receitas para emagrecer, que podem completar o tratamento.

Possíveis efeitos colaterais

Embora possam ser usados sob orientação médica, estes medicamentos não são completamente seguros, especialmente quando utilizados por longos períodos. Alguns dos efeitos colaterais mais frequentes incluem boca seca, insônia, tonturas, problemas de memória, formigamento nas mãos e pés, dificuldade para falar ou sedação.

Opções de remédios naturais para compulsão alimentar

Antes de utilizar os remédios para controlar a compulsão alimentar, podem ser testadas algumas opções naturais que ajudam a reduzir o apetite, como:

  • Sementes de chia: adicionar 25 g de chia a todas as refeições;
  • Açafrão: tomar 90 mg de açafrão em cápsulas, 2 vezes por dia;
  • Psyllium husk: ingerir 20 g cerca de 3 horas antes do almoço e do jantar, assim como imediatamente depois;
  • Caralluma fimbriata: tomar 1 g em cápsulas, 1 vez por dia.

Estas opções de remédios naturais podem demorar até 1 ou 2 meses de uso contínuo até apresentar os efeitos desejado, no entanto, normalmente não apresentam efeitos colaterais e, por isso, podem ser uma boa alternativa aos medicamentos de farmácia.

Confira ainda algumas receitas caseiras que também podem ajudar a diminuir o apetite.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...