5 remédios caseiros para psoríase

Os remédios caseiros para psoríase, como as compressas de babosa, cataplasma de calêndula e o suco de agrião, por exemplo, ajudam a combater a descamação da pele e a inflamação relacionada com a psoríase, já que possuem propriedades depurativas, analgésicas, anti-inflamatórias e cicatrizantes.

O uso dos remédios caseiros para psoríase não substituem o tratamento indicado pelo dermatologista, que normalmente envolve o uso de cremes e pomadas adequadas. Entenda como é feito o tratamento para psoríase.

A psoríase é uma doença da pele que não tem cura, não é contagiosa e causa sintomas como placas vermelhas na pele, descamação e ressecamento da pele, coceira e sensação de ardor e dor, podendo afetar várias regiões do organismo.

Veja estas e outras dicas importantes para controlar a psoríase, assistindo o vídeo:

Principais remédios caseiros

Alguns remédios caseiros apresentam eficácia comprovada para alguns casos, especialmente os mais leves ou moderados, e que podem ser experimentados, como complemento ao tratamento indicado pelo médico, sendo os principais:

1. Compressas de babosa

A babosa é um planta conhecida cientificamente como aloe vera e que é muito utilizada pela medicina natural para tratar vários problemas de saúde, entre os quais as alterações de pele. No caso da psoríase, o gel desta planta pode ser usado para aliviar a coceira, a vermelhidão e até ajudar na cicatrização das manchas, reduzindo a duração das crises de psoríase.

Isto acontece porque a babosa é uma planta muito rica em substâncias com propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes e anticoceira comprovadas.

Ingredientes

  • 1 a 2 folhas de babosa;
  • Compressas limpas.

Modo de preparo

Cortar a folha da planta no sentido do comprimento da folha e retirar o gel que se encontra no interior com auxílio de uma colher. Depois, deve-se aplicar o gel diretamente sobre a área com psoríase, envolvendo com uma compressa limpa e algumas ataduras.

Deixar atuar durante cerca de 20 a 30 minutos por dia e lavar somente com água. Para melhores resultados deve-se fazer esta compressa até 3 vezes por dia por, pelo menos, 4 semanas.

2. Lavagem com infusão de camomila

A camomila é outra das plantas mais utilizadas na medicina natural, especialmente para tratar problemas de estômago e ansiedade. No entanto, as flores desta planta têm um importante óleo essencial, conhecido como camazuleno, que pode ser usado para diminuir a inflamação de vários problemas de pele, como a psoríase.

Especificamente no caso da psoríase, o camazuleno da camomila parece levar à formação de uma outra substância, o leucotrieno B4 (LTB4), que impede o desenvolvimento das placas, melhorando os sintomas da psoríase.

Ingredientes

  • 4 colheres (de sopa) de flores de camomila, preferencialmente frescas;
  • 500 ml de água fervente.

Modo de preparo

Juntar a água com as flores de camomila e deixar repousar por 5 a 10 minutos. Depois, coar a mistura e deixar esfriar. Por fim, virar a infusão de camomila sobre as placas de psoríase e deixar secar ao ar. Esta lavagem pode ser feita depois do banho ou até 3 vezes por dia.

Outra opção, para os casos mais graves ou com sintomas mais intensos, consiste em mergulhar compressas limpas na infusão e aplicar sobre a pele por 20 a 30 minutos, 3 a 4 vezes por dia.

3. Cataplasma de calêndula

Embora seja menos conhecida, a calêndula é uma flor que tem excelentes propriedades cicatrizantes, analgésicas e anti-inflamatórias, sendo, por isso, frequentemente usada na medicina natural para tratar problemas de pele, incluindo psoríase, eczemas e, até, lepra.

Ingredientes

  • 3 a 4 flores e calêndula.

Modo de preparo

Amassar as flores utilizando um almofariz e depois colocar a mistura sobre as placas de psoríase, deixando atuar por 15 a 20 minutos. Por fim, lavar a pele com água e deixar secar ao ar.

Algumas pessoas podem apresentar maior sensibilidade aos óleos essenciais da calêndula, por isso, caso surjam efeitos colaterais, como a sensação de queimação na pele, deve-se retirar a mistura da pele e lavar com água corrente, não voltando a aplicar a mistura sobre a pele.

4. Suco de agrião

O suco de agrião é uma excelente opção para tratar a psoríase devido ao seu efeito depurativo, que ajuda a eliminar as toxinas do organismo e diminuir a frequência das crises de psoríase. Para preparar o suco, basta bater no liquidificador 70g de agrião com 1 copo de água e tomar a seguir, pelo menos 3 vezes ao dia.

Além disso, o consumo de agrião cru, em saladas, por exemplo, também é uma ótima forma de tratar a psoríase. Outras receitas com agrião incluem:

  • Agrião refogado;
  • Salada de agrião com queijo branco e tomate;
  • Sopa de abóbora com agrião;
  • Rabada com agrião.

O uso de alimentos depurativos do sangue, como o agrião, podem se mostrar muito eficientes como ajudantes no tratamento da psoríase, mas também é importante evitar alimentos gordurosos, carnes, embutidos, industrializados e condimentados, já que favorecem o processo inflamatório no organismo. Confira todas as dicas de alimentação indicadas para tratar a psoríase.

5. Creme natural de pimenta caiena

Este creme não pode ser feito em casa mas é uma outra opção natural e bastante comprovada para aliviar os sintomas da psoríase, especialmente a coceira e a vermelhidão. Isso porque a pimenta caiena contém uma substância, conhecida como capsaicina, que parece diminuir a presença da "substância P" nas placas de psoríase, que é a principal responsável pela sensação de coceira.

Assim, o ideal é procurar um creme de pimenta caiena ou capsaicina, a 0,025% ou 0,075%, em lojas de produtos naturais e aplicar sobre a pele, seguindo as orientações do fabricante ou do médico.

Tratamento caseiro para psoríase

Para complementar os efeitos dos remédios caseiros, é importante ter alguns cuidados, como:

  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em betacarotenos, como laranja, cenoura e abóbora;
  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em ômega 3, como o atum e o salmão, devido à sua ação anti-inflamatória;
  • Fazer uso do suplemento de óleo de onagra, devido à presença de ácido gama-linoleico em sua composição, que atua diminuindo a inflamação;
  • Evitar o consumo de alimentos ricos em cafeína, como o café, chá preto e chocolate.

Além disso, deve-se evitar o consumo de carnes vermelhas e frituras, que são alimentos ricos em gordura e colesterol e, assim, aumentam a inflamação do organismo e o risco do aparecimento dos sintomas da psoríase.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • NATIONAL PSORIASIS FOUNDATION. Herbs and Natural Remedies for Psoriasis. Disponível em: <https://www.psoriasis.org/treating-psoriasis/complementary-and-alternative/herbal-remedies>. Acesso em 30 mar 2020
  • SINGH, Kamlesh Kumar; TRIPATHY, Surendra. Natural Treatment Alternative for Psoriasis: A Review on Herbal Resources. Journal of Applied Pharmaceutical Science. Vol.4. 114-121, 2014
Mostrar bibliografia completa
  • ROUT, Sanjay K. et al.. Natural Green Alternatives to Psoriasis Treatment– A Review. Global Journal of Pharmacy & Pharmaceutical Sciences. Vol.4. 1-7, 2017
  • RAKEL, David. Integrative Medicine. 4.ed. Philadelphia: Elsevier, 2018. 730-731.
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • PSORÍASE | Tratamentos Caseiros

    05:00 | 635339 visualizações