Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Dieta para psoríase: o que comer e o que evitar

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
dezembro 2022
  1. O que comer
  2. Cardápio
  3. O que evitar

A dieta para psoríase deve ser rica em peixes, vegetais, sementes, cereais integrais e frutas, que são alimentos anti-inflamatórios e antioxidantes que fortalecem o sistema imunológico, ajudando a diminuir a frequência e a gravidade das lesões.

Por outro lado, é importante evitar alimentos que provocam a inflamação, como açúcar, frituras, carne vermelha, temperos e molhos prontos e alimentos embutidos, como salsicha, linguiça, presunto e mortadela.

Como não existe uma dieta específica para tratar a psoríase, é aconselhado consultar um nutricionista, para que seja feita uma avaliação completa e seja planejada uma alimentação de acordo com as necessidades nutricionais de cada pessoa.

Imagem ilustrativa número 1

Alimentos permitidos

Os alimentos que são permitidos e podem ser consumidos regularmente são:

1. Cereais Integrais

Os cereais integrais são ricos em fibras que melhoram a saúde da flora intestinal e controlam os níveis de açúcar no sangue. Por isso, os cereais integrais fortalecem o sistema imunológico, combatendo as inflamações e aliviando os sintomas da psoríase.

Exemplo: pão integral, macarrão integral, arroz integral, quinoa, milho e aveia.

2. Peixes

Alguns peixes são ótimas fontes de ômega 3 e ômega 6, que são gorduras saudáveis que diminuem a produção de substâncias inflamatórias no organismo, como os eicosanoides e as citocinas.

Além disso, os peixes também são ricos em selênio, um mineral que melhora as funções das células do sistema imunológico evitando o surgimento de descamação e prurido.  Conheça outros benefícios dos peixes para a saúde.

Exemplo: atum, sardinha, arenque, cavalinha, truta e salmão.

3. Sementes

Além de serem ricas em ômega 3 e ômega 6, as sementes também contêm vitamina E e selênio, nutrientes que diminuem o processo inflamatório, prevenindo e aliviando os sintomas da psoríase.

Exemplo: sementes de girassol, de abóbora, de linhaça e de chia.

4. Frutas

O consumo diário e variado de frutas aumenta a quantidade de fibras na dieta, que equilibram a flora intestinal e fortalecem o sistema imune. Veja uma lista de frutas ricas em fibras.

Além disso, o consumo regular de frutas também garante uma boa ingestão de vitaminas C, um nutriente com ação antioxidante e anti-inflamatória que protege a pele contra os radicais livres, previne o surgimento de lesões e ajuda no processo de cicatrização de feridas.

Exemplo: laranja, limão, banana, tangerina, abacate, manga, mamão, maracujá, caju, uva, acerola, kiwi, e amora.

5. Legumes e verduras

Os legumes e as verduras são ótimas fontes de carotenoides, antocianinas, licopeno e catequinas, que são compostos bioativos com ação antioxidante que diminuem a inflamação e aliviam os sintomas da psoríase.

Exemplo: cenoura, tomate, agrião, repolho roxo, rúcula, abóbora, batata-doce, beterraba, espinafre, couve e brócolis.

6. Óleos vegetais

Os óleos vegetais são uma boa fonte de ácidos graxos poli-insaturados, um tipo de gordura saudável que ajuda a prevenir e combater as inflamações na pele.

Exemplo: azeite de oliva extra virgem, óleo de girassol extra virgem, óleo de linhaça e óleo de gérmen de trigo.

Cardápio da dieta para psoríase

A tabela a seguir traz um exemplo de cardápio de 3 dias para a psoríase:

Refeição

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da manhã

1 xícara de chá verde + 2 panquecas pequenas feitas com farinha de aveia, 1 ovo e bebida vegetal, recheada com frutas picadas

1 xícara de chá de erva-cidreira + 1 pão francês integral com 2 fatias queijo branco

1 prato de mingau feito com farelo de aveia, leite desnatado e canela em pó + 1 kiwi

Lanche da manhã

½ mamão papaia + 1 col. de sopa de farelo de aveia

1 banana picada com 1 col de sopa de sementes de girassol

1 maçã com casca + 2 castanhas-do-pará

Almoço/Jantar

1 filé de frango grelhado com 3 col de sopa de arroz integral + 3 col de sopa de feijão + 1 prato de sobremesa de salada com alface, pepino, e tomate, temperada com 1 col de sopa de azeite de oliva + 1 fatia de abacaxi

1 xícara de chá de macarrão integral com molho de tomate caseiro + 2 sardinhas médias assadas + 4 col de sopa de salada de brócolis, couve-flor e cenoura, temperada com 1 col de sopa de azeite de oliva + 1 fatia de melão

1 filé de truta grelhada  + meia 2 col de sopa de arroz integral + 1 prato de sobremesa de salada com grão-de-bico, pepino, tomate, cebola roxa e maxixe, temperada com 1 col de sopa de oliva + 1 tangerina

Lanche da tarde

1 copo de vitamina feita com 120 g de iogurte natural, 3 morangos e ½  banana + 1 col de sopa de sementes de chia

Creme de abacate com cebola, tomate e salsa + 2 torradas integrais

1 banana com canela + 6 nozes

Esse cardápio é apenas um exemplo, onde as quantidades e os tipos de alimentos podem variar conforme a idade, a prática de atividade física e o estado de saúde da pessoa. Por isso, é importante consultar um nutricionista, para fazer uma avaliação completa e planejar uma dieta adequada às necessidades individuais.

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados são aqueles que estimulam a inflamação, provocando novas crises ou piorando os sintomas da psoríase. Assim, os alimentos que devem ser evitados são:

  • Carnes vermelhas, como carne bovina, carne de porco, cordeiro, carneiro e cabra;
  • Alimentos ricos em gordura, como batata frita, biscoito recheado, coxinha, hambúrguer, pizza e cachorro quente;
  • Alimentos doces, como açúcar, refrigerantes, sorvetes, chocolates, geleias e bolos;
  • Cereais refinados, como pão branco, arroz branco e macarrão branco;
  • Alimentos embutidos, como presunto, linguiça, mortadela, salsicha e salame;
  • Temperos e molhos prontos, como maionese, ketchup, mostarda e caldo de carne em pó ou em cubinhos.

Além disso, a ingestão de bebidas alcoólicas, como cerveja, vinho e espumante, também deve ser evitada. Isto porque o álcool provoca a inflamação, piorando os sintomas da psoríase.

Assista ao vídeo a seguir e veja alguns cuidados para aliviar os sintomas da psoríase:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em dezembro de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em dezembro de 2022.

Bibliografia

  • MARQUES, S, Célia Maria. Tratamento sistémico da psoríase: mudanças no padrão alimentar. Tese de conclusão de mestrado, 2021. Universidade Fernando Pessoa.
  • FREITAS, P, Letícia et al. Influência da alimentação no quadro clínico de potadores de psoríase. Revista Saúde em Foco. 12.ed; 398-412, 2020
Mostrar bibliografia completa
  • FORD, R, Adam et al. Dietary recommendations for adults with psoriasis or psoriatic arthritis from the medical board of the National Psoriasis Foundation: a systematic review. Clinical Review & Education. Vol.154. 8.ed; 934-950, 2018
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • 5 piores alimentos que INFLAMAM o seu corpo

    15:10 | 31252 visualizações
  • 7 alimentos antiinflamatórios que você precisa usar

    24:55 | 821961 visualizações
  • PSORÍASE | Tratamentos Caseiros

    05:00 | 641308 visualizações