Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Erva-cidreira: 10 benefícios para a saúde e como fazer o chá

A erva-cidreira é uma planta medicinal da espécie Melissa officinalis, também conhecida como cidreira, capim-limão ou melissa, rica em compostos fenólicos e flavonóides com propriedades calmantes, sedativas, relaxantes, antiespasmódicas, analgésicas, anti-inflamatórias e antioxidantes, sendo muito utilizada para tratar vários problemas de saúde, especialmente problemas digestivos, de ansiedade e estresse.

Esta planta medicinal pode ser usada na forma de chás, infusões, sucos, sobremesas ou na forma de cápsulas ou extrato natural, e pode ser encontrada em ervanários, lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação, mercados e algumas feiras livres. 

Erva-cidreira: 10 benefícios para a saúde e como fazer o chá

Os principais benefícios da erva cidreira são: 

1. Melhora a qualidade do sono

A erva cidreira possui compostos fenólicos na sua composição, como o ácido rosmarínico, que tem propriedades calmantes e sedativas, o que pode ser útil para combater a insônia e melhorar a qualidade do sono. 

Além disso, alguns estudos mostram que tomar o chá de erva cidreira duas vezes ao dia por 15 dias melhora o sono em pessoas com insônia e que a combinação de erva-cidreira e valeriana pode ajudar a aliviar a inquietação e os distúrbios do sono.

2. Combate a ansiedade e o estresse

A erva cidreira ajuda a combater a ansiedade e o estresse por possuir ácido rosmarínico na sua composição que age aumentando a atividade de neurotransmissores no cérebro, como o GABA, que contribui para a sensação de relaxamento do corpo, de bem-estar e tranquilidade e diminuição dos sintomas de ansiedade como agitação e nervosismo.

Alguns estudos mostram que tomar uma única dose de erva-cidreira aumenta a calma e o estado de alerta em adultos sob estresse mental, e que tomar cápsulas contendo 300 a 600 mg de erva-cidreira três vezes ao dia, reduz os sintomas de ansiedade.

3. Alivia as dores de cabeça

A erva-cidreira também pode ser útil no tratamento de dores de cabeça, especialmente se ocorrerem como resultado de estresse. Por conter ácido rosmarínico, propriedades analgésicas, relaxantes e anti-inflamatórias podem ajudar a relaxar os músculos, liberar a tensão e relaxar os vasos sanguíneos tensos, o que pode contribuir para o alívio das dores de cabeça.

Erva-cidreira: 10 benefícios para a saúde e como fazer o chá

4. Combate os gases intestinais

A erva cidreira contém citral, um óleo essencial, com ação antiespasmódica e carminativa, inibindo a produção de substâncias responsáveis por aumentar a contração do intestino, o que alivia a cólica e combate a produção de gases intestinais.

Alguns estudos mostram que o tratamento com extrato de erva-cidreira pode melhorar a cólica de bebês em amamentação em 1 semana.

5. Alivia os sintomas da TPM

Por possuir compostos fenólicos na sua composição como o ácido rosmarínico, a erva cidreira ajuda a aliviar os sintomas da TPM por aumentar a atividade do neurotransmissor GABA no cérebro, o que melhora o estado de mal humor, nervosismo e ansiedade, associados à TPM. 

A erva cidreira por suas propriedades antiespasmódicas e analgésicas também ajuda a aliviar o desconforto das cólicas menstruais.

Além disso, alguns estudos utilizando a cápsula de erva-cidreira, mostram que para reduzir os sintomas da TPM, deve-se tomar 1200 mg de erva-cidreira em cápsula diariamente. 

6. Combate problemas gastrointestinais

A erva cidreira pode auxiliar o tratamento de problemas gastrointestinais como indigestão, dor de estômago, náuseas, vômitos, refluxo gastroesofágico e síndrome do intestino irritável, por exemplo, por conter o ácido rosmarínico na sua composição, além de citral, geraniol e beta-cariofileno, com ação anti-inflamatória, antioxidante, antiespasmódica e de eliminação dos gases intestinais, o que ajuda a aliviar os sintomas e o desconforto de problemas gastrointestinais.

7. Combate a herpes labial

Alguns estudos mostram que os ácidos cafeico, rosmarínico e felúrico presentes na erva cidreira possuem ação contra o vírus da herpes labial por inibir o vírus e impedir que se multiplique, o que previne a propagação da infecção, reduz o tempo de cicatrização e contribui para o efeito rápido sobre os sintomas típicos de herpes labial como coceira, formigamento, queimação, pontadas, inchaço e vermelhidão. Para esse benefício deve-se aplicar um batom contendo extrato de erva-cidreira nos lábios ao sentir os primeiros sintomas.

Além disso, esses ácidos da erva cidreira também podem inibir a multiplicação do vírus do herpes genital. Entretanto, ainda são necessários estudos em humanos que comprovem esse benefício.

Assista o vídeo a seguir com mais dicas para combater a herpes labial.

8. Elimina fungos e bactérias

Alguns estudos laboratoriais in vitro mostram que os compostos fenólicos como os ácidos rosmarínico, cafeico e cumárico presentes na erva cidreira são capazes de eliminar fungos, principalmente os fungos de pele, como a Candida sp. e bactérias como:

  • Pseudomonas aeruginosa que causam infecções pulmonares, infecções nos ouvidos e infecções urinárias;
  • Salmonella sp que causam diarréia e infecções gastrointestinais;
  • Escherichia coli que causa infecção urinária;
  • Shigella sonnei que causa infecções intestinais;

No entanto, ainda são necessários estudos em humanos que comprovem esses benefícios.

9. Auxilia no tratamento do Alzheimer

Alguns estudos mostram que os compostos fenólicos da erva cidreira, como o citral, podem 

inibir a colinesterase, uma enzima responsável por degradar a acetilcolina que é um neurotransmissor cerebral importante para a memória. As pessoas com Alzheimer normalmente têm uma diminuição da acetilcolina, o que leva à perda de memória e diminuição da capacidade de aprendizado.

Além disso, esses estudos indicam que tomar erva-cidreira por via oral por 4 meses pode reduzir a agitação, melhorar o raciocínio e reduzir os sintomas da doença de Alzheimer.

10. Tem ação antioxidante

A erva cidreira possui flavonóides e compostos fenólicos na sua composição, principalmente os ácidos rosmarínico e cafeico, que possuem ação antioxidante, combatendo os radicais livres e reduzindo os danos nas células. Assim, a erva cidreira pode auxiliar na prevenção de doenças associadas ao stress oxidativo causado pelos radicais livres como as doenças cardiovasculares. Entretanto, ainda ainda são necessários estudos em humanos.

Como consumir

A erva cidreira pode ser consumida na forma de chás, infusões ou até mesmo em sobremesas, sendo fácil de preparar e muito saborosas.

1. Chá de erva-cidreira

Erva-cidreira: 10 benefícios para a saúde e como fazer o chá

Para fazer o chá de erva-cidreira é aconselhado usar somente as suas folhas, tanto secas como frescas, pois é a parte da planta que contém todas as propriedades benéficas para a saúde.

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de folhas de erva-cidreira;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar as folhas de erva-cidreira na água fervente, tampar e deixar repousar por alguns minutos. A seguir, coar e beber de 3 a 4 xícaras deste chá por dia.

Veja outra opção de chá de erva-cidreira para aliviar os sintomas da ansiedade.

2. Suco de erva cidreira

Erva-cidreira: 10 benefícios para a saúde e como fazer o chá

O suco de erva cidreira pode ser preparado com as folhas frescas ou secas sendo uma opção saborosa e refrescante para consumir esta planta medicinal e obter seus benefícios.

Ingredientes

  • 1 xícara de café de erva-cidreira picada;
  • 200 mL de água;
  • Suco de 1 limão;
  • Gelo a gosto;
  • Mel para adoçar (opcional).

Modo de preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador, coar e adoçar com mel. Beber em seguida de 1 a 2 copos por dia.

Possíveis efeitos colaterais

A erva cidreira é segura quando consumida por no máximo 4 meses por adultos e 1 mês por bebês e crianças. Entretanto, se esta planta medicinal for consumida em quantidade excessiva ou por tempo maior do que o recomendado, pode causar náuseas, vômitos, dor abdominal, tontura, diminuição da frequência cardíaca, sonolência, queda da pressão e respiração ofegante.

Quem não deve usar

Até o momento, não foram descritas contraindicações da erva cidreira, no entanto deve-se evitar consumir esta planta medicinal se a pessoa utilizar medicamentos para dormir, pois podem ter seus efeitos sedativos somados e causar sonolência excessiva. 

A erva cidreira também pode interferir no efeito de remédios para tireoide, devendo ser feito apenas com orientação do médico, nesses casos. 

Além disso, é recomendado que mulheres grávidas ou em amamentação consultem o obstetra antes de consumir a erva cidreira.

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • SHAKERI, Abolfazl; SAHEBKAR, Amirhossein; JAVADI, Behjat. Melissa officinalis L. – A review of its traditional uses, phytochemistry and pharmacology. Journal of Ethnopharmacology. 188. 204-228, 2016
  • MIRAJ, Sepide; RAFIEIAN-KOPAEI, Mahmoud; KIANI, Sara. Melissa officinalis L: A Review Study With an Antioxidant Prospective. J Evid Based Complementary Altern Med. 22. 3; 385-394, 2017
  • CASES, Julien; et al. Pilot trial of Melissa officinalis L. leaf extract in the treatment of volunteers suffering from mild-to-moderate anxiety disorders and sleep disturbances. Mediterranean Journal of Nutrition and Metabolism. 4. 211–218, 2011
  • SCAGLIONE, Francesco; ZANGARA, Andrea. Valeriana Officinalis and Melissa Officinalis Extracts Normalize Brain Levels of GABA and Glutamate Altered by Chronic Stress. Journal of Sleep Disorders and Management. 3. 1; 1-7, 2017
  • O´KENNEDY, David; LITTLE, Wendy; SCHOLEY, Andrew B. Attenuation of laboratory-induced stress in humans after acute administration of Melissa officinalis (Lemon Balm). Psychosom Med. 66. 4; 607-613, 2004
  • SCHOLEY, Andrew; et al. Anti-Stress Effects of Lemon Balm-Containing Foods. Nutrients. 6. 11; 4805-4821, 2014
  • AKBARZADEH, Marzieh; et al. Effect of Melissa officinalis Capsule on the Intensity of Premenstrual Syndrome Symptoms in High School Girl Students. Nurs Midwifery Stud. 4. 2; e27001, 2015
  • COSTA Eronita. Nutrição & Fitoterapia. 2º. Brasil: Vozes Ltda, 2011. 137-138.
  • MCINTYRE Anne. Guia completo de Fitoterapia. 1º. Brasil: Pensamento, 2010. 144.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem