Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve a Ranitidina (Antak)

A Ranitidina é um remédio que inibe a produção de ácido pelo estômago, sendo indicado no tratamento de vários problemas que podem ser causados pela presença desse ácido em excesso, como esofagite de refluxo, gastrite ou duodenites, por exemplo.

Este medicamento está disponível em farmácias em forma de genérico, mas também pode ser comprado com os nomes comerciais Antak, Label, Ranitil, Ulcerocin ou Neosac, sob a forma de comprimidos ou xarope, por um preço de cerca de 20 a 90 reais, dependendo da marca, quantidade e forma farmacêutica.

Para que serve a Ranitidina (Antak)

Para que serve

Este remédio está indicado para o tratamento de úlceras de estômago ou de duodeno, incluindo aquelas que estão associadas ao uso de medicamentos anti-inflamatórios não esteroides ou a infecção causada pela bactéria Helicobacter pylori, tratamento de problemas causados pelo refluxo gastroesofágico ou azia, tratamento de úlceras pós-operatórias, tratamento da Síndrome de Zollinger-Ellison e da dispepsia episódica crônica.

Além disso, também pode ser usado como prevenção de úlceras e de sangramentos causados por úlceras pépticas, de úlcera causada por estresse em pacientes em estado grave e também na prevenção de uma doença conhecida como Síndrome de Mendelson.

Saiba como identificar os sintomas de úlcera no estômago.

Como tomar

A posologia de ranitidina deve ser sempre indicada por um clínico geral ou gastroenterologista, de acordo com a patologia a tratar, no entanto, as orientações gerais são:

  • Adultos: 150 a 300 mg, 2 a 3 vezes por dia, durante o tempo recomendado pelo médico, podendo ser tomado sob a forma de comprimidos ou xarope;
  • Crianças: 2 a 4 mg/ Kg, duas vezes ao dia, não se devendo ultrapassar a dose de 300 mg ao dia. Normalmente, em crianças, a ranitidina é administrada sob a forma de xarope.

No caso de esquecimento de uma dose, deve-se tomar o medicamento o mais rápido possível e tomar as seguintes doses no horário certo, sendo que jamais se deve tomar uma dose dobrada para compensar a dose que a pessoa se esqueceu de tomar.

Além destes casos, ainda existe a ranitidina injetável, que deve ser administrada por um profissional de saúde.

Possíveis efeitos colaterais

Geralmente, este medicamento é bem tolerado, no entanto, em alguns casos, podem ocorrer efeitos colaterais como respiração ofegante, dor ou aperto no peito, inchaço das pálpebras, face, lábios, boca ou língua, febre, erupções cutâneas ou fissuras na pele e sensação de fraqueza, principalmente quanto a pessoa fica em pé.

Quem não deve tomar

A ranitidina não deve ser usada por pessoas que tenham hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Além disso, também está contraindicada para grávidas ou mulheres que estejam a amamentar.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar