Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Quarto Montessoriano: o que é e como fazer

O quarto Montessoriano é uma ideia que foi desenvolvida no século XX pela Dr.ª Maria Montessori. Este tipo de quarto é completamente baseado no seu método de ensino, no qual a criança deve ser capaz de interagir com tudo no seu ambiente de forma segura, estimulando o crescimento, desenvolvimento e independência.

Assim, ao contrário dos quartos comuns de bebê, o quarto Montessoriano possui uma arrumação simples, uma cama bem baixinha e móveis na altura da criança, o que permite que ela seja constantemente estimulada e que se sinta livre para brincar, se concentrar ou dormir, sem precisar da ajuda constante de um adulto para chegar objetos, por exemplo.

Quarto Montessoriano: o que é e como fazer

5 passos para ter um quarto Montessoriano

Embora a ideia de um quarto Montessoriano seja bastante simples, por vezes é difícil achar inspiração e criatividade. Assim, para facilitar a tarefa de projetar e construir um quarto deste tipo, existem alguns fundamentos:

1. Não usar um berço

Os berços geralmente são muito altos e, por isso, a criança fica dependente dos pais para conseguir alcançar a própria cama. Assim, o ideal é que a cama esteja num nível baixo, preferencialmente encostada no chão para que, caso a criança caia da cama durante a noite, não corra o risco de se machucar.

Uma boa opção para fazer uma cama Montessoriana consiste em colocar o colchão diretamente no chão ou usar um futon ou tatame, por exemplo. Assim a criança pode sair da cama quando acordar, explorar o quarto e brincar. Também sempre se recomenda o uso de almofadas para limitar o espaço e evitar quedas acidentais.

Quarto Montessoriano: o que é e como fazer

2. Diminuir a escala do quarto

A decoração do quarto pode ser feita de forma semelhante ao habitual, no entanto, o melhor é que os móveis sejam próprios para crianças, ou seja, que tenham um tamanho menor para facilitar o seu acesso. Além disso, móveis de tamanho normal podem criar ansiedade na criança, que se sente muito pequena e vulnerável, mesmo dentro do seu quarto.

Assim, algumas dicas são usar cadeiras e mesas pequenas e baixas, pendurar a arte e espelhos no nível dos olhos da criança e usar prateleiras com apenas 2 ou 3 níveis de altura. Para guardar brinquedos, as melhores opções são pequenas caixas ou baús sem tampa.

3. Fazer uma decoração simples

As cores fortes e brilhantes são ótimas para estimular a criança para brincar, porém, no quarto, é importante optar por cores mais neutras e tons pastéis que promovam a paz e o relaxamento. Alguns tons para pintar o quarto incluem azul bebê, rosa claro ou bege, por exemplo.

Aos poucos, elementos com mais cor e padrões podem ir sendo adicionados no quarto, à medida que a criança cresce e apresenta curiosidade por cores mais vivas.

Além das cores do quarto, também se deve evitar o acúmulo de objetos, optando-se por ter um visual mais limpo. Uma opção para liberar mais espaço consiste em usar móveis e objetos com mais de uma função. Por exemplo, a caixa dos brinquedos pode ter uma tampa e funcionar como banquinho, podendo ser guardada debaixo da mesa para poupar espaço.

Quarto Montessoriano: o que é e como fazer

4. Usar madeira sempre que possível

A madeira é um material que ajuda a reter o calor e que é agradável ao toque, por isso, deve ser utilizada sempre que possível, nos móveis e nos objetos, mas também no chão, para que a criança possa andar descalça sem sofrer grandes alterações de temperatura.

5. Garantir a segurança do bebê

Uma vez que a criança vai ter toda a liberdade para explorar o quarto, a segurança é um ponto fundamental na hora de pensar o quarto. Assim, alguns pontos importantes para garantir a segurança são:

  • Tampar as tomadas do quarto com proteções próprias para crianças;
  • Evitar utilizar móveis com quinas, preferindo os que têm cantos redondos ou protegendo as quinas existentes;
  • Usar tapetes pelo chão, para evitar que o bebê se machuque caso caia;
  • Colocar barras fixas na parede, de forma que os locais fiquem seguros para o bebê segurar enquanto tenta caminhar;

Também se recomenda não utilizar objetos que possam partir, com vidro ou porcelana, pois podem deixar pedaços cortantes pelo chão. Assim, os espelhos embora sejam importantes para que a criança se conheça, devem ser sempre mantidos longe do alcance, pelo menos até que a criança tenha idade para reconhecer o perigo de partir o espelho.

Quarto Montessoriano: o que é e como fazer

Principais benefícios do método de Montessori

Os benefícios deste método para construir o quarto do bebê estão principalmente relacionados com o desenvolvimento da criança, pois o quarto Montessoriano ajuda a:

  • Identificar os próprios limites da criança;
  • Identificar capacidades e habilidades próprias;
  • Desenvolver ordem, coordenação e concentração;
  • Estimular a independência e a criatividade da criança.

Além disso, o quarto Montessori é um espaço bastante seguro que permite que a criança crie uma maior sensação de confiança e calma, evitando sentimentos de ansiedade e baixa auto-estima, comuns do crescimento.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar