Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser Olhos Remelando no Bebê

Quando os olhos do bebê estão produzindo muita remela e estão lacrimejando muito, isso pode ser sinal de conjuntivite. Veja aqui como identificar e tratar a conjuntivite no bebê.

Pode-se suspeitar dessa doença principalmente se a remela for amarelada e mais espessa que o normal, o que pode deixar até mesmo os olhos colados. Nesse caso é muito importante levar o bebê ao pediatra para que ele possa ver o bebê e avaliar o que pode ser.

No bebê recém-nascido é normal que os olhos estejam sempre mais sujos que nos adultos e por isso, se o recém-nascido apresentar muita secreção nos olhos, mas ela for sempre de cor clara e fluida, não há motivo para preocupação, pois é normal.

Remela amarela, mas normalRemela amarela, mas normal

Principais causas da remela em excesso

Além da conjuntivite, que pode ser viral ou bacteriana, outras possíveis causas dos olhos remelando e lacrimejando no bebê, podem ser:

  • Gripe ou resfriado: Neste caso, o tratamento consiste em manter os olhos do bebê devidamente limpos e fortalecer o sistema imune com o suco de laranja lima. À medida que a doença vai sendo curada os olhos do bebê deixam de ficar tão sujos.
  • Canal lacrimal obstruído, que afeta o recém-nascido, mas tende a se resolver por conta própria até 1 ano de idade: Neste caso, o tratamento consiste em limpar os olhos com soro fisiológico e fazer uma pequena massagem pressionando o canto interno dos olhos com o dedo; mas nos casos mais graves pode ser preciso fazer uma pequena cirurgia.

Os olhos lacrimejando no bebê também podem ocorrer quando o bebê acidentalmente passa a unha nos olhos, deixando os olhos irritados. Neste caso, basta limpar os olhos do bebê com soro fisiológico ou água fervida.

O que fazer para limpar os olhos do bebê

O que pode ser Olhos Remelando no Bebê

No dia-a-dia, durante o banho deve-e passar um pouco de água morna no rosto do bebê, sem colocar nenhum tipo de sabonete para não arder os olhos, mas para limpar os olhos do bebê corretamente, sem o risco de agravar a situação, em caso de conjuntivite, por exemplo, deve-se:

  • Molhar uma gaze ou uma compressa esterilizada com soro fisiológico ou chá de camomila acabado de fazer, mas quase frio;
  • Passar a compressa ou gaze num olho de cada vez, no sentido do canto do olho para fora, para não entupir o canal lacrimal, como mostra a imagem acima.

Outro cuidado importante é usar sempre uma gaze para cada olho, não devendo com a mesma gaze se limpar os dois olhos do bebê. É aconselhado limpar os olhos do bebê desta forma até que ele complete 1 ano de idade, mesmo que ele não esteja doente.

Além de manter os olhos do bebê sempre limpos também é importante manter o nariz sempre limpo e livre de secreções porque o canal lacrimal pode ficar entupido quando o nariz está obstruído, e isso ainda favorece a proliferação de vírus ou bactérias. Para limpar o nariz do bebê é aconselhado limpar a parte mais externa com um cotonete fininho molhado no soro fisiológico e depois usar um aspirador nasal para eliminar completamente qualquer sujeira ou secreção. 

Quando ir ao oftalmologista

Deve-se levar o bebê ao oftalmologista caso ele apresente remela amarelada e espessa, sendo necessário limpar os olhos do bebê ou da criança mais de 3 vezes por dia. Se o bebê acordar com os olhos com muita remela e com dificuldade para abrir os olhos porque os cílios estão colados deve-se levar o bebê ao médico imediatamente porque pode ser conjuntivite, sendo necessário o uso de medicamentos.

Também se deve levar o bebê ao oftalmologista se ele apresentar muita remela, ainda que seja de cor clara, sendo preciso limpar seus olhinhos mais de 3 vezes por dia, porque pode indicar que o canal lacrimal está entupido.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...