Pomadas para assadura (e como usar)

março 2022

As pomadas para assadura, como a Hipoglós, por exemplo, são usadas no tratamento da assadura porque promovem a cicatrização da pele, aliviando sintomas de vermelhidão, calor, dor e presença de bolinhas.

Outras pomadas que podem ser indicadas para o tratamento da assadura infantil incluem:

  • Dermodex;
  • Bepantol que é muito utilizada na assadura forte;
  • Hipoderme;
  • Calêndula babycreme da Weleda;
  • Nistatina + Óxido de zinco do laboratório Medley;
  • Desitin que é uma pomada para assadura importada dos EUA;
  • A+D Zinc Oxide Cream que é uma pomada para assadura americana;
  • Balmex que é outra pomada importada dos Estados Unidos.

Estas pomadas só devem ser utilizadas quando o bebê ou o recém-nascido tem alguma assadura na região da fralda. Para saber como identificar a assadura do bebê e outras formas de a tratar consulte: Como cuidar da assadura do bebê.

Como passar a pomada para assadura

As pomadas para assadura devem ser aplicadas colocando o equivalente a 1 grão de ervilha na ponta do dedo e passando na área avermelhada, formando uma camada branca. Enquanto o bebê ainda tiver a assadura, deve-se limpar a pomada que se colocou anteriormente e recolocar um pouco de pomada sempre que se trocar a fralda.

Pomadas para prevenir a assadura

As pomadas para prevenir a assadura no bebê são diferentes das pomadas para assadura e só devem ser utilizadas quando o bebê ainda não tem assadura, para prevenir o seu aparecimento.

Alguns exemplos destas pomadas são o Creme Preventivo de Assaduras da Turma da Xuxinha, o Creme para Assadura Vitaminada da Mustela e o Creme Preventivo para Assadura da Turma da Mônica, que devem ser aplicadas diariamente em cada troca de fralda.

Além destas pomadas para prevenir a assadura, deve-se trocar a fralda sempre que o bebê fizer xixi e cocô, não deixando a pele ficar em contato com estas substâncias por mais de 10 minutos.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em março de 2022. Revisão médica por Drª. Beatriz Beltrame - Pediatra, em fevereiro de 2016.
Revisão médica:
Drª. Beatriz Beltrame
Pediatra
Formada pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná, em 1993 com registro profissional no CRM PR - 14218.