Pasta de dente: como escolher o melhor tipo

fevereiro 2022

Para escolher o melhor tipo de pasta de dente, é importante observar os ingredientes e benefícios que oferecem de acordo com os objetivos individuais. Para o tratamento da sensibilidade nos dentes, as pastas com nitrato de potássio geralmente são as mais indicadas, já para a prevenção do tártaro, as recomendadas são as que contém hexametafosfato de sódio, por exemplo.

Por isso, antes de escolher a pasta de dente, é aconselhado passar por uma consulta com um dentista, que indicará o melhor tipo de pasta de acordo com o problema a ser tratado ou evitado.

A pasta com flúor é essencial para a escovação dos dentes, porque promove a limpeza e o fortalecimento dos dentes, impedindo o crescimento e multiplicação de bactérias que podem causar cáries, tártaro e gengivite. Veja algumas dicas de como escovar os dentes.

Como escolher

O tipo de pasta de dente varia de acordo com os ingredientes e os benefícios que oferecem, como ajudar a prevenir o tártaro, a clarear os dentes e a combater a gengivite, por exemplo.

Pasta para clarear os dentes

As pastas de dente indicadas para clarear os dentes normalmente além de conter flúor, contêm também carbonato de cálcio, sílica hidratada ou óxido de magnésio, compostos abrasivos que ajudam a remover as manchas mais superficiais dos dentes causadas pelo consumo de café, vinho e cigarro, por exemplo. Veja outras opções para clarear os dentes.

No entanto, esses compostos abrasivos danificam a camada externa dos dentes, podendo causar sensibilidade. Por isso, as pastas clareadoras devem ser usadas somente sob recomendação de um dentista.

Pasta para diminuir a sensibilidade

As pastas indicadas para diminuir a sensibilidade, contêm menos compostos abrasivos, além de conter nitrato de potássio e cloreto de estrôncio, compostos que ajudam a diminuir a dor nos dentes causada pela ingestão alimentos quentes, frios, ácidos ou doces.

Já as pastas que contém arginina e carbonato de cálcio, por exemplo, ajudam a formar uma camada de proteção na raiz ou nos canalículos da dentina, canais localizados abaixo do esmalte nos dentes, que se ligam a nervos, podendo provocar a sensibilidade dos dentes.

A pasta de dente para sensibilidade ajuda a aliviar o problema, mas é sempre recomendado fazer o acompanhamento com um dentista, para avaliar se outros tratamentos também são necessários.

Pasta para combater o mau hálito

As pastas de dente indicadas para ajudar a combater o mau hálito geralmente são as que contém flavorizantes, como menta e hortelã, que são óleos aromáticos com ação refrescante, ajudando a manter o hálito fresco mesmo após as escovações. Conheça algumas opções caseiras para combater o mau hálito.

No entanto, algumas pastas de dente podem conter grandes quantidades de óleos aromáticos, o que pode levar ao surgimento de gengivoestomatite, uma infecção que pode causar lesões e queimação nas gengivas, línguas e lábios.

Pasta para gengivite

Em casos de gengivite, o uso de pasta de dente com flúor e substâncias antimicrobianas, como triclosan, citrato de zinco e clorexidina, são indicadas para ajudar a combater as bactérias na boca, diminuindo, assim, a inflamação.

No entanto, o tipo de tratamento da gengivite varia de acordo com o grau da doença e, por isso, esses tipos de pasta de dente só devem ser usados sob a recomendação de um dentista.

Pastas para prevenir o tártaro

As pastas de dente que ajudam a prevenir a formação do tártaro, podem conter hexametafosfato de sódio, um ingrediente que combate as bactérias, prevenindo a formação da placa bacteriana, a principal responsável pelo surgimento do tártaro nos dentes.

É importante ressaltar que não existem pastas de dente para remover o tártaro já formado. Por isso, em casos de tártaro, o tratamento deve ser feito em consultório com um dentista. Veja os tratamentos mais indicados para remover o tártaro.

Pasta de dente infantil

A pasta de dente infantil deve ser usada assim que surgir o primeiro dente e deve conter de 1000 a 1500 ppm de flúor, podendo ser a mesma usada pela família. É importante limpar os dentes das crianças com escovas de dente adequadas para cada idade, que devem ter a cabeça pequena e as cerdas bem macias.

A quantidade de pasta de dente para criança varia de acordo com a idade, como explicado a seguir:

  • 1 ano: 0,05 g, o equivalente a ½ grão de arroz cru;
  • 2 anos: 0,1 g, o equivalente a 1 grão de arroz cru;
  • de 5 a 6 anos: 0,3g, o equivalente a um grão de ervilha.

A escovação dos dentes da criança deve ser feita sempre após as refeições e antes de dormir, porque com a diminuição na produção da saliva durante o sono, os alimentos ficam em contato constante com os dentes, aumentando as chances de formação de cáries. Saiba como escovar os dentes do bebê.

Apesar de se acreditar que as pastas de dente sem flúor são as melhores opções para crianças, a Sociedade Brasileira de Pediatria garante que o uso de pasta de dente com flúor, na quantidade recomendada, não aumenta a ingestão de flúor pelas crianças, sendo considerada segura e importante para prevenir a formação de cáries.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • SOCIEDADE DE PEDIATRIA DE SÃO PAULO. Recomendações: atualização de condutas em pediatria: Cárie e dentifrício fluoretado em menores de três anos. 2016. Disponível em: <https://www.spsp.org.br/site/asp/recomendacoes/Rec76_SaudeOral.pdf>. Acesso em 07 fev 2022
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Guia de Saúde Oral Materno-Infantil . 2021. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/Guia-de-Saude_Oral-Materno-Infantil.pdf>. Acesso em 07 fev 2022
Mostrar bibliografia completa
  • REVISTA DA ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE CIRURGIÕES DENTISTAS. O uso de dentríficos fluoretados no controle ca cárie. 2012. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4402901/mod_resource/content/1/materia%20fluor%20apcd%20%281%29.pdf>. Acesso em 07 fev 2022
  • MARTINS, S, Ricardo et al. Composição, princípios ativos e indicações clínicas dos dentifrícios: uma revisão da literatura entre 1989 e 2011. Journal of the Health Sciences Institute . Vol.30. 3.ed; 287-291, 2012
  • AMERICAN DENTAL ASSOCIATION. Oral health topics: tooth pastes. Disponível em: <https://www.ada.org/resources/research/science-and-research-institute/oral-health-topics/toothpastes>. Acesso em 07 fev 2022
  • HOST, A, Jeremy; TANZER, M, Jason; MILGRON, M, Peter . Fluorides and Other Preventive Strategies for Tooth Decay. Dental Clinics of North America . Vol.62. 2.ed; 207–234, 2018
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Como economizar no dentista

    06:23 | 24235 visualizações
  • ALIMENTOS QUE PREVINEM CÁRIES

    04:03 | 61170 visualizações
  • Como Não Ter Dentes Manchados | Nunca Mais!

    02:23 | 138487 visualizações