Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como escolher a melhor pasta de dente

Para escolher a melhor pasta de dentes, é importante observar no rótulo a quantidade de flúor que ela traz, que deve ser de 1000 a 1500 ppm, quantidade eficiente para prevenir cáries. Além disso, após a escovação não se deve lavar a boca com água, apenas cuspir a pasta de dentes, pois a água retira o flúor e reduz seu efeito.

O creme dental é essencial para a limpeza e fortalecimento dos dentes, pois ela ajuda a manter a camada protetora dos dentes que impedem a proliferação de bactérias que causam cáries. Veja como fazer a escovação de forma correta.

Como escolher a melhor pasta de dente

Pastas para clarear os dentes

Algumas pastas ajudam a clarear manchas nos dentes causadas pelo consumo excessivo de café, cigarro e outras substâncias, mas normalmente são usadas apenas para ajudar tratamentos de clareamento feitos no dentista.

Além disso, o seu uso excessivo pode causar danos nos dentes, como aumento das manchas e da sensibilidade, pois elas contêm substâncias abrasivas que corroem a camada externa dos dentes.

Para saber se o nível de substâncias abrasivas é alto, deve-se colocar uma gota do creme dental entre dois dedos e esfregar para sentir a consistência do produto. Caso tenha a sensação de grãos de areia, o creme dental deve ser descartado, pois irá causar mais danos do que benefícios aos dentes. Veja os Melhores tratamentos para clarear os dentes.

Pastas para diminuir a sensibilidade

A sensibilidade aparece quando os tecidos que protegem a raiz dos dentes estão degradados, fazendo surgir dor quando em casos de alimentos frios, quentes ou quando ocorre alguma pressão nos dentes, como durante as mordidas.

No início do problema, apenas o uso de cremes dentais para sensibilidade ajudam a aliviar o problema, mas deve-se sempre fazer um acompanhamento com o dentista para observar se outros tratamentos também são necessários.

Pastas para doenças periodontais

Em casos de doenças periodontais, como a gengivite, exigem a utilização de cremes dentais que contenham flúor e substâncias antissépticas, que ajudam a combater as bactérias na boca.

No entanto, esses cremes dentais só devem ser utilizados por cerca de 2 semanas e sempre de acordo com a recomendação do dentista, que também pode receitar o uso de enxaguantes bucais.

Como escolher a melhor pasta de dente

Pasta de dentes para crianças

A pasta para crianças deve conter a mesma quantidade de flúor recomendada para adultos, mas a quantidade utilizada deve evoluir de um grão de arroz cru, que é a inicial para bebês, até um grão de ervilha para as crianças que já sabem cuspir a pasta ao final da escovação.

No entanto, a frequência da escovação deve aumentar para 3 vezes por dia, especialmente se a criança costuma comer muitos doces ou bebidas com açúcar, como sucos adoçados e refrigerantes.

Além disso, adultos e crianças devem evitar o consumo de doces antes de dormir, pois o açúcar fica mais tempo em contato com os dentes devido à diminuição na produção da saliva durante o sono, o que aumenta as chances de cárie.

Pasta de dentes para bebês

Apesar de existirem várias pastas de dentes para bebês sem flúor, os pais também devem comprar as versões que contêm flúor para as crianças entre 0 e 2 anos.
Assim, deste o nascimento do primeiro dentinho deve-se usar cremes dentais que contenham flúor na concentração de 1100 e 1450 ppm, na quantidade equivalente a um grão de arroz cru em cada escovação.

A escovação deve ser feita pela manhã e antes de dormir, utilizando uma dedeira ou gaze enquanto o bebê ainda não tem os dentes molares, que são os maiores do fundo da boca, e passando para uma escova de dentes macia e apropriada para a idade quando esses dentes nascerem. Veja como fazer para escovar os dentes do bebê.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...