Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser a mancha branca no dente e o que fazer

As manchas brancas no dente podem ser indicativas de cárie, excesso de flúor ou alteração na formação do esmalte do dente. As manchas podem surgir tanto nos dentes de leite quanto nos dentes permanentes e podem ser evitadas por meio de idas periódicas ao dentista, uso de fio dental e escovação correta pelo menos 2 vezes ao dia.

As 3 principais causas de mancha branca nos dentes são:

1. Cárie

A mancha branca provocada pela cárie corresponde ao primeiro sinal de desgaste do esmalte e normalmente surge em locais em que há acúmulo de alimentos, como próximo à gengiva e entre os dentes, o que favorece a proliferação de bactérias e formação de placas. Saiba mais sobre os sintomas, causas e tratamento para a cárie dentária.

A cárie normalmente está relacionada à falta de higiene bucal adequada associada a um consumo excessivo de alimentos doces, o que favorece o crescimento bacteriano e surgimento das placas. Assim, é importante escovar bem os dentes, com pasta de dente com flúor, de preferência, e usar fio dental pelo menos 2 vezes por dia, principalmente antes de dormir. 

O que pode ser a mancha branca no dente e o que fazer

2. Fluorose

A fluorose corresponde ao excesso de exposição ao flúor durante o desenvolvimento do dente, seja por aplicação maior de flúor pelo dentista, grande quantidade de creme dental utilizado para escovar os dentes ou consumo acidental de pasta de dente com flúor, o que leva ao surgimento de manchas brancas nos dentes. 

As manchas brancas causadas pelo excesso de flúor podem ser removidas por meio de clareamento ou colocação de facetas dentárias, também conhecidas por lentes de contato dentário, de acordo com a recomendação do dentista. Saiba para que servem e quando colocar as lentes de contato nos dentes.

O flúor é um elemento químico importante para evitar que os dentes percam seus minerais e impedir o desgaste causados por bactérias e por substâncias presentes na saliva e na alimentação. O flúor normalmente é aplicado em consultório odontológico a partir dos 3 anos de idade, mas também pode estar presente em cremes dentais, sendo utilizado uma pequena quantidade no dia-a-dia. Veja quais são os benefícios e riscos da aplicação do flúor.

3. Hipoplasia de esmalte

A hipoplasia de esmalte é uma condição caracterizada pela deficiência da formação do esmalte do dente, levando ao aparecimento de pequenas linhas, falta de parte do dente, alterações na cor ou surgimento de manchas dependendo do grau de hipoplasia.

As pessoas com hipoplasia do esmalte têm mais chance de ter cáries e sofrer com a sensibilidade, por isso é importante ir ao dentista regularmente e manter boa higiene bucal. Normalmente as manchas causadas pela hipoplasia são facilmente tratadas por meio de clareamento dentário ou uso de cremes dentais remineralizadores. No entanto, se além das manchas houver falta de partes de dentes, pode ser indicado pelo dentista a realização de implantes dentários. Saiba mais sobre o que é a hipoplasia do esmalte do dente, causas e como é o tratamento.

O que fazer

Para evitar o surgimento de manchas brancas no dente é recomendado ir periodicamente ao dentista para que seja feita uma limpeza de rotina, em que é feita remoção de placas, tártaros e algumas manchas. O dentista também pode indicar a realização de microabrasão, que corresponde a um desgaste superficial do dente, ou o clareamento dental. Veja 4 opções de tratamento para clarear os dentes.

Além disso, pode ser indicado pelo dentista uma mudança na alimentação, evitando alimentos e bebidas ácidas para que não ocorra mais danos ao esmalte do dente. É importante, também, realizar a higienização bucal correta, pelo menos 2 vezes ao dia, por meio da escovação e do uso do fio dental. Saiba como escovar os dentes corretamente.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar