Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Psitacose: o que é, sintomas e tratamento

A psitacose, também conhecida como Ornitose ou Febre dos papagaios, é uma doença altamente infecciosa causada pela bactéria Chlamydia psittaci, que está presente em aves, principalmente papagaios, arara e periquitos, por exemplo. Quando as pessoas entram em contato com essa bactéria, é possível o aparecimento de alguns sintomas, como febre, calafrios, dor de cabeça e dificuldade para respirar.

O tratamento da psitacose é feito com objetivo de eliminar a bactéria, podendo ser recomendado pelo clínico geral ou infectologista o uso de antibióticos, como Doxiciclina ou Eritromicina, por exemplo. Além disso, é importante que o animal seja tratado para evitar que aconteça novamente a transmissão.

Psitacose: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os principais sintomas de psitacose são:

  • Dor de cabeça;
  • Febre;
  • Alteração da capacidade respiratória;
  • Calafrios;
  • Tosse;
  • Aumento do baço e do fígado;
  • Fraqueza;
  • Sangramento do nariz, em alguns casos;
  • Lesões na pele;
  • Delírios, que podem acontecer quando a bactéria chega ao sistema nervoso.

Como os sintomas da infecção pela Chlamydia psittaci podem confundir com outras doenças relacionadas com o sistema respiratório, o diagnóstico da doença pode ser tardio, o que pode favorecer a chegada da bactéria a outros organismos, além de poder haver danos permanentes no pulmão, levando à óbito.

Por isso, é importante que, caso sejam percebidos sintomas de psitacose sejam feitos exames de sangue e microbiológicos para que seja identificada a bactéria e, assim, possa ter início o tratamento.

Como acontece a transmissão

A transmissão da psitacose acontece através do contato com fezes ou urina das aves contaminadas pela bactéria e através da inalação do pó presente nas penas desses animais.

Tratamento para Psitacose

O tratamento para a Psitacose é feito com o usp ode antibiótico conforme a orientação do médico, podendo ser recomendado o uso de Doxiciclina ou Eritromicina, por exemplo. É importante que o tratamento seja mantido mesmo após o desaparecimento dos sintomas, pois caso contrário, é possível que a bactéria volte a reativar e a causar mais sintomas da doença, além de poder se tornar resistente ao antibiótico.

Além disso, é importante que os donos das aves as levem periodicamente ao veterinário, para que se possa verificar se a ave está infectada pela bactéria. Além disso, é importante evitar o contato com o pó das penas, urina e fezes desses animais, sendo recomendada a utilização de máscaras e luvas quando for necessário.


Bibliografia

  • MOSCHIONI, Cristiane et al. Pneumonia grave por “Chlamydia psittaci”. J Pneumol. Vol 27. 4 ed; 219-222, 2001
  • OLIVEIRA, Fábio et al. Clamidiose (Psitacose). Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária. 2008
Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem