Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Corrida - Conheça as principais causas de dor

A dor durante a corrida pode ter diversas causas, de acordo com o local onde se sente a dor. Por exemplo, a dor na canela, geralmente é causada por uma inflamação no osso da canela, chamada de canelite, enquanto que a dor no baço, conhecida como "dor de burro" normalmente é causada pela respiração incorreta durante a corrida.

Quando se sente dor durante a corrida deve-se parar de correr, repousar e, de acordo com o local da dor e a sua causa, colocar gelo, alongar ou dobrar o corpo para a frente, por exemplo.

Desta forma, veja quais as principais causas de dor na corrida e o que fazer para aliviá-la e tratá-la:

1. "Dor de burro"

A dor no baço na corrida, popularmente conhecida como "dor de burro" é sentida como uma pontada na zona imediatamente abaixo das costelas, de lado, que surge enquanto se faz exercício. Ela geralmente é causada pela falta de oxigênio no diafragma, pois quando se respira incorretamente durante a corrida, o consumo de oxigênio torna-se insuficiente, o que provoca espasmos no diafragma, causando dor.

1. Dor de burro1. Dor de burro

Outras possíveis causas da dor de burro é a contração do fígado ou do baço durante o exercício físico ou quando se come pouco tempo antes da corrida e o estômago fica cheio, colocando pressão no diafragma. Veja como melhorar o seu desempenho na corrida através da respiração correta.

O que fazer: Diminuir a intensidade do exercício até a dor desaparecer e massagear a área onde dói com os dedos, inspirando profundamente e expirando lentamente. Outra técnica para aliviar a dor de burro inclui dobrar o corpo para a frente, para alongar o diafragma.

2. Canelite

A dor na canela durante a corrida pode ser causada pela canelite que é uma inflamação do osso da canela ou dos tendões e músculos que a rodeiam. Normalmente, a canelite surge quando se exercita excessivamente as pernas ou quando se pisa incorretamente durante a corrida, sendo que se o indivíduo tem os pés chatos ou um arco do pé mais rígido, também tem mais chances de desenvolver uma canelite.

2. Canelite2. Canelite

O que fazer: Parar de correr, repousar e colocar compressas frias ou gelo, durante 15 minutos, no local da dor para diminuir a inflamação. Se necessário, usar remédios analgésicos e anti-inflamatórios como o Ibuprofeno para aliviar a dor e reduzir a inflamação até consultar o médico.

3. Entorse

Na corrida, a dor no tornozelo, no calcanhar ou no pé pode ocorrer devido a uma entorse. As entorses são provocadas por uma excessiva distensão dos ligamentos devido a traumatismos, movimentos bruscos do pé, má colocação do pé ou quando se tropeça, por exemplo. Geralmente, a dor surge imediatamente após o acidente ou movimento brusco e é muito intensa, podendo impedir que se coloque o pé no chão. Por vezes, a dor pode diminuir de intensidade, mas depois de algumas horas e à medida que a articulação vai ficando inflamada, a dor volta a aparecer.

3. Entorse3. Entorse

O que fazer: Parar a corrida, elevar a perna, evitando fazer movimentos com a região afetada e aplicar compressas frias ou gelo sobre a articulação afetada. Se necessário, usar um remédio para a dor e inflamação como o Diclofenaco ou Paracetamol até consultar o médico. Por vezes, pode ser necessário usar uma tala ou gesso para imobilizar a articulação afetada e acelerar a recuperação. Veja mais dicas em: Passos para tratar uma entorse de tornozelo em casa.

4. Síndrome do atrito da banda iliotibial

A dor na corrida no joelho geralmente é causada pela síndrome do atrito da banda iliotibial, que é uma inflamação do tendão do músculo tensor da fáscia lata, provocando intensa dor. Geralmente, o joelho fica inchado e o indivíduo sente dor na parte lateral do joelho e sente dificuldade em continuar a corrida.

4. Tendinite no joelho4. Tendinite no joelho

O que fazer: Diminuir o ritmo de treinos de corrida, repousar o joelho e aplicar gelo por 15 minutos várias vezes ao dia. Caso a dor não desapareça, tomar remédios analgésicos e anti-inflamatórios, como Ibuprofeno ou Naproxeno, ou usar pomadas anti-inflamatórias como Cataflan, para diminuir a inflamação e a dor, sob orientação do médico.

Também é importante fortalecer os glúteos e os músculos abdutores, na parte lateral da coxa para diminuir esta dor e fazer alongamentos para os músculos da parte posterior e lateral das pernas. Veja como tratar a dor no joelho após a corrida.

O ideal é não voltar a correr enquanto a dor não estiver solucionada, o que pode demorar cerca de 3 a 5 semanas.

5. Distensão muscular

Pode acontecer quando o músculo estica demais, provocando uma distensão ou estiramento muscular, também conhecido como síndrome da pedrada. A distensão muscular normalmente acontece quando se contrai rapidamente o músculo ou quando há sobrecarga na panturrilha durante o treino, fadiga muscular, postura inadequada ou diminuição da amplitude de movimento.

5. Síndrome da pedrada5. Síndrome da pedrada

O que fazer: Parar de correr e colocar uma compressa fria ou gelo por aproximadamente 15 minutos até consultar o médico. Geralmente, o médico recomenda a realização de exercícios de fisioterapia. 

6. Cãibra

Outra causa de dor no pé ou na panturrilha na corrida é a cãibra, que ocorre quando há uma contração rápida e dolorosa de um músculo. Normalmente, as cãibras surgem após um exercício físico intenso, devido à falta de água no músculo.

6. Cãibra6. Cãibra

O que fazer: Parar a corrida e alongar o músculo afetado. A seguir, fazer uma massagem leve no músculo afetado para reduzir a inflamação e a dor. Veja como alongar o pé e a panturrilha para aliviar a cãibra em: Câimbra: o que fazer?

Estes problemas, na maioria dos casos, podem ser evitados com a realização de exercícios de alongamento antes e depois da corrida, ingestão de água durante o dia e, principalmente, durante o exercício e evitando a prática de exercícios logo após as refeições.

Para evitar lesões, veja:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...