Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Canelite: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão clínica: Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
dezembro 2022
  1. Sintomas
  2. Causas
  3. Tratamento
  4. Prevenção

A canelite é uma inflamação no osso da canela, a tíbia, ou dos músculos e tendões que estão inseridos nesse osso, causando sintomas como dor intensa na parte da frente do osso da canela, sentida especialmente durante ou após a realização de atividades físicas. 

Essa inflamação é mais comum de surgir em pessoas que praticam esportes de impacto repetitivo, como corrida, futebol, ciclismo ou ginástica olímpica, mas também pode ser resultado da prática de exercícios em superfícies irregulares, falta de alongamento e até mesmo condições genéticas. 

O tratamento da canelite, que é chamada cientificamente como síndrome de estresse do medial tibial, é feito pelo ortopedista, sendo normalmente indicado repouso, compressas de gelo, fisioterapia ou uso de remédios anti-inflamatórios.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de canelite

Os principais sintomas de canelite são:

  • Dor intensa na parte da frente do osso da canela;
  • Inchaço na perna afetada;
  • Dor na canela durante ou após atividade física;
  • Dor na canela que melhora com o repouso;
  • Aumento da sensibilidade ao toque na canela.

Na presença de sintomas de canelite, é importante consultar o ortopedista para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento mais adequado.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da canelite é feito pelo ortopedista através da avaliação dos sintomas, histórico de saúde e de prática de atividades físicas de impacto, além do exame físico da canela.

Além disso, o médico pode solicitar exames de imagem, como raio X ou ressonância magnética, para confirmar o diagnóstico e descartar outras condições que podem ter sintomas semelhantes, como a fratura por estresse na tíbia ou síndrome compartimental crônica do exercício (SCCE), por exemplo.  

Possíveis causas

A canelite é causada por uma sobrecarga no osso da tíbia, localizado na canela, na parte inferior da perna, geralmente por esportes de impacto repetitivos, levando a uma inflamação da tíbia, e/ou dos músculos e tendões que estão inseridos nesse osso.

As principais causas de canelite são: 

  • Prática frequente de esportes, como futebol, corrida ou tênis;
  • Atividades físicas de alto impacto, como ginástica olímpica;
  • Histórico anterior de canelite;
  • Uso de calçados inadequados;
  • Exercícios excessivos para perna;
  • Excesso de carga;
  • Pé chato;
  • Arcos dos pés altos ou muito rígidos;
  • Prática de exercício em solos irregulares;
  • Pisada errada;
  • Fatores genéticos;
  • Falta de alongamento.

Além disso, pisar incorretamente durante a corrida, aumentar o número de treinos por semana, mudar o ritmo da corrida, ou correr longas distâncias, pode aumentar o risco de canelite. Veja outras causas de dor na corrida.  

Como é feito o tratamento

O tratamento da canelite deve ser feito com orientação do ortopedista para reduzir a inflamação da tíbia, tendões ou músculos inseridos nesse osso, e aliviar os sintomas.

Os principais tratamentos que podem ser indicados pelo médico são:

1. Repouso

No caso de pessoas que praticam atividades físicas constantemente, o ortopedista pode recomendar repouso para aliviar a dor, o inchaço e a inflamação na canela.

Além disso, o médico pode recomendar a troca do esporte por atividades físicas de baixo impacto enquanto a pessoa se recupera, como natação, por exemplo. 

O mais importante é não ignorar a dor e continuar treinando, já que isso pode causar uma inflamação maior e aumentar o tempo de recuperação.

2. Aplicar compressas frias

Aplicar compressas frias na canela pode ser recomendado pelo médico para ajudar a diminuir a dor e a aliviar a inflamação na tíbia.

Para fazer a compressa de gelo, deve-se colocar gelo dentro de uma bolsa térmica ou colocar o saco de gel no congelador para resfriar, e depois envolver a bolsa ou o saco de gel em uma toalha limpa e seca e aplicar na canela, deixando agir por 15 a 20 minutos, de 3 a 4 vezes por dia, ou conforme orientado pelo médico.

3. Tomar remédios

O ortopedista pode receitar remédios analgésicos e anti-inflamatórios, como paracetamol, ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo, pois ajudam a diminuir a dor, aliviar o inchaço e a reduzir a inflamação tibial.

Além disso, no caso de canelite que não melhora com repouso, aplicação de compressas frias, alteração da atividade física, o médico pode recomendar suplementos de cálcio e vitamina D, para acelerar a recuperação e evitar a evolução da canelite. Veja como tomar o suplemento de cálcio e vitamina D.

Esses remédios devem ser sempre indicados pelo médico e o tempo de tratamento deve ser feito de forma individualizada, de acordo com a intensidade da dor e a melhora dos sintomas.

4. Fisioterapia

A fisioterapia pode ser indicada pelo ortopedista e deve ser feita com orientação do fisioterapeuta, com exercícios de alongamento e fortalecimento dos músculos da perna, correção do movimento da perna e da pisada, e para ajudar a acelerar a recuperação e aliviar a inflamação e a dor na canela.

O tratamento fisioterápico deve ser escolhido pelo próprio fisioterapeuta de forma individualizada, que também pode indicar o uso de calçados adequados para realização de esportes repetitivos ou de alto impacto, além de orientar alongamentos para serem feitos antes e após atividades físicas, e ajudar na reintegração gradativa às atividades físicas.

Quando voltar a correr?

A volta às corridas pode acontecer em semanas ou meses a partir do início do tratamento. Esse tempo varia de acordo com as atitudes tomadas a partir da ocorrência do primeiro sintoma. Caso tenha persistência no exercício mesmo quando se sente dor, o processo de recuperação pode durar mais e a reintegração ao esporte também pode ser dificultada.

Para voltar a correr o mais breve e diminuir as chances de voltar a sentir as dores é importante parar com os exercícios por pelo menos duas semanas, fazer compressas com gelo na região e buscar orientação de um fisioterapeuta.

Como prevenir

Para evitar a canelite é muito importante alongar para preparar o músculo para a atividade. Também é importante ter atenção para o tipo de tênis utilizado, se é o ideal para o tipo de pisada, e a superfície em que se realiza o exercício. 

Além disso, é indicado realizar exercícios para fortalecer a perna e aumentar gradativamente o volume de exercício para evitar mais lesões. Conheça os melhores exercícios para fortalecer as pernas.  

Assim, uma das melhores formas de prevenção é alongar antes do exercício, para preparar o músculo para a atividade física, e aumentar gradativamente o volume do exercício para evitar não só a canelite como também outras lesões.

Além disso, não se deve ignorar a dor, devendo-se parar o exercício e permanecer em repouso assim que os primeiros sintomas surgirem e até que o inchaço e a dor melhorarem.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em dezembro de 2022. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em dezembro de 2022.

Bibliografia

  • DESHMUKH, N. S.; PHANSOPKAR, P. Medial Tibial Stress Syndrome: A Review Article. Cureus. 14. 7; e26641, 2022
  • WINTERS, M.; et al. Treatment of medial tibial stress syndrome: a systematic review. Sports Med. 43. 12; 1315-33, 2013
Mostrar bibliografia completa
  • MCCLURE, C. J.; OH, R. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Medial Tibial Stress Syndrome. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK538479/>. Acesso em 27 dez 2022
  • WINTERS, M. The diagnosis and management of medial tibial stress syndrome : An evidence update. Unfallchirurg. 123. Suppl 1; 15-19, 2020
  • REINKING, M. F.; et al. Medial Tibial Stress Syndrome in Active Individuals: A Systematic Review and Meta-analysis of Risk Factors. Sports Health. 9. 3; 252-261, 2017
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.

Tuasaude no Youtube

  • PRECISO ALONGAR ANTES E DEPOIS DO TREINO? I Marcelle Comenta #05

    00:39 | 18948 visualizações
  • Alongamento para o Dia a Dia

    01:08 | 331638 visualizações