Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

7 causas de dor no calcanhar e o que fazer em cada caso

Existem diversas causas para a dor no calcanhar, desde alterações no formato do pé e na forma de pisar, até ao excesso de peso, esporão no calcâneo, pancadas ou doenças inflamatórias mais graves, como fasciite plantar, bursite ou gota, por exemplo. Estas causas podem tanto causar dor constante ou somente ao pisar, assim como surgir em um ou ambos os pés. 

Para aliviar a dor, recomenda-se a consulta com o ortopedista e acompanhamento do fisioterapeuta, que podem identificar a causa, e indicar os tratamentos mais adequados, que podem ser o uso de remédios anti-inflamatórios, órteses para os pés, realização de repouso e técnicas de fisioterapia para correção postural, alongamento e fortalecimento articular. 

7 causas de dor no calcanhar e o que fazer em cada caso

Algumas causas mais comuns da dor no calcanhar incluem:

1. Alterações no formato do pé

Embora sejam poucas vezes lembradas, as alterações no formato do pé ou na forma de caminhar são uma das grandes causas de dor no pé, especialmente no calcanhar. Este tipo de alterações podem já nascer com a pessoa ou ser adquiridas ao longo da vida por uso de sapatos inadequados ou prática de algum tipo de esporte. Alguns exemplos de alterações incluem o pé plano ou chato, varismo e o valgismo do retropé, por exemplo.

A dor no calcanhar por estas alterações normalmente surge pelo mau apoio do pé no chão, que acaba sobrecarregando alguma articulação ou osso, quando não deveria.

O que fazer: em alguns casos, podem ser indicados exercícios de correção postural, uso de órteses e palmilhas ou, até, cirurgia. Entretanto, é necessário o seguimento do ortopedista e do fisioterapeuta, para avaliação das alterações e planejamento do melhor tratamento.

Deve-se lembrar que as mulheres que usam salto frequentemente provocam uma espécie de "deformidade" momentânea na biomecânica dos pés, o que pode comprometer o tendão e músculo da panturrilha, o que também é causa de dor no calcanhar.

2. Traumatismo e pancadas

Outra causa muito frequente para o surgimento de dor no calcanhar é o traumatismo, que acontece quando existe uma forte pancada no pé. Mas o traumatismo também pode aparecer por se utilizar salto por muito tempo, por fazer uma corrida intensa por muito tempo ou devido a desgaste no calçado.

O que fazer: é recomendado fazer repouso por um período, o que varia de acordo com a intensidade da lesão, mas que pode ser entre 2 dias a 1 semana. Caso a dor persista, é necessária uma avaliação do ortopedista, para observar se há lesões mais graves, e necessidade de uso de remédios anti-inflamatórios ou imobilização do local.

Uma boa dica para recuperar mais rápido é fazer compressas de água fria, para diminuir a inflamação e o inchaço, além de escolher calçados confortáveis. 

3. Fasciite plantar 

A fasciite plantar é a inflamação do tecido que reveste toda a planta do pé e que, geralmente, é causada por traumas repetitivos ou lesões na fáscia plantar, que é uma banda fibrosa e firme que sustenta e mantém o arco plantar de pé, o que leva à uma inflamação local.

Algumas das suas principais causas incluem ter esporão do calcanhar, ficar de pé por longos períodos, ter excesso de peso, ter pés planos e fazer atividade física em excesso. Esta inflamação costuma causar dor embaixo do calcanhar, que piora pela manhã ao iniciar a marcha, mas que tem tendência a melhorar após os primeiros passos. Além disto, pode ainda surgir inchaço local e dificuldade para andar ou usar calçados.

O que fazer: é recomendado fazer alongamento da panturrilha e da planta do pé, exercícios de fortalecimento e massagem com fricção profunda. Mas também podem ser indicados tratamentos mais especializados, como infiltração com corticosteroides, radiofrequência no local ou uso de tala para dormir. Alguns exercícios incluem enrugar uma toalha estendida no chão e pegar uma bolinha de gude. Entenda melhor o que é a fasciite plantar e como tratar.

4. Esporão do calcâneo

O esporão é uma pequena projeção fibrosa que se forma no osso do calcanhar e que resulta por uma pressão e sobrecarga intensa sobre a planta do pé durante longos períodos de tempo, por isso, é mais comum em pessoas acima dos 40 anos, pessoas com excesso de peso, que utilizam calçados pouco apropriados, que têm algum tipo de deformidade nos pés ou que praticam corrida muito intensa, por exemplo.

Quem tem esporão pode apresentar dor ao levantar-se ou pisar, sendo comum pela manhã. Além disso, é muito comum que o esporão esteja associado ao aparecimento de fascite plantar, já que a inflamação do calcanhar pode se estender para estruturas próximas. 

O que fazer: o tratamento do esporão costuma ser feito quando há inflamação local, principalmente quando em conjunto com a fascite plantar, sendo recomendado o uso de gelo, repouso e uso de anti-inflamatórios, orientados pelo médico. Estas medidas costumam ser suficientes, sendo que a cirurgia para retirada do esporão pode ser indicada, mas raramente é necessária. Veja algumas estratégias caseiras nesse vídeo:

5. Bursite do calcanhar

A bursa é uma pequena bolsa que serve de amortecedor e que fica localizada entre o osso do calcanhar e o tendão de aquiles, quando esta inflama há dor na parte de trás do calcanhar, que piora ao movimentar o pé.

Esta inflamação geralmente surge em pessoas que praticam exercícios ou são atletas, após uma entorse ou contusão, mas também pode acontecer devido à deformidade de Haglund, que ocorre quando existe uma proeminência óssea na parte superior do calcâneo, causando dor próximo ao tendão de Aquiles.

O que fazer: pode ser necessário tomar anti-inflamatórios, usar compressas de gelo, diminuir os treinos, fazer sessões de fisioterapia, alongamentos e exercícios. Confira mais detalhes sobre o tratamento da bursite.

6. Doença de Sever

A doença de Sever é a dor na região da placa de crescimento do osso calcâneo que afeta crianças que praticam exercícios de impacto como corrida, salto, ginástica artística e bailarinos que dançam com necessidade de fazer pulos na ponta dos pés. Entenda melhor o que é esta doença e porque acontece

O que fazer: deve-se reduzir a intensidade dos treinos e os pulos para evitar seu agravamento, além disso pode também ajudar colocar algumas pedrinhas de gelo enroladas num guardanapo durante 20 minutos sobre o local e usar uma calcanheira para apoiar o calcanhar dentro dos sapatos. Além disso, para evitar agravar a dor, também é aconselhado sempre começar os treinos com 10 minutos de caminhada.

7. Gota

A gota, ou artrite gotosa, é uma doença inflamatória causada pelo excesso de ácido úrico no sangue, que pode se acumular na articulação e causar inflamação e dor intensa. Embora seja mais comum no dedão do pé, a gota também pode surgir no calcanhar, já que os pés são os principais locais para o acúmulo de ácido úrico.

O que fazer: o tratamento para as crises de gota é orientado pelo médico, e envolve remédios anti-inflamatórios, como ibuprofeno ou naproxeno. Em seguida, é necessário o acompanhamento com o reumatologista, que também pode prescrever remédios para controlar os níveis de ácido úrico no sangue para evitar novas crises e prevenir complicações. Entenda melhor o que é e como identificar a gota.

Como saber a causa da minha dor

A melhor forma de saber a causa da dor no calcanhar é tentar encontrar exatamente o local da dor e tentar identificar alguma causa como ter aumentado a atividade física, ter inciado um novo esporte, uma pancada nesse local ou algo do gênero. Colocar uma compressa gelada no local da dor pode aliviar os sintomas assim como deixar os pés de molho numa bacia com água quente.

Se a dor persistir por mais de 1 semana deve-se ir ao médico ortopedista ou fisioterapeuta para que a causa seja identificada e o tratamento seja iniciado. 

Bibliografia >

  • MOTTA, Geraldo; BARROS, Tarcísio. Ortopedia e traumatologia. 1.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. 1667-1670.
  • AMERICAN ACADEMY OF ORTHOPEDIC SURGEONS. Plantar fasciitis. 2019. Disponível em: <https://orthoinfo.aaos.org/globalassets/pdfs/planter-fasciitis.pdf>. Acesso em 29 Jan 2020
  • NHS. Heel Pain Advice Sheet. 2015. Disponível em: <http://www.dchs.nhs.uk/assets/public/redesign/Our-Services/Find-a-service/Heel_Pain_Advice.pdf>. Acesso em 29 Jan 2020
  • AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRICS. Sever's Disease. 2010. Disponível em: <https://www.aap.org/en-us/pubserv/coya/Documents/SeversDisease.pdf>. Acesso em 29 Jan 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem