Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Pneumopatia: o que é, tipos, sintomas e tratamento

As pneumopatias correspondem a doenças em que há o comprometimento dos pulmões devido à presença de microrganismos ou substâncias estranhas para o corpo, por exemplo, levando ao surgimento de tosse, febre e falta de ar.

O tratamento da pneumopatia é feito de acordo com a causa, podendo ser feito com o uso de antibióticos, antiparasitários ou medicamentos corticóides de acordo com a recomendação médica.

Pneumopatia: o que é, tipos, sintomas e tratamento

Tipos de pneumopatia

As pneumopatias podem ser classificadas em diversos tipos de acordo com a sua causa em:

  • Pneumopatia intersticial, em que há o acometimento da região mais profunda do pulmão, o tecido intersticial. São exemplos de pneumopatias intersticiais a alveolite e a fibrose pulmonar. Entenda o que é a fibrose pulmonar e como é feito o tratamento;
  • Pneumopatia infecciosa, cuja causa da pneumopatia é a infecção por bactérias, vírus, fungos ou parasitas, como Ascaris lumbricoides, Taenia solium e Ancylostoma sp., já que durante o seu ciclo infeccioso podem sair do intestino e, através da corrente sanguínea, se depositar nos pulmões, levando ao comprometimento desse órgão, sendo denominada então pneumopatia parasitária. O principal exemplo de pneumopatia causada por um agente infeccioso é a pneumonia, que corresponde ao acometimento dos pulmões pela bactéria Streptococcus pneumoniae, principalmente. Conheça os sintomas de pneumonia;
  • Pneumopatia crônica,que é o tipo de pneumopatia cujos sintomas duram mais que 3 meses mesmo com o tratamento correto, não possuindo cura em alguns casos, como a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, ou DPOC. Veja o que é e como identificar a DPOC;
  • Pneumopatia ocupacional, que corresponde ao acometimento do pulmão devido a situações do trabalho, podendo acontecer quando o trabalhador não respeita as medidas de seguranças relacionadas à realização da atividade. A pneumopatia relacionada a atividade de trabalho recebe o nome de Pneumoconiose. Saiba quais são os tipos de pneumoconiose e como evitá-las.

O diagnóstico das pneumopatias pode ser feito por um clínico geral ou pneumologista por meio da avaliação dos sintomas e do resultado do exame do raio-X de tórax, em que podem ser observadas áreas em que o pulmão está comprometido.

Principais sintomas

Os sintomas da pneumopatia variam de acordo com a causa, mas normalmente incluem febre alta, tosse, dores torácicas, falta de ar e aumento da frequência dos batimentos cardíacos.

É importante que o médico avalie os sintomas para que possa ter noção da gravidade e, assim, estabelecer o melhor tratamento.

Como é feito o tratamento

O tratamento para pneumopatia varia conforme a doença pulmonar que o indivíduo apresenta, mas ela pode ser feita através do uso de medicamentos antibióticos, antifúngicos ou antiparasitários, no caso da pneumopatia infecciosa, por exemplo. Pode ser recomendado também o uso de corticoesteroides para aliviar os sintomas e diminuir a inflamação dos pulmões. Todos os medicamentos devem ser utilizados de acordo com a recomendação médica.

Em casos mais graves de pneumopatias, pode ser necessário o internamento da pessoa além de realização de oxigenoterapia.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...