Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Pericardite crônica: o que é, sintomas e causas

A pericardite crônica é uma inflamação da membrana dupla que envolve o coração chamada pericárdio. É causada pelo acúmulo de líquidos ou aumento da espessura dos tecidos, podendo alterar o funcionamento do coração.

A pericardite tem evolução lenta e gradual, podendo persistir por muito tempo sem que sejam percebidos sintomas. A pericardite crônica pode ser classificada em:

  • Constrictiva: é menos frequente e aparece quando é desenvolvido um tecido semelhante a uma cicatriz em volta do coração, podendo causar engrossamento e calcificação do pericárdio;
  • Com derrame: o acúmulo de líquido no pericárdio acontece de forma bastante lenta. Se o coração estiver funcionando normalmente, o médico costuma acompanhar, sem grandes intervenções;
  • Efusiva: geralmente causada por doença renal avançada, tumores malignos e traumas torácicos.

O tratamento da pericardite crônica varia de acordo com a causa, sendo normalmente o tratamento feito com o objetivo de aliviar os sintomas.

Pericardite crônica: o que é, sintomas e causas

Principais sintomas

A pericardite crônica é, na maioria das vezes, assintomática, no entanto pode haver o surgimento de alguns sintomas como por exemplo dor no peito, febre, dificuldade para respirar, tosse, cansaço, fraqueza e dor ao respirar. Veja também outras causas de dor no peito.

Possíveis causas da pericardite crônica

A pericardite crônica pode ser causada por diversas situações, sendo as mais comuns:

  • Infecções causadas por vírus, bactérias ou fungos;
  • Após radioterapia por câncer da mama ou linfoma;
  • Ataque cardíaco;
  • Hipotireoidismo;
  • Doenças auto-imunes como Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Insuficiência renal;
  • Traumas no tórax;
  • Cirurgias no coração.

Em países menos desenvolvidos, a tuberculose ainda é a causa mais frequente de pericardite em qualquer um dos seus tipos, mas é pouco comum nos países mais ricos.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da pericardite crônica é feito pelo cardiologista por meio de exame físico e de imagens, como o raio-X de tórax, ressonância magnética e tomografia computadorizada. Além disso, o médico pode realizar o eletrocardiograma para avaliar o funcionamento do coração. Entenda como é feito o eletrocardiograma.

O cardiologista também deve considerar no momento do diagnóstico a presença de qualquer outra condição que interfira no rendimento do coração.

Como tratar

O tratamento para a pericardite crônica é feito de acordo com os sintomas, complicações e se a causa é conhecida ou não. Quando a causa da doença é conhecida, o tratamento estabelecido pelo cardiologista é direcionado, evitando a progressão da doença e possíveis complicações.

Na maioria dos casos de pericardite crônica, o tratamento indicado pelo cardiologista é com o uso de medicamentos diuréticos, que ajudam na eliminação do excesso de líquidos do organismo. É importante ressaltar que o uso de medicamentos diuréticos é feito com o objetivo de aliviar os sintomas, sendo o tratamento definitivo a remoção cirúrgica do pericárdio com o objetivo de alcançar totalmente a cura. Saiba como é feito o tratamento da pericardite.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar