Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser a dor no lado direito do peito e o que fazer

Na maior parte dos casos, a dor do lado direito do peito é um sintoma temporário que surge principalmente devido a situações pouco graves, como excesso de estresse, estiramento muscular ou refluxo gastroesofágico, por exemplo.

No entanto, a dor no peito, seja do lado direito ou do lado esquerdo, pode ter várias causas, incluindo problemas no sistema digestivo, nos pulmões e até no coração, que precisam ser identificados e tratados.

Quando a dor surge frequentemente, é muito intensa, piora ao longo do tempo ou é acompanhada de outros sintomas mais sérios como formigamento que irradia para o braço ou rosto, dificuldade para respirar ou desmaio, é muito importante ir ao hospital ou chamar a ajuda médica, já que pode ser sinal de um problema que coloque a vida em risco.

O que pode ser a dor no lado direito do peito e o que fazer

As causas mais comuns de dor no lado direito do peito incluem:

1. Estresse e ansiedade

O excesso de estresse e a ansiedade são duas condições que podem resultar em um ataque de pânico e provocar sintomas muito semelhantes a um infarto, incluindo o surgimento de uma dor repentina no peito. Essa dor é mais comum no meio do peito, mas muitas vezes pode acabar irradiando para o lado direito.

Junto com a dor no peito, são comuns outros sintomas como respiração rápida, sensação de falta de ar, formigamento nas mãos ou pés e suores, por exemplo. Ao contrário do infarto, o ataque de pânico é mais comum após uma situação muito estressante e a dor no peito tende a melhorar em alguns minutos.

O que fazer: a melhor forma de aliviar o desconforto causado por um ataque de pânico consiste em tentar se acalmar, para permitir que a respiração se torne regular e os músculos menos tensos. Um boa opção pode ser se recolher para um local calmo e beber um chá calmante, como o de valeriana ou camomila, por exemplo. Veja outras opções de calmantes naturais. Ainda assim, se a dor for muito forte ou se existir suspeita de que possa ser um infarto, é importante ir ao hospital ou chamar a ajuda médica.

2. Estiramento muscular

O estiramento muscular é outra das causas mais comuns de dor na região do peito e acontece 1 a 2 dias após algum tipo de atividade que utilize com maior intensidade os músculos da região peitoral. Esse aumento da intensidade sobre os músculos da região pode ser intencional, como treinar na academia, mas também pode ser involuntária, como pintar o teto ou ter de cortar algo duro, por exemplo.

Além disso, pancadas fortes da região do peitoral também podem causar lesão nas fibras musculares, que pode não causar dor nos momentos imediatos, mas ficar dolorida após alguns dias. Nestes casos, outros sintomas comuns são aumento da dor ao tocar no músculo, ligeiro inchaço e dificuldade para movimentar os braços.

O que fazer: geralmente a dor pode ser aliviada com a aplicação de gelo sobre a região durante 15 a 20 minutos, 3 a 4 vezes por dia, e uma massagem leve no local, que pode ser feita com uma pomada anti-inflamatória, por exemplo. Se a dor não melhorar em 3 dias, é aconselhado consultar um clínico geral ou fisioterapeuta, já que podem ser necessários tratamentos mais específicos.

3. Refluxo gastroesofágico

O refluxo é uma condição comum que afeta várias pessoas e que acontece quando o ácido do estômago consegue subir até o esôfago causando uma sensação de azia e queimação, especialmente depois de comer. Esse desconforto pode muitas vezes também ser sentido sob a forma de dor que acaba irradiando para o peito e que pode afetar o lado direito.

O refluxo gastroesofágico geralmente também é acompanhado de outros sintomas como vontade para arrotar mais frequente, sabor azedo na boca, sensação de bola na garganta e tosse seca, por exemplo. Veja outros sinais e sintomas que ajudam a identificar o refluxo.

O que fazer: dependendo da gravidade, os sintomas de refluxo podem ser aliviados com simples alterações na dieta, como evitar comer muito de uma só vez e evitar comer alimentos muito gordurosos e condimentados. No entanto, em outros casos também pode ser necessário o uso de remédios para bloquear a acidez do estômago. Assim, se o desconforto não melhorar com as alterações na dieta é recomendado consultar um gastroenterologista para iniciar o tratamento mais adequado.

O que pode ser a dor no lado direito do peito e o que fazer

4. Costocondrite

A costocondrite é um problema menos comum mas que pode causar um dor intensa na região do peito, normalmente localizada no meio do peito, mas que pode acabar irradiando para o lado direito ou esquerdo.

Esta condição acontece quando as cartilagens que ligam o osso do esterno às costelas inflamam após uma forte pressão no peito, períodos de tosse muito intensa ou devido a má postura, por exemplo. A costocondrite causa sensibilidade na região do meio do peito e dor que piora ao respirar fundo ou tossir, por exemplo. Saiba mais sobre o que causa costocondrite e como identificar os sintomas.

O que fazer: a costocondrite é um problema temporário que tende a melhorar após alguns dias, sem precisar de tratamento específico. Ainda assim, fazer exercícios de alongamento suaves e aplicar gelo na região por 15 a 20 minutos, 3 a 4 vezes por dia, podem diminuir a inflamação e aliviar o desconforto, além do uso de medicações anti-inflamatórias.

5. Inflamação da vesícula ou fígado

A vesícula e o fígado são dois órgãos da cavidade abdominal que se encontram localizados na região direita do corpo e, por isso, quando inflamam ou sofrem algum tipo de alteração podem causar uma dor mais localizada nesse lado. Embora seja mais comum que a dor seja na região abdominal, em alguns casos, pode acabar irradiando para o peito.

Outros sintomas comuns que também podem surgir junto com a dor quando existe algum problema na vesícula ou no fígado incluem enjoos, vômitos, perda de apetite, sensação geral de mal estar e pele amarelada, por exemplo. Confira alguns sintomas que podem indicar inflamação da vesícula e outros que podem ser sinal de problemas no fígado.

O que fazer: sempre que existe suspeita de uma inflamação na vesícula ou problema no fígado é muito importante consultar um gastroenterologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado. A inflamação da vesícula normalmente pode ser uma situação mais grave, especialmente se a vesícula estiver obstruída por uma pedra. Nesses casos, a dor é muito forte, pode surgir febre e também é comum vômitos intensos, devendo-se ir imediatamente ao hospital.

6. Problemas pulmonares

Vários problemas no pulmão podem causar dor na região do peito, principalmente ao respirar. Além da dor, também pode surgir dificuldade para respirar, tosse, respiração rápida e febre.

Os problemas pulmonares são mais comuns após acidentes ou pessoas que têm algum tipo de doença crônica cardíaca ou pulmonar. Saiba mais sobre os problemas que podem causar dor no pulmão e o que fazer.

O que fazer: a dor no peito de origem pulmonar pode ser um sinal de problemas graves como pleurisia, pneumonia, pneumotórax ou até embolia pulmonar. Assim, se existir suspeita de problema no pulmão é muito importante ir ao hospital, para fazer exames, como o raio X do tórax, identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado, que pode variar bastante dependendo da causa.

O que pode ser a dor no lado direito do peito e o que fazer

7. Problemas cardíacos

Quando surge dor no peito, uma das principais preocupações é que possa indicar um problema no coração, no entanto, eses casos não são comuns. Ainda assim, os problemas cardíacos, especialmente a inflamação do músculo cardíaco, pode de fato ser uma causa de dor no peito, incluindo da dor que irradia para o lado direito.

Normalmente, os problemas cardíacos são mais comuns em idosos, pessoas com outros problemas crônicos ou pacientes que estejam internados com infecções graves, por exemplo. A dor do tipo cardíaca normalmente é bastante intensa e causa a sensação de que algo está apertando o coração. Além disso, também podem surgir outros sintomas como palpitações, tosse, dificuldade para respirar e desmaio, por exemplo. Confira 12 sinais que podem indicar problemas no coração.

O que fazer: caso exista suspeita de que a dor possa estar sendo causada por um problema cardíaco é muito importante ir rapidamente ao hospital ou chamar a ajuda médica, para identificar a causa e iniciar o tratamento.

Quando ir ao médico

Muitas vezes, a dor no peito desaparece após alguns minutos e, por isso, não é motivo de preocupação. No entanto, consultar o médico é a única forma de identificar a causa correta. Assim, é aconselhado ir ao hospital quando:

  • A dor é muito intensa ou piora ao longo do tempo;
  • A dor demora mais de 15 minutos para melhorar;
  • Surgem outros sintomas graves como dificuldade para respirar, febre alta ou desmaio.

Além disso, idosos e pessoas com problemas crônicos, especialmente do sistema respiratório ou cardíaco, devem ser avaliadas por um médico, já que a dor pode indicar piora do quadro, podendo ser necessário adequar o tratamento.

Bibliografia >

  • NHS. Chest pain. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/chest-pain/>. Acesso em 28 Abr 2020
  • NHS INFORM. Chest pain. Disponível em: <https://www.nhsinform.scot/illnesses-and-conditions/heart-and-blood-vessels/conditions/chest-pain>. Acesso em 28 Abr 2020
  • NHS. Acute cholecystitis. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/acute-cholecystitis/#Symptoms>. Acesso em 28 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem