Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a Paralisia Infantil e como tratar

A paralisia infantil, também conhecida cientificamente como poliomielite, é uma doença infecciosa grave que pode causar paralisia permanente em determinados músculos e que, geralmente, afeta crianças, mas que também pode surgir em idosos e adultos com o sistema imune enfraquecido.

Uma vez que a paralisia infantil não tem cura caso afete os músculos, é aconselhável fazer a prevenção da doença, que consiste em tomar a vacina da poliomielite, que pode ser administrada a partir das 6 semanas de vida, dividida em 5 doses. Veja como é feita a vacinação que protege contra a doença.

O que é a Paralisia Infantil e como tratar

Principais sintomas

Os primeiros sintomas da poliomielite geralmente incluem dor de garganta, cansaço excessivo, dor de cabeça e febre, podendo, por isso, ser facilmente confundida com uma gripe.

Estes sintomas geralmente desaparecem após 5 dias sem que seja necessário um tratamento específico, no entanto, em algumas crianças e adultos com sistema imune enfraquecido, a infecção pode se desenvolver para complicações como meningite e paralisia, gerando sintomas como:

  • Forte dor nas costas, pescoço e nos músculos;
  • Paralisia de uma das pernas, um dos braços, dos músculos torácicos ou abdominais;
  • Dificuldade para urinar.

Embora seja mais raro, pode haver ainda dificuldade em falar e em engolir, que poderá causar insuficiência respiratória pelo acúmulo de secreções nas vias respiratórias.

Veja quais as opções de tratamento disponíveis para a poliomielite.

O que causa a paralisia infantil

A causa da paralisia infantil é a contaminação com o poliovírus, que pode ocorrer pelo contato oral-fecal, quando não se foi devidamente vacinado contra a poliomielite.

Possíveis sequelas da paralisia infantil

As sequelas da paralisia infantil estão relacionadas com o comprometimento do sistema nervoso e, por isso, pode surgir:

  • Paralisia permanente de uma das pernas;
  • Paralisia dos músculos da fala e do ato de engolir, que pode levar ao acúmulo de secreções na boca e na garganta.

Pessoas que sofrem com paralisia infantil há mais de 30 anos podem também desenvolver a síndrome pós-pólio, que gera sintomas como fraqueza, sensação de falta de ar, dificuldade para engolir, fadiga e dor muscular, mesmo nos músculos não paralisados. Neste caso, a fisioterapia realizada com alongamentos musculares e exercícios respiratórios pode ajudar a controlar os sintomas da doença.

Saiba mais sobre as principais sequelas da paralisia infantil.

Como prevenir a paralisia infantil

A melhor forma de prevenção da paralisia infantil é tomar a vacina contra a poliomielite:

  • Bebês e crianças: a vacina é feita em 5 doses. Três são dadas com intervalo de dois meses (2, 4 e 6 meses de idade) e o reforço da vacina feito com 15 meses e 4 anos de idade.
  • Adultos: são recomendadas 3 doses da vacina, a segunda dose deve ser aplicada após 1 ou 2 meses da primeira e a terceira dose deve ser aplicada após 6 a 12 meses após a segunda dose.

Os adultos que não tomaram a vacina na infância podem fazer a vacinação em qualquer idade, mas especialmente quando precisam viajar para países com elevados números de casos de poliomielite.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar