Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a Overdose, o que fazer e como evitar

A overdose é um conjunto de efeitos maléficos causados pelo consumo excessivo de drogas ou de medicamentos, podendo ocorrer repentinamente ou de forma lenta, a partir do uso constante dessas substâncias.

Ela acontece quando uma dose elevada de drogas ou medicamentos é ingerida, não dando tempo para o corpo eliminar o excesso da droga antes que ela cause efeitos colaterais perigosos. Alguns sinais que podem indicar uma overdose incluem:

  • Perda de consciência;
  • Excesso de sono;
  • Confusão;
  • Respiração acelerada;
  • Vômitos;
  • Pele fria.

No entanto, esses sinais também podem variar de acordo com o tipo de droga ingerida e, por isso, pessoas que fazem uso de alguma droga devem tentar estar informadas do tipo de efeitos que podem surgir. Confira quais os sintomas de overdose que podem surgir com os principais tipos de drogas.

A overdose é uma condição clínica grave e, por isso, a pessoa deve ser avaliada rapidamente por uma equipe médica de urgência, a fim de evitar complicações como perda das funções de órgãos, mal funcionamento do cérebro e morte.

O que é a Overdose, o que fazer e como evitar

O que fazer em caso de overdose

Em caso de overdose, especialmente quando a vítima apresenta sinais de que vai desmaiar ou está perdendo de consciência, deve-se:

  1. Chamar a vítima pelo nome e tentar mantê-la acordada;
  2. Ligar para a emergência para chamar uma ambulância e receber orientações de primeiros socorros;
  3. Verificar se a pessoas está respirando;
    • Se consciente e respirando: deixar a pessoa na posição mais confortável até chegada da ajuda médica;
    • Se inconsciente, mas respirando: deitar a pessoa de lado, na posição lateral de segurança, para que não engasgue caso precise vomitar;
    • Se inconsciente e não respirando: iniciar massagem cardíaca até à chegada da ajuda médica. Veja como fazer a massagem corretamente.
  4. Não induzir o vômito;
  5. Não oferecer bebidas ou alimentos;
  6. Manter-se atento à vítima até a ambulância chegar, verificando se continua respirando e se o seu estado em geral não piora.

Além disso, se possível deve-se levar a droga suspeita de causar a overdose para a emergência, para orientar o tratamento médico de acordo com a causa do problema.

Se existir suspeita de que a pessoa possa estar tendo uma overdose pelo uso de opioides, como heroína, codeína ou morfina, e se existir uma caneta de naloxona perto, deve-se administrar esse medicamento até à chegada, visto ser um antídoto para esse tipo de substâncias:

Como usar naloxona na overdose por opioides

A naloxona, também conhecida como Narcan, é um remédio que pode ser utilizado como antídoto após o uso de opioides, pois é capaz de desligar o efeito dessas substâncias no cérebro. Dessa forma, este medicamento é muito importante no caso de overdose por opioides, podendo salvar a vida da pessoa em poucos minutos.

Para usar a naloxona deve-se colocar o adaptador nasal na ponta da seringa/caneta do medicamento e depois empurrar o êmbolo até administrar metade do conteúdo em cada narina da vítima.

Normalmente, a naloxona é oferecida para pessoas que fazem uso recorrente de opioide para tratamento de dores fortes, mas também pode ser distribuída para quem faz uso de drogas opióides, como é o caso da heroína.

Como é feito o tratamento no hospital

O tratamento é feito de acordo com o tipo de droga utilizada, a quantidade, os efeitos apresentados pela vítima de overdose e o tempo em que a droga ou mistura de drogas foi tomada.

Para eliminar o máximo de droga do organismo, os médicos podem fazer tratamentos como lavagem gástrica e intestinal, usar carvão vegetal ativado para se ligar à droga no organismo e evitar sua absorção, usar um antídoto da droga ou administrar outros medicamentos para controlar os sintomas da overdose.

Como evitar uma overdose

A melhor forma de prevenção da overdose é evitar o uso de drogas, mesmo as que são permitidas, como álcool, cigarro e medicamentos, e tomar medicamentos apenas de acordo com orientação médica.

No entanto, em caso de uso regular de drogas, deve-se estar atento pois pausas no uso podem diminuir a tolerância do corpo à droga, sendo mais fácil chegar a uma overdose com pequenas porções do produto.

Além disso, nunca deve-se experimentar o uso de drogas desacompanhado, pois em caso de emergências, como a overdose, deve-se chamar ajuda com urgência.

Bibliografia >

  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY. Section 4.9: Overdose. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/presentation/presentation-section-49-overdose_en.pdf>. Acesso em 20 Jan 2020
  • PRESCRIBE TO PREVENT. How to prevent an overdose. Disponível em: <https://prescribetoprevent.org/wp-content/uploads/OD-Prevention-and-Response-Card.RI.pdf>. Acesso em 20 Jan 2020
  • CDC. Preventing an opioid overdose: Know the signs. Save a life.. Disponível em: <https://www.cdc.gov/drugoverdose/pdf/patients/Preventing-an-Opioid-Overdose-Tip-Card-a.pdf>. Acesso em 20 Jan 2020
  • AMERICAN ADDICTION CENTERS. Overdose Symptoms: Understanding the Risk of Drug Overdose. Disponível em: <https://americanaddictioncenters.org/overdose>. Acesso em 20 Jan 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem