Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Doping no esporte e principais substâncias utilizadas

O doping no esporte corresponde ao uso de substâncias proibidas que estimulam o crescimento muscular ou melhoram o rendimento e resistência física do atleta, de forma artificial e passageira, conseguindo melhores resultados no esporte que pratica.

Devido ao fato das substâncias aumentarem temporariamente e a curto prazo o desempenho do atleta, é considerada uma prática desonesta, de modo que os atletas que forem positivos para doping são eliminados da competição.

O doping é mais frequente de ser detectado durante competições esportivas, como nas Olimpíadas e na Copa do Mundo. Por isso, é comum que os atletas de alto rendimento sejam submetidos ao exame antidoping para que seja verificada a presença substâncias proibidas no organismo.

O que é Doping no esporte e principais substâncias utilizadas

Substâncias mais usadas

As substâncias mais utilizadas e que são consideradas doping são aquelas que aumentam a força e resistência muscular, diminuem a dor e a sensação de fadiga. As principais substâncias utilizadas são:

  • Eritropoetina (EPO): ajuda aumentar as células que carregam oxigênio no sangue, melhorando o desempenho;
  • Furosemida: potente diurético que ajuda a diminuir o peso rapidamente, usado principalmente por atletas de luta com categorias de peso. Também ajuda a diluir e esconder outras substâncias proibidas na urina;
  • Energéticos: aumentam a atenção e a disposição, diminuindo a sensação de cansaço;
  • Anabolizantes: hormônios utilizados para aumentar a força e a massa muscular.

Além disso, os atletas e sua equipe recebem uma lista com recomendações e medicamentos que não podem ser usados durante os treinos por conterem substâncias consideradas ilegais no esporte. Assim, é preciso estar atento mesmo durante tratamentos de doenças comuns como gripes e colesterol alto, e problemas de pele, pois mesmo sem a intenção de doping, o atleta pode ser eliminado da competição.

Quando e quais exames são feitos

Para avaliar a presença de doping, os atletas devem fazer exames de urina e de sangue antes, durante ou após a competição. Em geral, os vencedores dos torneios precisam fazer os exames para comprovar que não usaram substâncias proibidas.

Além disso, os exames também podem ser feitos fora do período de competição e sem aviso prévio, sendo os atletas escolhidos através de sorteio.

Porque o doping ajuda os atletas

Usar substâncias químicas que não são naturais ao corpo ajuda a melhorar o desempenho geral do atleta, trazendo vantagens como:

  • Aumentar a concentração e melhorar a capacidade física;
  • Aliviar as dores dos exercícios e diminuir a fadiga muscular;
  • Aumentar a massa e a força muscular;
  • Relaxar o corpo e melhorar a concentração;
  • Ajudar a perder peso rapidamente.
  • Assim, tomar essas substâncias faz com que o atleta tenha resultados mais rápidos e melhores do que conseguiria apenas através dos treinos e da dieta, e por isso elas são proibidas no esporte.

No entanto, mesmo com a proibição, muitos atletas costumam usar essas substâncias de 3 a 6 meses antes da competição oficial, durante seus treinos para aumentar o seu sucesso, suspendendo depois o seu uso para dar tempo de o corpo eliminar as substâncias e o exame antidoping dar negativo.


Bibliografia

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem