Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar o excesso de ferro no sangue

O excesso de ferro no sangue pode ser tratado com o uso de medicamentos que diminuem a quantidade desse mineral no corpo, com alterações da dieta e com flebotomia, que é fazer uma sangria terapêutica.

Os níveis elevados de ferro normalmente estão ligados a uma doença genética chamada hemocromatose, mas também podem estar ligados ao excesso de transfusões sanguíneas ou de uso de suplementos vitamínicos, por exemplo. Saiba quais os sintomas e o tratamento para hemocromatose.

Como eliminar o excesso de ferro

O tratamento para reduzir os níveis de ferro depende da gravidade do excesso desse mineral, podendo serem utilizadas as seguintes técnicas:

Retirar sangue

Também chamada de sangria terapêutica, essa técnica consiste em retirar cerca de 500 ml de sangue do paciente, ajudando a reduzir também a quantidade de ferro no organismo.

O procedimento é feito como durante a doação de sangue, e a quantidade de líquidos retirada é reposta na forma de soro fisiológico.

Como tratar o excesso de ferro no sangue

Alterações na dieta

Para ajudar no controle, deve-se evitar o consumo de alimentos ricos em ferro, como fígado, moela, carnes vermelhas, frutos do mar, feijão e vegetais verde escuros, como a couve e o espinafre. Veja outros alimentos aqui.

Além disso, deve-se consumir alimentos que diminuem a absorção de ferro no organismo, como leite e derivados e chá preto. Uma boa estratégia é consumir um iogurte como sobremesa do almoço e do jantar, por exemplo.

Usar suplemento Quelante de ferro

Os quelantes são medicamentos que ligam ao ferro no organismo e impedem que esse nutriente se acumule e prejudique outros órgãos, como fígado, pâncreas e coração.

Os quelantes podem ser tomados na forma de comprimidos ou serem administrações através de uma agulha subcutânea durante cerca de 7 horas, liberando a medicação sob a pele enquanto a pessoa dorme.

Exames de controle

O controle dos níveis de ferro no sangue devem ser feitos a cada 3, 6 ou 12 meses, variando de acordo com a causa e gravidade do problema.

Assim, é importante que o paciente faça acompanhamento médico e esteja atento aos sintomas de excesso de ferro, como fraqueza, dor abdominal e perda de peso sem causa aparente. Veja quais os sintomas e as complicações do excesso de ferro.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...