Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Nutracêuticos: o que são, para que servem e possíveis efeitos colaterais

O nutracêutico é um tipo de suplemento alimentar que contém em sua composição compostos bioativos que foram extraídos dos alimentos e que possuem benefícios para o organismo, podendo, inclusive, ser utilizado como forma de complementar o tratamento para alguma doença.

O termo nutracêutico é utilizado para nomear um nutriente específico presente em um alimento, que não é o alimento em si e nem um medicamento, como por exemplo o licopeno, que é um composto bioativo que pode ser encontrado no tomate, os fitoesterois e o resveratrol, que são compostos encontrados na casca da uva e no vinho.

Os nutracêuticos podem ser encontrados em lojas de produtos naturais e em farmácias na forma de cápsulas, comprimidos, sachês, suplemento dietético ou ser formulado em farmácias de manipulação, no entanto é importante que o seu consumo seja orientado pelo médico ou nutricionista, isso porque como contém concentrações elevadas do composto em comparação com o alimento fonte, pode ter consequências para a saúde.

Nutracêuticos: o que são, para que servem e possíveis efeitos colaterais

Para que serve

Os nutracêuticos são compostos bioativos que podem ser usados para suprir as necessidades do organismo, podendo ser encontrada em uma única cápsula, uma combinação de nutracêuticos. Alguns dos nutracêuticos mais comuns são o ômega-3, licopeno, resveratrol, fitoesterois, probióticos, vitaminas, minerais e as fibras.

Devido ao fato dos nutracêuticos serem compostos que participam de diversos processos no organismo, possuem vários benefícios e podem ser indicados em várias situações, sendo as principais:

  • Regulação do nível de colesterol e prevenção do desenvolvimento de doenças cardiovasculares;
  • Regulação da quantidade de açúcar no sangue, ajudando a controlar e prevenir a diabetes;
  • Melhora do funcionamento do intestino e promoção da saúde gastrointestinal;
  • Melhora da saúde dos ossos;
  • Regulação da pressão arterial;
  • Regulação dos hormônios da tireoide.

Apesar de poder ter diversas indicações, é importante que o uso de nutracêuticos seja feito de acordo com a orientação do nutricionista, isso porque o consumo de quantidades acima do recomendado pode trazer consequências para a saúde. Além disso, é importante que o uso de nutracêuticos seja acompanhado de hábitos saudáveis como prática de atividade física e alimentação saudável e equilibrada. Confira os benefícios da alimentação saudável.

Qual a diferença entre nutracêuticos e alimentos funcionais?

Apesar de atuarem em funções do organismo, os nutracêuticos são diferentes dos alimentos funcionais. Os alimentos funcionais correspondem ao alimento em si, que já está na sua forma própria para consumo, enquanto que os nutracêuticos são substâncias extraídas do alimento e que são apresentadas na forma de comprimido ou cápsulas, por exemplo.

Além disso, são considerados alimentos funcionais os alimentos integrais e os que foram enriquecidos ou melhorados com o objetivo de aumentar os seus benefícios para o organismo. Saiba mais sobre os alimentos funcionais.

Possíveis efeitos colaterais

Os nutracêuticos possuem concentração maior de compostos do que o que é encontrado naturalmente nos alimentos e, por isso, o consumo sem indicação do médico ou do nutricionista ou o uso de quantidades acima da recomendada pode ter consequências para a saúde.

Assim, dependendo do nutracêutico consumido pode haver o surgimento de sintomas de intoxicação ou intolerância ao composto, aumento do risco de formação de pedra nos rins e comprometimento da função desse órgão, aumento da produção de gases, interação com medicamentos, diarreia, cólica e distensão abdominal, por exemplo.

Bibliografia >

  • ROBERT, Carlison. Nutracêuticos na prática clínica: performance e saúde. Disponível em: <https://www.crfam.org.br/sites/default/files/NUTRAC%C3%8AUTICOS%20PALESTRA_Carlison_0.pdf>.
  • REBELLO, Thiago José J.; FERNANDES, André Fillipe F.; FOLINO, Carolina H. et al. Alimentos funcionais e nutracêuticos: uma propost de educação nutricional a partir do ensino de bioquímica. Revista Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa, Extensão e Culturado Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira. Vol 3. 6 ed; 2014
  • SILVA, Thaine M. S.; RODRIGUES, Luiza Z.; NUNES, Graciela L. et al. Encapsulação de compostos bioativos por coacervação complexa. Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas - UFSM. Vol 37. 56-64, 2015
  • GOMES, Andreia S.; MAGNUS, Karen; SOUZA, Alessandra H. S. Riscos e benefícios do uso de nutracêuticos para a promoção da saúde. Revista Saúde e Desenvolvimento. Vol 11. 9 ed; 57-75, 2017
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem