Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dente-de-leão: para que serve, como usar e efeitos colaterais

O Dente-de-leão é uma planta de nome científico Taraxacum officinale, também conhecida por coroa-de-monge, quartilho e taráxaco. Esta planta medicinal possui um caule oco e ereto, com folhas divididas em segmentos profundos e flores de tom amarelo dourado, podendo atingir cerca de 30 centímetros de altura.

Devido às suas propriedades, o Dente-de-leão pode ser usado para auxiliar no tratamento de transtornos digestivos, problemas no fígado e pâncreas e afeções da pele, por exemplo. Além disso, de acordo com um estudo feito na China em 2011 [1], o chá desta planta também parece ser capaz de eliminar mais rapidamente a infecção pelo vírus Influenza, responsável pela gripe comum.

Dente-de-leão: para que serve, como usar e efeitos colaterais

Para que serve

Por ter ação antioxidante, anti-inflamatória, hepato-protetora e ligeiramente analgésica, o dente-de-leão é muitas vezes indicado para ajudar no tratamento de:

  • Problemas digestivos;
  • Falta de apetite;
  • Transtornos biliares;
  • Doenças hepáticas;
  • Hemorroidas;
  • Gota;
  • Reumatismo;
  • Eczemas;
  • Afeções renais ou vesicais.

Além disso, o dente-de-leão também parece aumentar a produção de insulina, podendo ajudar no tratamento da diabetes, além de ter forte poder diurético, podendo, por isso, ser usado como complemento do tratamento de infecções urinárias, retenção de líquidos e pressão alta. A raiz da planta também tem um efeito laxante leve.

Segundo um estudo feito na China em 2011 [1], o dente de leão pode ainda ajudar no tratamento da gripe, já que foi observado que chás com mais de 15 mg/ml parecem eliminar o vírus da gripe (Influenza) do organismo. Assim, e embora o chá de dente de leão possa ajudar no tratamento da gripe, é preciso que sua concentração seja superior a 15 mg/ml, o que é difícil de atestar em casa. Dessa forma, o chá deve ser feito apenas como complemento do tratamento indicado pelo médico.

Dente-de-leão pode ajudar no tratamento do novo coronavírus?

Devido às propriedades que esta planta demonstrou contra o vírus da gripe, o Influenza, o dente-de-leão está sendo indicado como forma de complementar o tratamento do novo coronavírus. No entanto, não existe qualquer indicação de fonte oficial ou estudo que demonstre sua ação contra o novo coronavírus.

Assim, o dente-de-leão não deve ser usado como forma natural de tratar o coronavírus, devendo-se informar as autoridades de saúde caso se suspeite de estar infectado, para seguir o tratamento médico mais adequado.

Quais os principais componentes

O dente-de-leão é uma planta muito nutritiva, sendo que seus principais componentes incluem fibras, vitaminas A, B, C e D, proteínas e minerais, incluindo o potássio. É por esse motivo, que esta planta parece ajudar bastante em casos de falta de apetite.

Dente-de-leão: para que serve, como usar e efeitos colaterais

Como usar o dente-de-leão

A planta dente-de leão pode ser usada para preparar chás, tinturas e sucos. Além disso, pode também estar presente em formulações já prontas, disponíveis em farmácias e ervanárias.

1. Chá de dente de leão

Ingredientes

  • 1 colher (de sopa) de raiz de dente-de-leão;
  • 200 ml de água fervente.

Modo de preparo

Para preparar o chá, basta juntar a água fervente com a colher de raiz e deixar repousar durante 10 minutos. Depois, coar, deixar amornar e beber até 3 vezes ao dia. No caso de problemas gastrointestinais, deve-se beber o chá antes das refeições.

2. Suco de dente-de-leão

Ingredientes

  • Folhas novas de dente-de-leão;
  • Água de coco.

Modo de preparo

Bater as folhas em um processador, juntamente com a água de coco e tomar três vezes ao dia. Geralmente, as folhas de dente-de-leão possuem um sabor amargo e, por isso, devem-se usar as mais novas, cujo sabor é menos intenso. Além disso, podem-se misturar outros ingredientes, como suco de maçã, hortelã e gengibre, por exemplo, para melhorar o sabor e conferir mais propriedades a este suco. Conheça as propriedades do gengibre.

3. Na forma natural

O dente-de-leão também pode ser usado na sua forma natural na culinária. Uma vez que é uma planta segura para consumo, o dente-de-leão pode ser utilizado para preparar saladas, sopas e até algumas sobremesas.

Possíveis efeitos colaterais

Embora seja raro, a utilização de dente-de-leão pode provocar transtornos gastrointestinais ou reações alérgicas.

Quem não deve usar

O dente-de-leão não deve ser utilizado em pessoas com hipersensibilidade a esta planta, que sofra de obstrução dos ductos biliares ou de oclusão intestinal. Além disso, também não deve ser usada na gravidez.

Bibliografia >

  • HE, Wen et al.. Anti-influenza virus effect of aqueous extracts from dandelion. Virology Journal. Vol.8, n.538. 2011
  • GONZÁLEZ-CASTEJÓN, Marta et al.. Diverse biological activities of dandelion. Nutrition Reviews. Vol.70, n.9. 534-547, 2012
  • FATIMA, Tabasum et al.. Dandelion: Phytochemistry and clinical potential. Journal of Medicinal Plants Studies. Vol.6, n.2. 198-202, 2018
  • GRUNWALD, Jorg.; JANICKE C. A farmácia verde. Editora Everest, 2009. 102, 108, 211, 221, 295, 400.
  • CURTIS, Susan et al.. O livro de receitas das ervas medicinais. São Paulo: Dorling Kindersley, 2011. 114-115.
  • BLAUER, Stephen. O livro dos sucos. 8.ed. New York: Record, 2004. 90-91.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem