Necrose: o que é, sintomas, tipos, causas e tratamento

outubro 2022
  1. Sintomas
  2. Tipos
  3. Diagnóstico
  4. Causas
  5. Tratamento
  6. Complicações

A necrose é uma situação onde as células dos tecidos do corpo morrem, podendo surgir devido à falta de oxigênio ou baixa circulação de sangue, como o que acontece nos casos de derrame, infecções, choque elétrico ou feridas, por exemplo.

Os sintomas de necrose variam de acordo com a causa e a localização dessa condição, podendo incluir febre, dor nas articulações, aumento nos batimentos do coração, calor e presença de líquido com mau cheiro nas feridas.

A necrose deve ser sempre avaliada por um médico para que seja feito o diagnóstico e seja indicado o tratamento mais adequado, que pode incluir o uso de antibióticos, cirurgias e debridamento, um procedimento que remove o tecido morto e infeccionado das feridas, e evitando que a infecção se espalhe para outras regiões do corpo.

Principais sintomas

Os sintomas de necrose variam conforme o tipo e a localização dessa condição, e pode incluir:

  • Dor no peito;
  • Tosse com sangue ou muco;
  • Febre;
  • Caroços duros e vermelhos sob a pele;
  • Inchaço da região afetada;
  • Aumentos dos batimentos do coração;
  • Pressão baixa;
  • Retenção de líquidos;
  • Náusea e vômitos;
  • Dor nas articulações;
  • Pequenos volumes de urina;
  • Presença de pus com mau cheiro em feridas;
  • Dor nos dentes após ingerir alimentos quentes, gelados ou doces.

Além disso, a necrose também pode causar cansaço, confusão mental, perda de apetite e de peso.

Tipos de necrose

Os tipos de necrose variam de acordo com a causa e a localização da lesão:

1. Necrose caseosa

Este tipo de necrose pode surgir em casos de infecções causadas por bactérias ou fungos, como acontece na tuberculose, sífilis e histoplasmose, que é uma infecção causada por fungos transmitidos principalmente por pombos e morcegos. Conheça mais sobre a histoplasmose.

2. Necrose de coagulação

A necrose de coagulação acontece quando a circulação de sangue para as células diminui, podendo surgir em qualquer parte do corpo, exceto no cérebro, e sendo causada por condições como aterosclerose, infarto, hérnias, tumor e coágulos de sangue.

3. Necrose liquefativa

Nesse tipo de necrose, as células danificadas perdem a sua estrutura, ficando em estado líquido e formando um pus.

A necrose liquefativa acontece principalmente no cérebro e na medula espinhal, podendo ser causada por bactérias, fungos, vírus ou parasitas. Além disso, a necrose liquefativa também pode ser causada por um AVC, causando a morte de tecidos no cérebro.

4. Necrose pulpar

A necrose pulpar acontece quando as células da polpa, ou carne, de dentro do dente morrem. Este tipo de necrose pode ser causado por situações como cárie, dente rachado, procedimentos mal feitos, traumas ou desgaste do esmalte dos dentes.

5. Necrose gangrenosa

A necrose gangrenosa, conhecida como gangrena, pode surgir devido a falta de oxigenação nas células ou causada por uma infecção bacteriana, atingindo principalmente a pele, os pulmões e o intestino. Conheça mais sobre a necrose gangrenosa.

Esse tipo de necrose é classificado em gangrena seca, que causa a perda de água nas extremidades do corpo, deixando os tecidos escuros e com coloração escura; úmida, quando as células são danificadas por bactérias, apodrecendo e amolecendo os tecidos; e gasosa, causada por bactérias que danificam os músculos, liberando gases no organismo.

6. Necrose gordurosa

Nesse tipo de necrose, a morte do tecido adiposo acontece devido a uma lesão ou perda de circulação de sangue, podendo ser causado por um trauma ou complicação de cirurgias. A necrose gordurosa pode surgir principalmente em pessoas com seios, pessoas com mais de 50 anos ou que passaram por cirurgias de enxerto de gordura nas mamas.

7. Necrose fibrinóide

Este tipo de necrose acontece na parte interna dos vasos sanguíneos, podendo surgir como consequência de uma doença ou ser causada por infecções de vírus ou bactérias.

8. Necrose tubular aguda

A necrose tubular aguda é uma condição que causa falta de oxigênio e baixo fluxo de sangue para os rins, danificando-os. Este tipo de necrose pode ser causado por situações como AVC e infarto, ou ainda pelo uso de contraste, anestésicos ou antibióticos.

Como é feito o diagnóstico

A necrose deve ser diagnosticada por um médico que vai avaliar os sinais e sintomas apresentados e o histórico de saúde da pessoa.

Além disso, o médico também poderá solicitar alguns exames para complementar o diagnóstico, incluindo exames laboratoriais, como hemograma completo, cultura do sangue, exame de urina e cultura da urina. Pode ser também indicada a realização de exames de imagem, como tomografia computadorizada, doppler venoso e ultrassonografia.

Possíveis causas

As principais causas de necrose são:

  • Infecção causada por bactérias, fungos, vírus ou parasitas;
  • Traumas, como acidente de carro e choque elétrico;
  • Procedimentos cirúrgicos médicos ou estéticos;
  • Biópsia;
  • Tratamentos de radiação;
  • Cárie, trauma ou rachadura nos dentes;
  • Procedimentos dentais mal feitos;
  • Infarto, aterosclerose ou AVC.

Além disso, outras possíveis causas da necrose são hérnias, tumor, doenças no fígado ou uso de contraste, anestesia ou antibióticos.

Diferença entre necrose e apoptose

A apoptose é um processo saudável e normal no qual as células com defeitos e sem finalidade morrem para equilibrar as funções e a saúde do corpo. A apoptose raramente precisa ser tratada.

Já na necrose, a morte das células é causada por doenças, infecções e outras condições que causam danos, impedindo o funcionamento adequado das células. A necrose muitas vezes precisa ser tratada devido ao risco de complicações como a sepse, uma resposta exagerada do organismo a uma infecção, alterando as funções normais do corpo.

Como é feito o tratamento

O tratamento da necrose deve ser recomendado por um médico e varia conforme a causa dessa condição, como indicado a seguir:

  1. Necrose liquefativa, caseosa e gangrenosa: o médico geralmente indica o uso de antibióticos. Além disso, a drenagem do pus, a amputação e o desbridamento também podem ser indicados;
  2. Necrose tubular aguda: o uso de medicamentos diuréticos e para controle de potássio no organismo podem ser indicados. Além disso, a diálise também pode ser recomendada;
  3. Necrose de coagulação: o tratamento tem o objetivo de prevenir complicações e melhorar as funções dos órgãos, podendo ser indicados remédios para controlar a pressão arterial, baixar o colesterol e evitar coágulos;
  4. Necrose gordurosa: geralmente o tratamento indicado inclui a aspiração para drenar os nódulos, biópsia por agulha ou por corte;

Já a necrose pulpar pode ser tratada através da remoção do dente, uso de antibióticos ou canal, um procedimento onde o dentista limpa os canais dentro da raiz do dente, retirando a sua polpa, limpando e desinfetando o interior do dente. Entenda melhor como é feito o canal.

Além disso, o médico também poderá recomendar algumas mudanças no estilo de vida, como controlar a diabetes, manter uma alimentação saudável, diminuir o estresse, manter o peso adequado e parar de fumar.

Possíveis complicações

As complicações da necrose variam de acordo com o tipo e o local dessa condição, e geralmente surgem quando não são tratadas.

As possíveis complicações da necrose podem incluir angina de Ludwig, uma infecção nos tecidos sob a língua e o pescoço; osteomielite, uma infecção e inflamação dos ossos da mandíbula; ou sepse, uma condição grave onde o organismo responde exageradamente a uma infecção alterando as funções normais do corpo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • CLEVELAND CLINIC. Disease and Conditions: fat necrosis. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/24187-fat-necrosis>. Acesso em 24 out 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and Conditions: Coagulative Necrosis. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/24191-coagulative-necrosis>. Acesso em 24 out 2022
Mostrar bibliografia completa
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and Condition: Acute Tubular Necrosis. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/16426-acute-tubular-necrosis>. Acesso em 24 out 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and conditions: Pulp necrosis. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/23573-pulp-necrosis>. Acesso em 24 out 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and conditions: Caseous Necrosis. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/23079-caseous-necrosis#symptoms-and-causes>. Acesso em 24 out 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and Conditions: necrosis. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/23959-necrosis#frequently-asked-questions>. Acesso em 24 out 2022
  • TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. StatPearls Publishing: Necrosis. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK557627/>. Acesso em 24 out 2022
  • TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. StatPearls Publishing: Cell Liquefactive Necrosis. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK430935/>. Acesso em 24 out 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and Conditions: gangrene. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/21070-gangrene>. Acesso em 24 out 2022
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.