Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e Tratar a Miastenia gravis

A miastenia grave, ou miastenia gravis, é uma doença auto-imune que provoca fraqueza muscular progressiva, sendo mais comum nas mulheres e normalmente começa entre os 20 e os 40 anos de idade. Os sintomas da miastenia grave podem começar subitamente, mas geralmente vão surgindo e piorando aos poucos.

As causas da miastenia grave estão relacionadas a uma alteração no sistema imune que faz com que anticorpos ataquem determinadas estruturais fundamentais para o controle dos músculos.

A miastenia gravis não tem uma cura definitiva mas o tratamento adaptado a cada caso com remédios específicos e exercícios de fisioterapia podem melhorar a qualidade de vida.

Como identificar e Tratar a Miastenia gravis

Possíveis sintomas

Os sintomas iniciais mais comuns da miastenia grave são:

  • Fraqueza da pálpebra e dificuldade para abrir os olhos ou piscar;
  • Fraqueza dos músculos dos olhos, que leva ao estrabismo e a visão dupla;
  • Cansaço muscular excessivo após exercício ou esforço físico.

Com o avançar da doença, os sintomas se agravam e incluem:

  • Fraqueza dos músculos do pescoço que deixam a cabeça pendida para frente ou para o lado;
  • Dificuldade para subir escadas, levantar os braços, escrever;
  • Dificuldade para falar e para engolir os alimentos;
  • Fraqueza dos braços e das pernas, que varia de intensidade ao longo de horas ou dias.

Nos episódios mais graves, pode ainda haver comprometimento dos músculos respiratórios, condição denominada crise miastênica, que é grave e pode levar a morte se não for tratada rapidamente no hospital.

Normalmente, os sintomas pioram com o uso repetitivo do músculo afetado, mas também pode acontece quando se fica exposto ao calor, quando está sob estresse ou ansiedade, ou quando se usa remédios ansiolíticos ou antibióticos.

Como é feito o tratamento

Na maioria das vezes o médico desconfia do diagnóstico de miastenia gravis através da avaliação dos sintomas, do exame físico e do estudo do histórico de saúde da pessoa.

No entanto, vários exames podem ser usados despistar outros problemas e confirmar a miastenia grave. Alguns desses exames incluem eletromiografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada e exames de sangue.

O que causa a miastenia grave

A miastenia gravis é causada por uma alteração no sistema imune que leva alguns anticorpos a atacar os receptores presentes nos músculos. Quando isso acontece, a mensagem elétrica não consegue passar corretamente dos neurônios para as fibras musculares e, por isso, o músculos não contrai, demonstrando a fraqueza característica da miastenia.

Como é feito o tratamento

Existem vários tipos de tratamento que podem melhorar a qualidade de vida da pessoa, dependendo dos sintomas apresentados. Algumas das formas mais utilizadas incluem:

1. Remédios

Os remédios são a forma de tratamento mais utilizada, pois, além de práticos, possuem excelentes resultados. Os tipos de medicamentos mais usados são:

  • Inibidores da colinesterase, como Piridostigmina: melhoram a passagem do estímulo elétrico entre o neurônio e o músculo, melhorando a contração e força muscular;
  • Corticoides, como Prednisona: diminuem o efeito do sistema imune e, por isso, podem reduzir vários tipos de sintomas. No entanto, não podem ser usados por muito tempo, já que podem ter vários efeitos secundários;
  • Imunossupressores, como Azatioprina ou Ciclosporina: estes medicamentos também diminuem o funcionamento do sistema imune, mas são utilizados em casos mais graves, quando os sintomas não melhoram com outros remédios.

Além dos remédios orais o médico também pode indicar o uso de medicação intravenosa, como os anticorpos monoclonais, que diminuem a quantidade de algumas células de defesa no organismo, melhorando os sintomas da miastenia gravis.

2. Plasmaférese

A plasmaférese é um terapia, semelhante à diálise, na qual o sangue é retirado do corpo e passado por uma máquina que remove o excesso de anticorpos que atacam os receptores musculares, facilitando a passagem do sinal elétrico entre os neurônios e as fibras musculares.

Embora seja um tratamento com bons resultados, também possui alguns riscos para a saúde como sangramento, espasmos musculares e até reações alérgicas graves.

3. Cirurgia

A cirurgia é um tratamento mais raro, mas pode ser necessário quando é identificado um tumor em algum órgão do sistema imune que esteja causando a produção dos anticorpos que geram a miastenia grave.

4. Fisioterapia

A fisioterapia motora e respiratória também são indicadas no tratamento da miastenia grave com o objetivo de fortalecer os músculos, melhorar a amplitude dos movimentos, a respiração e prevenir infecções respiratórias.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem