Para comprar Ozempic precisa de receita?

“Preciso emagrecer e ouvi que o Ozempic pode ajudar. Para comprar Ozempic precisa de receita médica?”

Jonathan Panoeiro

Neuropediatra

CRM 1101544-RJ

Jonathan Panoeiro
Não tem agenda disponível
Buscar Endocrinologista perto de você

É preciso da receita médica para adquirir o Ozempic, porque este medicamento é de uso injetável, indicado para o tratamento da diabetes mellitus tipo 2 e também pode causar efeitos colaterais sérios em alguns casos. Portanto, o Ozempic não deve ser usado sem orientação médica.

Alguns dos possíveis efeitos colaterais do Ozempic são:

  • Hipoglicemia, especialmente quando associado a outros medicamentos antidiabéticos;
  • Dor no abdome, náusea e/ou vômitos;
  • Pedras na vesícula;
  • Gastrite e/ou refluxo gastroesofágico;
  • Prisão de ventre;
  • Pancreatite aguda;
  • Reações alérgicas, incluindo a anafilaxia, embora seja raro.

Além disso, o Ozempic não deve ser usado por mulheres grávidas ou amamentando e pessoas com diabetes mellitus tipo 1 ou histórico de reação alérgica a algum dos componentes na sua fórmula, por exemplo. Veja quem não pode usar Ozempic.

Nossa recomendação
O Ozempic normalmente não é indicado para perda de peso e seu uso deve ser orientado por um médico. Assim, para saber se há algum medicamento que pode ser indicado para te ajudar a emagrecer, o ideal é consultar um endocrinologista.
Qual médico consultar: Endocrinologista
Marcar consulta
100% dos leitores acham este conteúdo útil (3 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Endocrinologista perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.