Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Domperidona - Para que serve e como Tomar

A domperidona é um medicamento usado para tratar a má digestão, a náusea e os vômitos de adultos e crianças, por períodos inferiores a uma semana.

Este remédio pode ser encontrado em genérico ou com os nomes comerciais de Motilium, Peridal ou Peridona e está disponível sob a forma de comprimidos ou suspensão oral, podendo ser comprado em farmácias por um preço entre 6 e 45 reais, dependendo da dimensão da embalagem e da forma farmacêutica. 

Domperidona - Para que serve e como Tomar

Para que serve

Este medicamento é destinado ao tratamento de problemas de digestão frequentemente associados a um retardo do esvaziamento gástrico, refluxo gastroesofágico e esofagite, sensação de enfartamento, saciedade precoce, distensão abdominal, dor abdominal alta, excesso de arrotos e de gases intestinais, náuseas e vômitos, azia e queimação no estômago com ou sem regurgitação do conteúdo gástrico.

Além disso também está indicado em casos de náuseas e vômitos de origem funcional, orgânica, infecciosa ou alimentar ou induzidas por radioterapia ou tratamento com medicamentos.

Como usar

A domperidona deve ser tomada 15 a 30 minutos antes das refeições, no entanto, também pode ser ingerida após as refeições, sendo que a sua absorção é menor.

Para adultos e adolescentes com peso superior a 35 Kg, é indicado 10 mg até 3 vezes ao dia, por via oral. Já em doentes pediátricos ou com menos de 35 Kg, é de 0,25 mL/kg de peso corporal até 3 vezes por dia, oralmente.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com domperidona são depressão, ansiedade, diminuição do apetite sexual, dor de cabeça, sonolência, inquietação, diarreia, erupção cutânea, coceira, aumento e sensibilidade das mamas, produção de leite, ausência de menstruação, dor nas mamas e fraqueza muscular.

Quem não deve usar

Este medicamento não deve ser usado em pessoas que tenham alergia a qualquer componente da fórmula, prolactinoma, dores de estômago severas, fezes escuras persistentes, doença do fígado ou que estiverem usando determinados medicamentos que alterem o metabolismo ou que alterem o ritmo cardíaco, como é o caso do itraconazol, cetoconazol, posaconazol, voriconazol, eritromicina, claritromicina, telitromicina, amiodarona, ritonavir ou saquinavir.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...