Semaglutida: para que serve e como usar (Ozempic, Wegovy e Rybelsus)

Atualizado em janeiro 2024

A semaglutida é um antidiabético indicado para o tratamento da diabetes tipo 2, pois age estimulando a produção de insulina pelo pâncreas e diminuindo a produção de glucagon, o que ajuda a reduzir os níveis de glicose na corrente sanguínea, quando associado a uma dieta saudável e prática de exercício físico regular.

Além disso, a semaglutida, com o nome comercial Wegovy, é aprovado pela ANVISA para perda de peso, em pessoas que sofrem de obesidade ou sobrepeso, pois promove a saciedade, diminuindo a fome ao longo do dia, e, por isso, a perda de peso acontece pela redução do número de calorias consumidas ao longo do dia.

A semaglutida pode ser encontrada em farmácias ou drogarias, na forma de injeção, com o nome Ozempic, ou na forma de comprimidos, como o Rybelsus, para o tratamento da diabetes, vendido mediante apresentação de receita médica, devendo sempre ser usado com orientação do endocrinologista.

Veja com a nutricionista Tatiana Zanin como a semaglutida ajuda a emagrecer:

youtube image - Remédios para EMAGRECER: o que você precisa saber

Para que serve

A semaglutida é indicada para o tratamento de:

  • Diabetes mellitus tipo 2 descontrolada, quando somente dieta, exercícios físicos e/ou uso de outros antidiabéticos não foram suficientes para controlar os níveis de açúcar no sangue;
  • Obesidade em adultos com IMC superior a 30 kg/m2;
  • Excesso de peso em adultos com IMC superior a 27 kg/m2, associado a doenças como pressão alta, diabetes mellitus, dislipidemia ou colesterol alto;
  • Obesidade infantil, em adolescentes com mais de 12 anos, com peso corporal maior que 60 Kg, usada em associação com dieta hipocalórica e aumento da prática de exercícios físicos.

Esse remédio é um hormônio sintético, semelhante ao glucagon produzido naturalmente pelo corpo, e que estimula a produção de insulina pelo corpo, facilitando o controle dos níveis de açúcar no sangue, quando associado a uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos.

A semaglutida para o tratamento da diabetes pode ser usada sozinha ou em associação com outros remédios antidiabéticos, como a metformina, por exemplo, somente com orientação do endocrinologista.

Marque uma consulta com um endocrinologista na região mais próxima:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Endocrinologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Semaglutida para emagrecer

A semaglutida estimula a produção de insulina pelo pâncreas, reduzindo os níveis de açúcar no sangue, além agir na regulação do apetite e promover a saciedade, diminuindo a quantidade de calorias ingeridas diariamente e, por isso, este medicamento também ajuda no emagrecimento, em casos de obesidade ou sobrepeso.

Além disso, em pessoas com sobrepeso ou obesidade e que também têm diabetes, os níveis de açúcar no sangue ficam melhor regulados, fazendo com que o açúcar seja mais facilmente utilizado pelas células, e acaba se depositando menos na forma de gordura.

A semaglutida para o tratamento da obesidade ou excesso de peso deve ser usada somente se recomendada pelo médico e deve fazer parte de uma dieta balanceada orientada por um nutricionista e prática de atividades físicas regularmente. Veja como fazer uma dieta balanceada para emagrecer.

Como usar

A forma de usar a semaglutida varia de acordo com sua apresentação e inclui:

1. Semaglutida comprimidos (Rybelsus)

A semaglutida em comprimidos, conhecida como Rybelsus, pode ser encontrada nas doses de 3 mg, 7 mg ou 14 mg, e pode ser usada sozinha ou associada a outros medicamentos para o controle da diabetes, de acordo com a orientação médica.

Os comprimidos devem ser ingeridos inteiros, com um copo de água, em jejum, de preferência antes do café da manhã, devendo-se esperar pelo menos 30 minutos para fazer a primeira refeição do dia ou tomar outros remédios.

A dose inicial normalmente recomendada para adultos é de 1 comprimido de 3 mg de semaglutida por dia, por 30 dias seguidos. Após o primeiro mês, a dose pode ser aumentada pelo médico para 1 comprimido de 7 mg por dia. Caso seja necessário, após 30 dias, o médico poderá indicar a ingestão de 1 comprimido de 14 mg de semaglutida por dia.

A dose máxima diária de semaglutida não deve ultrapassar 14 mg e deve ser tomada com orientação médica.

2. Semaglutida caneta injetável (Ozempic)

A semaglutida na forma de caneta injetável, conhecida como Ozempic, deve ser utilizada através de injeções aplicadas na camada subcutânea da pele (sob a pele) da barriga, da coxa ou da parte superior do braço. Veja como aplicar injeção sob a pele corretamente.

A dose inicial normalmente recomendada para adultos é de 1 injeção de 0,25mg, 1 vez por semana. Após quatro semanas, a dose geralmente é aumentada pelo médico para 0,5 mg, 1 vez por semana. Caso a glicemia não esteja bem controlada, o médico poderá aumentar a dose do medicamento para 1 mg, 1 vez por semana.

3. Semaglutida caneta injetável (Wegovy)

O Wegovy contém semaglutida na forma de caneta injetável de 0,25 mg, 0,5 mg, 1,0 mg, 1,7 mg e 2,4 mg, e deve ser usada em aplicações sob a pele da barriga, da coxa ou da parte superior do braço.

A dose da semaglutida para o tratamento de adultos com sobrepeso ou obesidade, ou adolescentes maiores de 12 anos e com mais de 60 kg, deve ser aplicada 1 vez por semana, iniciada com doses menores e aumentada gradualmente a cada mês pelo endocrinologista, de acordo com o seguinte esquema:

Mês de tratamento Dose recomendada (semanal)
1º mês (semanas 1 a 4) 1 injeção de 0,25 mg, 1 vez por semana
2º mês (semanas 5 a 8) 1 injeção de 0,5 mg, 1 vez por semana
3º mês (semanas 9 a 12) 1 injeção de 1,0 mg, 1 vez por semana
4º mês (semanas 13 a 16) 1 injeção de 1,7 mg, 1 vez por semana
5º mês (semana 17 em diante) 1 injeção de 2,4 mg, 1 vez por semana

Essas doses devem ser aumentadas somente com orientação do endocrinologista, de acordo com a resposta ao tratamento e avaliação de efeitos colaterais.

É recomendado escolher um dia da semana e um horário, para que a dose seja sempre aplicada no mesmo dia da semana e sempre no mesmo horário.

No caso de esquecer de aplicar a dose semanal no dia e na hora corretos, pode-se aplicá-la imediatamente até no máximo 5 dias de esquecimento. Após 5 dias de esquecimento, ou se a próxima dose programada for em menos de 48 horas, deve-se pular a dose esquecida e continuar o esquema semanal conforme programado.

Por exemplo, se a pessoa aplica a dose semanal na segunda-feira às 10 horas da manhã, e esqueceu de aplicar neste dia, pode-se aplicá-la até no máximo no sábado às 10 horas da manhã, desde que tenha pelo menos 48 horas de distância da dose programada para segunda-feira.

Os adolescentes com mais de 12 anos devem ter acompanhamento médico regular para avaliar a eficácia do tratamento, sendo normalmente recomendado continuar o uso da semaglutida se houver perda de pelo menos 5% do IMC, após 12 semanas de tratamento com a dose de 2,4 mg ou a dose máxima tolerada. 

Caso não se tenha alcançado esse resultado, o médico deverá reavaliar o tratamento com o Wegovy.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns do uso da semaglutida são:

  • Náuseas ou vômitos;
  • Dor no estômago, azia ou má digestão;
  • Diarreia, prisão de ventre ou excesso de gases intestinais;
  • Arrotos frequentes;
  • Perda do apetite;
  • Dificuldade para engolir;
  • Hipoglicemia;
  • Ansiedade ou depressão;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Cansaço.

É importante procurar atendimento médico imediatamente ou o pronto socorro mais próximo caso surjam sintomas como diminuição da quantidade de urina, náuseas e vômitos intensos que não melhoram, dor no estômago ou na barriga intensos, visão turva ou embaçada, rouquidão, falta de ar, batimentos cardíacos acelerados, pele ou olhos amarelados, inchaço, diarreia aquosa ou com sangue.

Além disso, deve-se comunicar ao médico caso a pessoa apresente alterações de humor ou comportamento, depressão, ansiedade, falar ou pensar em se machucar ou pensamentos sobre suicídio.

A semaglutida também pode causar efeitos menos comuns, como inflamação no pâncreas (pancreatite), pedra na vesícula, alterações no gosto dos alimentos e paralisia do estômago (gastroparesia).

No caso das injeções, podem surgir efeitos colaterais no local da injeção, como dor, coceira, irritação, lesão e manchas roxas perto do local a semaglutida foi aplicada.

A semaglutida pode causar efeito rebote?

A semaglutida também pode causar efeito rebote, que é o ganho do peso perdido ou até mais após a interrupção do tratamento, principalmente quando se para de usar o remédio sem orientação médica.

Leia também: Efeito rebote: o que é, sintomas, causas (e o que fazer) tuasaude.com/efeito-rebote

Rosto de Ozempic

O rosto de Ozempic é um termo que vem sendo utilizado popularmente para indicar as alterações que a perda de peso rápida pode causar no rosto, como envelhecimento facial ou flacidez. 

No entanto, esse termo não é um termo médico, e não é utilizado na medicina, uma vez que qualquer procedimento que leve a uma perda de peso rápida, como cirurgia bariátrica, pode ter o mesmo efeito no rosto. Além disso, o rosto de Ozempic parece reforçar o estigma do tratamento da obesidade, sendo por isso desaconselhada a sua utilização.

Quem não pode usar

A semaglutida não deve ser usada por pessoas com alergia a qualquer um dos componentes da fórmula ou por pessoas com diabetes tipo 1 ou cetoacidose diabética.

Este medicamento também não deve ser usado por crianças e adolescentes menores de 18 anos, e por mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

Além disso, pessoas com problemas nos rins ou pâncreas, problemas no estômago, como hérnia de hiato ou refluxo gastroesofágico, ou pessoas que estejam usando outros medicamentos, devem informar sobre essas condições ao médico, antes de iniciar o uso de semaglutida.

Cuidados durante o tratamento

Alguns cuidados durante o tratamento com a semaglutida são importantes, como:

  • Não utilizar a semaglutida sem que tenha sido indicado pelo médico;
  • Tomar ou aplicar a semaglutida nos horários certos, conforme orientado pelo médico;
  • Não aumentar a dose da semaglutida por conta própria, mas somente após avaliação e indicação médica;
  • Informar ao médico todos os medicamentos que utiliza, incluindo vitaminas ou suplementos alimentares, pois a semaglutida pode interferir na absorção desses medicamentos;
  • Fazer a dieta e os exercícios físicos recomendados pelo médico;
  • Comer em pequenas quantidades e em intervalos mais curtos;
  • Beber pelo menos 2 L de água por dia, para manter o corpo hidratado, e evitar a desidratação no caso de diarreia ou vômitos;
  • Evitar alimentos muitos quentes, pois o vapor do alimento pode causar náusea e vômito;
  • Evitar consumir bebidas alcoólicas;
  • Informar ao médico imediatamente caso engravide durante o tratamento.

Além disso, deve-se fazer o acompanhamento médico regularmente e comunicar ao médico os efeitos colaterais da semaglutida, para que o tratamento seja reavaliado.