Semaglutida: o que é, para que serve e como usar

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
fevereiro 2022

A semaglutida, conhecida também como Ozempic ou Rybelsus, é um remédio indicado para aumentar os níveis de insulina, equilibrando os níveis de açúcar no sangue, o que ajuda a controlar a diabetes tipo 2 e evitar complicações da doença, como infarto ou derrame.

Além disso, a semaglutida também pode ser recomendada para ajudar no emagrecimento. Isto porque, esse remédio esse remédio promove a saciedade, diminuindo a fome ao longo do dia e facilitando a perda de peso.

A semaglutida é comercializada na forma de comprimido ou caneta injetável, podendo ser comprada em farmácias, com receita médica. No entanto, para se obter os resultados com o uso desse remédio, é importante também manter uma dieta balanceada e praticar exercício físico regularmente. 

Para que serve

Por promover o aumento dos níveis de insulina, que é o hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue, a semaglutida é indicada para ajudar no tratamento da diabetes tipo 2, evitando possíveis complicações da doença, como derrame, infarto e insuficiência renal.

Além disso, a semaglutida também pode ser indicada para promover a perda de peso em pessoas com diabetes tipo 2, pressão alta, dislipidemia ou doenças cardiovasculares.

Como a semaglutida ajuda a emagrecer

A semaglutida é um medicamento com efeito similar ao GLP-1, um tipo de hormônio que é produzido pelo intestino após as refeições e que envia sinais de saciedade para o cérebro, diminuindo a fome e promovendo o emagrecimento.

No entanto, esse remédio geralmente é indicado para o tratamento de perda de peso em pessoas que têm pelo menos uma dessas condições: diabetes tipo 2, pressão alta, dislipidemia ou doenças cardiovasculares.

Além disso, para emagrecer com o uso do medicamento, é fundamental praticar exercícios regularmente e manter uma dieta saudável e balanceada, priorizando o consumo de frutas e vegetais frescos, cereais integrais, proteínas magras, leguminosas e gorduras saudáveis. Saiba como fazer uma dieta balanceada para emagrecer.

Como tomar

A semaglutida pode ser usada na forma de comprimidos ou caneta injetável, como indicados a seguir:

1. Semaglutida comprimidos

A semaglutida em comprimidos, conhecida como Rybelsus, pode ser usada sozinha ou associada a outros medicamentos para o controle da diabetes.

Os comprimidos devem ser ingeridos inteiros, com 1 copo de água e 30 minutos antes de outros medicamentos e da primeira refeição do dia.

A dose inicial indicada é de 1 comprimido de 3 mg por dia, por 30 dias. Após o primeiro mês, a dose do medicamento pode ser aumentada pelo médico para 1 comprimido de 7 mg por dia. Caso seja necessário, após 30 dias, o médico poderá indicar a ingestão de 1 comprimido de 14 mg do remédio por dia.

2. Semaglutida caneta injetável

A semaglutida na forma de caneta injetável, conhecida como Ozempic, é uma injeção subcutânea que deve ser aplicada sob a pele da barriga, da coxa ou da parte superior do braço. As injeções devem ser aplicadas apenas 1 vez por semana, que deve ser no mesmo dia da semana e em qualquer horário do dia.

A dose inicial recomendada do Ozempic é de 0,25mg, 1 vez por semana. Após quatro semanas, a dose geralmente é aumentada pelo médico para 0,5 mg, 1 vez por semana. Caso a glicemia não esteja bem controlada, o médico poderá aumentar a dose do medicamento para 1 mg, 1 vez por semana.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns do uso da semaglutida são náusea, dor no estômago, vômito, diarreia, prisão de ventre, gases, perda do apetite, hipoglicemia e alterações na visão.

Além disso, a semaglutida também pode causar efeitos menos comuns, como inflamação no pâncreas, pedra na vesícula e alterações no gosto dos alimentos.

No caso das injeções, outras reações que podem acontecer são dor, coceira, irritação, lesão e manchas roxas perto do local da injeção.

Quem não pode usar

A semaglutida não deve ser usada por pessoas com alergia a qualquer um dos componentes da fórmula ou por pessoas com diabetes tipo 1 ou cetoacidose diabética.

Este medicamento também não deve ser usado por crianças e adolescentes menores de 18 anos, e por mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

Pessoas com problemas nos rins, pâncreas, estômago e que estejam usando outros medicamentos, devem informar sobre essas condições ao médico, antes de iniciar o uso de semaglutida.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em fevereiro de 2022. Revisão clínica por Flávia Costa - Farmacêutica, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY . Ozempic. 2017. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/overview/ozempic-epar-summary-public_pt.pdf>. Acesso em 21 jan 2022
  • WILDING, P, H, John et al. Once-Weekly Semaglutide in Adults with Overweight or Obesity. The New England Journal of Medicine. Vol.384. 11.ed; 989-1002, 2021
Mostrar bibliografia completa
  • MILES, E, Kaitlin; KERR, L, Jessica. Semaglutide for the Treatment of Type 2 Diabetes Mellitus. Journal of Pharmacy Technology. Vvol.34. 6.ed; 281–289, 2018
  • AMERICAN DIABETES ASSOCIATION. Oral Semaglutide Reduces Occurrence of Major Cardiac Events in People with Type 2 Diabetes With High Cardiovascular Risk. Disponível em: <https://www.diabetes.org/newsroom/press-releases/2019/oral-semaglutide-reduces>. Acesso em 21 jan 2022
  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY. Rybelsus. 2020. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/product-information/rybelsus-epar-product-information_pt.pdf>. Acesso em 21 jan 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.