Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Benefícios da Massagem na Gravidez

Os benefícios da massagem na gravidez incluem a diminuição da dor nas costas e nas pernas, o aumento da hidratação da pele, contribui na prevenção das estrias, melhora a auto-estima, diminui o estresse e a ansiedade e contribui até mesmo para o combate a depressão sendo por isso uma boa estratégia natural para melhorar a qualidade de vida da mulher nesta fase de tantas alterações físicas e emocionais.

No entanto, muitas massagens são contraindicadas durante a gestação porque podem aumentar a circulação sanguínea, estimular pontos reflexos, aumentar a pressão intra-abdominal ou provocar a contração uterina podendo ser prejudicial ao bebê. Assim, é mais indicado realizar somente uma massagem especial para grávidas realizada por um terapeuta especializado para aproveitar todos os seus benefícios de forma segura e eficaz.

Saiba reconhecer as contrações uterinas.

Benefícios da Massagem na Gravidez

Tipos de massagens para grávidas

Alguns bons exemplos de massagens que podem ser realizadas durante a gestação são:

  • Drenagem linfática manual;
  • Massagem relaxante;
  • Massagem terapêutica;
  • Massagem Ayurvédica;
  • Massagem nos pés ou reflexologia;
  • Whatsu, que é semelhante a Shiatsu, mas é feita na água.

Existe ainda uma outra massagem indicada para gestantes que é a massagem pélvica, que só deve ser realizada na fase final da gestação, pela própria mulher ou seu companheiro, diretamente na região íntima e períneo para preparar o corpo, aumentando a flexibilidade dos músculos pélvicos, estimulando o parto normal. Esta massagem deve ser orientada por um profissional especializado nesse método.

Benefícios da Massagem na Gravidez

Contraindicações da massagem na gravidez

Existem casos onde a gestante não pode ser massageada durante a gravidez, como é o caso de mulheres com:

  • Pressão alta descontrolada, porque a pressão sanguínea pode subir durante a massagem,
  • Trombose venosa profunda porque o trombo pode se deslocar e chegar ao coração ou pulmão e
  • Insuficiência renal porque o líquidos em excesso serão direcionados para os rins e se estes não forem eficientes na filtração, podem ser lesionados.

As massagens também não devem ser realizadas no primeiro trimestre de gestação porque nessa fase o risco da mulher perder o bebê é maior, sendo melhor não arriscar.

Cuidados essenciais durante a massagem para grávidas

A duração total da massagem não deve ultrapassar 40 minutos e esta pode ser realizada sempre que a mulher desejar, embora seja recomendado alguma frequência como pelo menos 1 ou 2 vezes por semana, para que os benefícios possam ser alcançados.

Não devem ser estimulados os seguintes pontos reflexos: Posição mediana entre o polegar e o dedo indicador, parte interna dos joelhos e também à volta dos tornozelos porque favorecem a contração uterina.

A massagem pode ser realizada com óleo de amêndoa doce, óleo de semente de uva ou um creme hidratante de preferência próprio para massagem porque desliza melhor na pele, sendo mais lentamente absorvido que um creme hidratante comum. É preciso cuidado com os óleos essenciais presente em alguns óleos e hidratantes porque eles são feitos de plantas medicinais e nem todas podem ser usadas na gravidez. Conheça algumas plantas contraindicadas na gestação que não podem ser ingeridas, mas que também podem ser prejudiciais se forem absorvidas pela pele.

Posição ideal para grávida receber massagem

O essencial é nunca pressionar a barriga e por isso quem tem uma maca especial para grávidas, que possui uma abertura no meio, tem mais vantagem quando é preciso tratar as costas, mas se esta maca não for acessível, pode-se recorrer a almofadas e apoios que podem ajudar a manter o conforto da mulher, garantindo seu relaxamento durante toda a massagem.

Para massagear o rosto, peitoral e barriga: Deitada de barriga para cima

A mulher deve ter as pernas apoiadas em cima de uma almofada em forma de triângulo que permite que as pernas fiquem fletidas, e os joelhos fiquem bem elevados, porque isso evita o aumento da pressão intra-abdominal e confere maior conforto e apoio para a coluna. No entanto, essa posição pode diminuir um pouco a quantidade de oxigênio que chega até o bebê e por isso a mulher não deve ficar nessa posição por muito tempo. 

A massagem na barriga deve ser muito suave e não deve durar mais do que 2 minutos porque pode favorecer a contração uterina.

Para massagear o pescoço, costas e pernas: Deitada de lado ou Sentada

É mais indicado que a mulher fique deitada sobre o lado esquerdo do corpo durante a massagem e as almofadas podem estar posicionadas embaixo da cabeça e entre as pernas, o corpo pode estar ligeiramente inclinado para frente. Algumas grávidas preferem não apoiar uma perna sobre a outra, mas deixar a perna que está mais em cima do corpo relaxada, mas apoiada com o joelho na maca, um pouco mais à frente do corpo. 

Se esta posição ainda não for muito confortável, poderá receber a massagem nas costas e no pescoço estando sentada com a cabeça e os braços apoiados numa outra cadeira, desde que consiga relaxar nessa posição.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...