Contrações de treinamento: o que são, para que servem e quando surgem

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
maio 2022

As contrações de treinamento são aquelas que surgem após o 2ª trimestre e que são mais fracas que as contrações verdadeiras do parto, que surgem mais para o final da gestação.

Estas contrações, também chamadas de Braxton Hicks ou "contrações falsas", normalmente causam alteração no formato da barriga e podem deixá-la mais dura. Também tendem a ser irregulares e causam apenas desconforto na região pélvica e nas costas.

As contrações de treinamento não causam dor, não dilatam o útero e também não possuem a força necessária para fazer com que o bebê nasça.

Para que servem as contrações de treinamento

Acredita-se que as contrações de Braxton Hicks acontecem para centralizar o colo do útero, de forma a que fique alinhado com o canal vaginal, facilitando a saída do bebê na hora do parto.

Além disso, também parecem ajudar no aumento do fluxo sanguíneo rico em oxigênio para a placenta. Estas contrações não causam a dilatação do colo do útero, ao contrário das contrações do parto e, por isso, não conseguem induzir o nascimento.

Quando surgem as contrações

As contrações de treinamento geralmente surgem por volta das 6 semanas de gravidez, mas só são identificadas pela gestante a partir das 16 semanas, que é a idade gestacional a partir da qual o útero já saiu da cavidade pélvica e se encontra no abdômen.

O que fazer durante as contrações

Durante as contrações de treinamento não é necessário que a grávida tenha qualquer cuidado especial, porém, se causarem muito desconforto, é recomendado que a gestante se deite confortavelmente com o apoio de um travesseiro nas costas e embaixo dos joelhos, permanecendo nesta posição por alguns minutos. 

Outras técnicas de relaxamento ainda podem ser usadas como a meditação, yôga ou aromaterapia, que ajudam a relaxar mente e corpo. Veja como praticar a aromaterapia

Contrações de treinamento ou verdadeiras?

As contrações verdadeiras, que iniciam o trabalho de parto normalmente surgem a partir das 37 semanas de gestação e são mais regulares, ritmadas e fortes do que as contrações de treinamento. Além disso, são sempre acompanhadas de dor moderada a forte, não diminuem com o repouso e aumentam de intensidade com o passar das horas. Veja melhor como identificar o trabalho de parto.

No quadro a seguir estão resumidas as principais diferenças entre as contrações de treinamento e as verdadeiras:

Contrações de treinamentoContrações verdadeiras
Causam desconforto mas não provocam dor.São acompanhadas de dor forte a moderada.
Irregulares e não acontecem mais que 2 vezes no período de 1 hora.Regulares, surgindo a cada 20 minutos e progredindo para 10 e depois 5 minutos.
Não são acompanhadas de mal-estar ou outros sintomasPodem ser acompanhadas de náuseas e vômitos.

Caso as contrações fiquem com intervalos regulares, aumentam de intensidade e causem dor moderada, é indicado ligar para a unidade onde o pré natal está sendo feito ou ir até a unidade indicada para o parto, principalmente se a mulher já tiver com mais de 34 semanas de gravidez.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em maio de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • Zugaib, Marcelo. Zugaib obstetrícia básica. Manole, 2014.
  • GYNECOL OBSTET INVEST .. Effects of Braxton-Hicks contractions on fetal heart rate variations in normal and growth-retarded fetuses. 1994. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/8001871/>. Acesso em 03 set 2020
Mostrar bibliografia completa
  • STATPEARLS. Braxton Hicks Contractions. 2020. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK470546/>. Acesso em 03 set 2020
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.