Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que você precisa saber sobre a cirurgia para aumentar os seios

A cirurgia plástica para colocar prótese de silicone pode ser indicada quando a mulher tem os seios muito pequenos, tem medo de não conseguir amamentar, notou alguma redução no seu tamanho ou perdeu muito peso. Mas também pode ser indicada quando a mulher apresenta mamas com tamanhos diferentes ou precisou retirar a mama ou parte da mama devido ao câncer.

Esta cirurgia pode ser feita a partir dos 15 anos com autorização dos pais, e é feita com anestesia geral, demorando cerca de 45 minutos, sendo necessário ficar internada no hospital por 2 dias. As complicações mais comuns são dor no peito, diminuição da sensibilidade e rejeição da prótese de silicone, que pode surgir em algumas mulheres.

Após decidir colocar silicone nos seios a mulher deve procurar um bom cirurgião plástico para realizar o procedimento com segurança, diminuindo assim os riscos da cirurgia. Veja outra opção de cirurgia que usa gordura corporal para aumentar os seios em Saiba tudo sobre a Técnica que aumenta seios e bumbum sem silicone

Como escolher a prótese de silicone

Os implantes de silicone devem ser escolhidos entre o cirurgião e a mulher, sendo que é importante decidir:

  • Forma da prótese: que pode ser em forma de gota, mais natural, ou em forma redonda, mais artificial, porém mais segura porque o formato de gota têm maior probabilidade de rodar no interior do seio, ficando torta.
  • Perfil da prótese: pode ter um perfil alto, baixo ou médio, sendo que quanto mais alto for o perfil mais empinada fica a mama e mais artificial;
  • Tamanho da prótese: varia de acordo com o a altura e estrutura física da mulher, sendo comum usar próteses com 200 a 300 ml. No entanto, próteses com mais de 300 ml só devem ser colocadas em mulheres altas ou com quadril largo.
O que você precisa saber sobre a cirurgia para aumentar os seios
  • Local de colocação da prótese: o silicone, pode ser colocado por cima ou por baixo do músculo peitoral. É mais indicado colocar por baixo do músculo quando se tem pele e gordura suficiente para que tenha uma aparência natural, enquanto que é recomendado colocar por cima do músculo quando não tem praticamente nenhuma mama ou é muito magra.

Além disso, a prótese pode ser de silicone ou de soro fisiológico e pode ter uma textura lisa ou rugosa, sendo que é recomendado usar silicone coesivo e com textura, que significa que no caso de romper este não se desintegra e diminui o risco de infeção, existindo menores chances de desenvolver rejeição e infecção.

Como é feita a mamoplastia de aumento

Na mamoplastia de aumento ou cirurgia plástica com prótese de silicone é feito um pequeno corte nos dois seios em torno da aréola, na parte inferior da mama ou mesmo na axila por onde é introduzido o silicone que faz aumentar o volume do peito.

Após o corte o médico dá pontos e coloca 2 drenos para onde saem os líquidos que ficam acumulados no organismo para evitar complicações, como hematoma ou seroma.

Como se preparar para cirurgia

Antes de realizar a cirurgia para colocação de silicone é recomendado:

  • Fazer exames de sangue no laboratório para confirmar se é seguro realizar a cirurgia;
  • Tomar antibiótico profilático, como Amoxicilina no dia anterior à cirurgia e ajustar as doses dos medicamentos atuais segundo indicação do médico;
  • Parar de fumar pelo menos 15 dias antes da cirurgia;
  • Evitar tomar alguns remédios como aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais nos 15 dias anteriores, pois podem aumentar o sangramento, segundo indicação do médico.
EletrocardiogramaEletrocardiograma
Exame de sangueExame de sangue

No dia da cirurgia deve permanecer em jejum por cerca de 8 horas e durante o internamento, o cirurgião poderá riscar com uma caneta os seios para delinear os locais de corte da cirurgia, além de decidir o tamanho das próteses de silicone.

Como é a recuperação da cirurgia

O tempo de recuperação total da mamoplastia de aumento é de cerca de 1 mês e a dor e o desconforto vai diminuindo lentamente, sendo que 3 semanas depois da cirurgia normalmente já se consegue trabalhar, passear e treinar sem fazer exercícios com os braços.

Durante o pós-operatório é normal ficar com 2 drenos por cerca de 2 dias, que são recipientes para onde sai o excesso de sangue acumulado no peito para evitar complicações e, para aliviar a dor são administrados analgésicos e antibiótico.

Além disso, é necessário manter alguns cuidados, como:

  • Dormir sempre de barriga para cima durante o primeiro mês, evitando dormir de lado ou de barriga para baixo;
  • Usar uma bandagem elástica ou sutiã elástico e confortável para suportar a prótese durante pelo menos 3 semanas, não tirando nem mesmo para dormir;
  • Evitar fazer muitos movimentos com os braços, como dirigir ou fazer exercício intenso, durante 20 dias;
  • Só tomar banho completo normalmente após 1 semana ou quando o médico indicar e não molhar nem trocar os curativos em casa;
  • Retirar pontos e curativos entre 3 dias a uma semana na clínica médica.

Os primeiros resultados da cirurgia são notados logo após a cirurgia, o entanto, o resultado definitivo deve ser visto dentro de 4 a 8 semanas, com cicatrizes invisíveis. Saiba como pode acelerar a recuperação da mamoplastia e quais os cuidados que deve ter para evitar complicações.

Como fica a cicatriz

As cicatrizes variam com os locais onde foram feitos os cortes na pele, sendo frequente ter pequenas cicatrizes na axila, na parte inferior da mama ou na aréola, porém normalmente, estas são muito discretas.

O que você precisa saber sobre a cirurgia para aumentar os seios

Principais complicações

As principais complicações da mamoplastia de aumento são dor no peito, mama dura, sensação de peso que provoca costas curvadas e diminuição da sensibilidade na mama.

Também pode surgir hematoma, que causa inchaço e vermelhidão da mama e, em casos mais graves pode ocorrer endurecimento ao redor da prótese e rejeição ou ruptura da prótese, o que leva à necessidade de remover o silicone para evitar infecções graves. Antes de realizar a cirurgia saiba quais são os seus principais riscos da cirurgia plástica.

Dúvidas frequentes sobre a mamoplastia de aumento

Algumas dúvidas mais frequentes são:

Posso colocar silicone antes de engravidar?

A mamoplastia pode ser feita antes de engravidar, porém é comum a mama ficar menor e caída depois da amamentação, podendo ser necessário fazer uma nova cirurgia para reparar este problema e por isso, muitas vezes as mulheres optam por colocar silicone depois da amamentação.

Preciso trocar o silicone após 10 anos?

Na maioria dos casos as próteses mamárias de silicone não precisam de ser trocadas, no entanto é fundamental ir no médico e fazer exames como ressonância magnética pelo menos de 4 em 4 anos para verificar se as próteses não têm alterações.

No entanto, em alguns casos as próteses podem precisar de ser trocadas, ocorrendo principalmente 10 a 20 anos depois da sua colocação.

Silicone causa câncer?

Os estudos realizados em todo o mundo referem que o uso de silicone não aumenta as chances de desenvolver câncer de mama. No entanto, deve-se informar o médico que possui prótese de silicone quando for realizar uma mamografia.

Na maioria dos casos, realizar mamoplastia de aumento e cirurgia para levantar as mamas traz melhores resultados, principalmente quando a mulher tem a mama caída. Veja como a mastopexia é feita e conheça os seus excelentes resultados.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...