Dor no bico da mama: 9 principais causas (e o que fazer)

novembro 2022

A dor no mamilo pode ser causada pela fricção frequente do mamilo com a roupa, alergia ou alterações hormonais, não sendo considerada grave. No entanto, a dor no mamilo pode ser também causada por infecção, doença de Paget, eczema, traumatismo, gravidez ou ser consequência da amamentação.

Normalmente, a dor do mamilo desaparece em 2 a 3 dias após o surgimento, não sendo necessário nenhum tipo de tratamento específico.

No entanto, se a dor no mamilo durar mais tempo, se for muito intensa ou se for acompanhada de outros sintomas, é recomendado consultar um mastologista ou ginecologista para avaliar a região, identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado.

Principais causas

As principais causas de dor no bico da mama são:

1. Fricção na roupa

Esta é a causa mais comum de dor ou coceira no mamilo que normalmente surge ao fazer exercício físico como correr ou saltar, já que os movimentos rápidos podem levar a camisa a roçar repetidamente no mamilo, irritando a pele e causando sensação dolorosa ou de coceira. Em alguns casos, pode até provocar o surgimento de uma pequena ferida.

No entanto, este problema também pode acontecer em mulheres que utilizam sutiãs mal ajustados ou pessoas que usam roupas de material sintético, por exemplo.

O que fazer: é recomendado evitar utilizar o material que causou a irritação, no caso do exercício, colocar um pedaço de adesivo no mamilo para evitar que fique roçando na roupa. Se existir uma ferida, deve-se lavar o local e fazer o tratamento adequado, que pode ser feito com uma pomada cicatrizante.

2. Alergia

Os mamilos são uma das regiões mais sensíveis do corpo e, por isso, podem facilmente responder a pequenas alterações, seja na temperatura ambiente, no tipo de sabonete utilizado no banho ou até ao tipo de roupa que se utiliza. Nestes casos, é mais comum sentir coceira, mas também pode surgir vermelhidão, pele descascando e, até, um pequeno inchaço.

O que fazer: para avaliar se é uma alergia, deve-se lavar a região com água morna e sabão de pH neutro e evitar usar a roupa que se estava utilizando. Caso os sintomas se mantenham, pode ser sinal de outro problema e, por isso, é importante consultar o dermatologista. Confira como identificar uma alergia na pele.

3. Eczema

Nos casos de eczema, a coceira no mamilo geralmente é muito intensa e persistente, podendo ainda ser acompanhada pelo surgimento de pequenas bolinhas na pele, vermelhidão e pele seca. O eczema pode aparecer em qualquer idade e não existe uma causa específica, podendo acontecer por contato prolongado com a água, pele muito seca ou estresse, por exemplo.

O que fazer: geralmente são utilizadas pomadas corticoides para aliviar os sintomas, como hidrocortisona, que devem ser receitadas pelo dermatologista. Porém, aplicar compressas de camomila também pode ajudar a acalmar a pele irritada. Veja como fazer este e outros remédios caseiros.

4. Alterações hormonais

As alterações hormonais qu e podem surgir durante a menstruação ou ovulação, são motivos mais frequente para o surgimento de dor intensa no mamilo, especialmente quando se toca no local. Isso acontece porque os hormônios podem provocar um ligeiro inchaço das glândulas mamárias tornando-as mais sensíveis.

Embora este tipo de alterações seja mais comum nas mulheres, devido ao ciclo menstrual, também pode acontecer em homens, especialmente durante a adolescência, quando acontecem muitas alterações na produção de hormônios.

O que fazer: deve-se evitar tocar no local e também se pode aplicar compressas geladas para diminuir o inchaço, no entanto, a dor desaparece sozinha após alguns dias, quando os níveis hormonais estão equilibrados. Caso isso não aconteça após 1 semana e com associação com outros sintomas, deve-se consultar o dermatologista ou um pediatra, no caso dos adolescentes.

5. Infecção

Algumas infecções, como candidíase mamária ou foliculite, por exemplo, podem causar dor nos mamilos, além de outros sintomas como coceira, sensação de calor na região, vermelhidão, inflamação ou até saída de pus.

Além disso, algumas situações também podem aumentar o risco de infecções no mamilo, como colocação de piercing no mamilo, pele muito seca ou amamentação, pois podem causar pequenas feridas ou rachaduras no mamilo, o que facilita a entrada de microorganismos.

O que fazer: normalmente é preciso passar uma pomada antibacteriana ou antifúngica receitada pelo médico, de acordo com o microorganismo que está causando a infecção. No entanto, enquanto se espera pela consulta é importante manter a região limpa e seca, sendo uma boa opção manter os mamilos ao ar durante o máximo de tempo.

6. Gravidez

A gravidez é um período da vida da mulher no qual o corpo sofre diferentes alterações, sendo que uma dessas alterações é o crescimento das mamas. Quando isso acontece, a pele precisa esticar e, por isso, algumas mulheres podem sentir uma ligeira coceira na região do mamilo.

O que fazer: a melhor forma de preparar a pele para as alterações da gestação, e evitar estrias, é hidratar bem a pele. Para isso é recomendado utilizar um creme para pele muito seca.

7. Amamentação

A má pega do bebê para sugar o leite durante a amamentação, principalmente no início, pode causar coceira e dor nos mamilos, devido a possibilidade de surgimento de feridas, rachaduras ou até sangramentos, sendo essa situação bastante normal que pode ser corrigida com orientação do pediatra ou enfermeiro.

Além disso, o uso da bomba para tirar o leite ou funil extrator de leite de tamanho inadequado também pode causar dor nos mamilos.

O que fazer: passar algumas gotinhas do leite no mamilo, depois de amamentar, e deixar secar naturalmente, sem cobrir com a roupa. Depois, pode-se passar uma pomada protetora, lavando o mamilo antes de colocar o bebê para mamar. Veja mais dicas do que pode fazer.

Caso a dor seja causada pela extração do leite materno, é importante certificar-se de que o copo ou funil tenham o tamanho adequado, sendo importante ter orientação antes de comprá-los.

8. Traumatismos

Alguns traumas, ou traumatismos no mamilo, durante o contato íntimo ou colocação de piercing no mamilo, podem causar dor, inchaço, vermelhidão ou irritação, sendo que no caso do piercing dura nos primeiros dias após a colocação.

O que fazer: caso a dor nos mamilos tenha surgido por brincadeiras fortes durante o contato íntimo, a dor passa após alguns dias sem necessidade de nenhum tratamento específico. Porém, se a dor for causada pela colocação de piercing, é importante manter alguns cuidados para evitar infecções no local, como manter a região sempre limpa e seca. Veja os principais cuidados para evitar inflamação no piercing.

9. Doença de Paget

A doença de Paget pode afetar os mamilos e, quando isso acontece, o principal sintoma é o surgimento de dor e coceira constante no mamilo. Esta doença é um tipo de câncer da pele do mamilo e pode ser uma metástase de um câncer de mama, por isso, deve ser observado por um mastologista o mais rápido possível.

Outros sintomas que podem indicar a doença de Paget incluem alterações na forma do mamilo, pele áspera ou liberação de líquido.

O que fazer: se existir suspeita de algum tipo de câncer no mamilo ou mama é aconselhado ir imediatamente no mastologista e iniciar o tratamento adequado, que normalmente é feito com cirurgia e associar com quimioterapia ou radioterapia, dependendo do caso.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em outubro de 2019.

Bibliografia

  • CLEVELAND CLINIC. Sore Nipples. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/symptoms/23164-sore-nipples#:~:text=In%20most%20cases%2C%20sore%20nipples,lumps%20as%20soon%20as%20possible.>. Acesso em 23 ago 2022
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.