Hidrolipo: o que é, como é feita, recuperação e riscos

A hidrolipo é uma cirurgia plástica indicada para retirar a gordura localizada de várias partes do corpo, como abdômen, quadris, flancos, nádegas, joelhos ou parte interna ou externa das coxas, por exemplo, e remodelar o contorno corporal, pois remove a gordura entre a pele e o músculo, aplicando soro fisiológico na região para amolecer a gordura e em seguida fazer sua sucção.

A hidrolipo, também chamada de lipoaspiração tumescente ou lipoaspiração local, é feita sob anestesia local, ou seja, a pessoa fica acordada durante todo o procedimento, podendo informar à equipe médica qualquer desconforto que possa estar sentindo.

Essa cirurgia plástica é feita pelo cirurgião plástico, em clínicas especializadas ou hospitais, e como é feita sob anestesia local a recuperação é mais rápida e há menor riscos de complicações do que a lipoaspiração comum. Veja como é feita a lipoaspiração.

Imagem ilustrativa número 1

Quando é indicada

A hidrolipo é indicada para remodelar o contorno corporal, retirando gordura localizada entre a pele e o músculo em diversas partes do corpo.

Geralmente, a hidrolipo é indicada para eliminar pequenas quantidades de gordura localizada em pessoas que estejam próximo do seu peso ideal, mas que não conseguem eliminar a gordura com dieta e exercícios físicos, não sendo recomendada para pessoas que desejam perder muito peso ou sofram de obesidade.

Em que locais pode ser feita?

Os locais do corpo mais indicados para fazer a hidrolipo são:

  • Abdômen;
  • Quadris;
  • Coxas;
  • Nádegas;
  • Rosto;
  • Pescoço;
  • Papada;
  • Mamas;
  • Braços;
  • Joelhos;
  • Panturrilhas;
  • Tornozelos.

Além disso, a hidrolipo também pode ser feita nos flancos, que é aquela gordura que fica na lateral da barriga e nas costas.

Qual médico faz a hidrolipo?

O médico que faz a hidrolipo é o cirurgião plástico, que é especializado em procedimentos de reparação e estéticos corporais, podendo indicar o melhor tipo de tratamento de forma individualizada e de acordo com os objetivos da pessoa.

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Cirurgiões Plástico e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Como se preparar

Para se preparar para a hidrolipo, devem ser tomados alguns cuidados, como:

  • Informar ao médico se apresenta alergia à anestésicos, iodo, látex ou qualquer outro tipo de de medicamento;
  • Informar ao médico sobre o uso de remédios anticoagulantes, como varfarina, heparina, rivaroxabana, ácido acetilsalicílico ou clopidogrel, pois o médico pode orientar suspender esses medicamentos alguns dias antes da cirurgia;
  • Levar uma lista com todos os medicamentos, vitaminas e suplementos nutricionais que toma com frequência;
  • Parar de fumar, no casos de pessoas que têm o hábito de fumar, pelo menos 2 semanas antes da hidrolipo para não interferir na cicatrização;
  • Tomar os remédios de uso habitual normalmente, com pouca água, conforme orientação médica;
  • Evitar tomar remédios que não foram orientados pelo médico, inclusive remédios caseiros e chás;
  • Fazer jejum absoluto de pelo menos 8 horas antes da cirurgia, conforme orientado pelo médico;
  • Levar um acompanhante no dia da cirurgia, pois deve-se evitar dirigir após o procedimento.

Além disso, no dia da cirurgia, é importante levar uma roupa confortável e larga, e com botões na frente, que são mais fáceis de tirar, para usar após a cirurgia.

Como é feita

A hidrolipo é feita pelo cirurgião plástico em clínicas de cirurgia estética ou hospital, sob anestesia local. A pessoa deverá permanecer acordada durante todo o procedimento mas não poderá ver o que os médicos estão fazendo, semelhante ao que acontece numa cesariana, por exemplo.

Para fazer o procedimento, o cirurgião plástico deve seguir alguns passos, que incluem:

  1. Limpar da pele como soluções antissépticas, como clorexidina ou PVPI tópico;
  2. Aplicar da anestesia local com adrenalina, na região em que será feita a hidrolipo, para diminuir a sensibilidade no local e prevenir a perda de sangue;
  3. Fazer um pequeno corte no local para que possa ser introduzido um microtubo ligado a um vácuo;
  4. Aplicar de soro fisiológico no local para amolecer a gordura localizada;
  5. Realizar movimentos de vaivém com o microtubo, para fazer com que a gordura seja sugada e seja colocada em um sistema de armazenamento.

Ao finalizar a aspiração de toda a gordura desejada, o médico faz o curativo, indica a colocação da cinta ou uma vestimenta de compressão elástica, para ajudar na contração da pele e na sua cicatrização.

O tempo médio de duração da hidrolipo varia entre 2 e 3 horas, e após o procedimento a pessoa é levada para uma sala onde fica em observação, sendo liberada para casa no mesmo dia.

Como é a recuperação

No pós-operatório recomenda-se que a pessoa descanse e não faça esforços, e dependendo da recuperação e da área aspirada, a pessoa pode voltar às suas atividades normais dentro de 3 a 20 dias.

A alimentação deve ser leve e os alimentos ricos em água e os cicatrizantes são mais indicados, como ovos e peixes ricos em ômega 3. A pessoa deve sair do hospital enfaixada e com cinta e esta só deve ser retirada para o banho, devendo ser colocada novamente a seguir.

A drenagem linfática manual pode ser realizada antes da cirurgia e depois da lipo sendo muito útil para retirar o excesso de líquidos que se formam depois da cirurgia e diminuir o risco de fibrose, que são pequenas áreas endurecidas na pele, conferindo um resultado mais rápido e bonito. O ideal é realizar, pelo menos, 1 sessão antes da cirurgia e depois da lipo, deve-se realizar a drenagem diariamente durante 3 semanas. Após esse período a drenagem deve ser realizada em dias intercalados por mais 3 semanas. Veja como é feita a drenagem linfática.

Após as 6 semanas da lipoaspiração já não há necessidade de continuar com a drenagem linfática manual e a pessoa pode retirar a cinta, voltando a atividade física também.

Possíveis riscos

O risco de complicações da hidrolipo são mínimas quando realizada por cirurgiões plásticos devidamente treinados, já que é apenas aplicada anestesia local e a substância que está presente na injeção evita sangramentos e reduz a formação de hematomas.

No entanto, podem surgir algumas complicações como dor local durante o procedimento ou após a cirurgia ou pequenos sangramentos no local.

Além disso, existe o risco da formação de seromas, que são líquidos acumulados próximos ao local da cicatriz, que podem ser reabsorvidos pelo organismo ou terão que ser retirados pelo médico com ajuda de uma seringa, dias após a cirurgia. Saiba os fatores que favorecem a formação do seroma e como evitar.

Quem não deve fazer

A hidrolipo não deve ser feita por mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas com infecções ativas na pele na região em que será feita a cirurgia, diabéticos, pessoas com doenças renais, distúrbios de coagulação graves, doença cardiovascular grave, incluindo o uso de marcapasso.

Qual a diferença entre hidrolipo, mini lipo e lipo light?

Apesar de terem nomes diferentes, tanto a hidrolipo, como a mini lipo, lipo light e lipoaspiração tumescente se referem ao mesmo procedimento estético. Mas a principal diferença entre a lipoaspiração tradicional e a hidrolipo é o tipo de anestesia que se usa.

Enquanto que a lipo tradicional é feita num centro cirúrgico com anestesia geral, a hidrolipo é realizada com anestesia local, no entanto são necessárias grandes doses da substância para se tenha o efeito anestésico.