Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hipermetropia

A hipermetropia é a dificuldade em enxergar objetos de perto e acontece quando o olho é mais curto que o normal ou quando a córnea (parte da frente do olho) não tem capacidade suficiente, fazendo com que a imagem, do objeto, se forme depois da retina.

Geralmente, a hipermetropia surge desde o nascimento, mas pode passar despercebida na infância, provocando dificuldades de aprendizagem. Assim, é importante fazer um exame de visão antes de a criança entrar para a escola.

A hipermetropia tem cura quando há indicação cirúrgica, porém o tratamento mais comum e efetivo são os óculos e as lentes de contato para resolver o problema.

Visão normalVisão normal
Visão com hipermetropiaVisão com hipermetropia
Formação da imagem na hipermetropiaFormação da imagem na hipermetropia

Como mostram as imagens, o olho de um hipermetrope, geralmente, é mais curto do que o normal e os objetos são focados depois da retina, causando dificuldade em enxergar de perto e muitas vezes de longe também..

Sintomas de hipermetropia

Os sintomas da hipermetropia incluem:

  • Visão embaçada para objetos próximos e distantes;
  • Cansaço e dor nos olhos;
  • Dores de cabeça, após ler;
  • Dificuldade de concentração.

Na criança a hipermetropia pode estar associada com estrabismo, devendo ser acompanhada de perto pelo oftalmologista para evitar baixa visão, atraso na aprendizagem e má formação da função visual a nível cerebral.

Como tratar a hipermetropia

O tratamento para hipermetropia, normalmente, é feito com o uso de óculos, ou lentes de contato, para recolocar a imagem corretamente sobre a retina.

Porém, outra solução é a cirurgia para hipermetropia, que pode ser afeita após os 21 anos, e que utiliza um laser para modificar a córnea o que irá fazer com que a imagem agora se concentre na retina.

O que causa hipermetropia

As causas da hipermetropia podem incluir:

  • Má formação do olho;
  • Problemas na córnea;
  • Problemas no cristalino do olho.

Estes fatores levam a alterações refratárias do olho, provocando dificuldade para ver de perto e/ou de longe.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...