Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hipermetropia: o que é e principais sintomas

A hipermetropia é a dificuldade em enxergar objetos de perto e acontece quando o olho é mais curto que o normal ou quando a córnea (parte da frente do olho) não tem capacidade suficiente, fazendo com que a imagem se forme após a retina.

Geralmente a hipermetropia está presente desde o nascimento, já que a hereditariedade é a principal causa dessa condição, no entanto, a dificuldade pode aparecer em diferentes graus, o que pode fazer com que passe despercebida na infância, o que pode resultar em dificuldades de aprendizagem. Por isso, é importante que a criança seja submetida a exames de visão antes de entrar para a escola. Saiba como é feito o exame oftalmológico.

A hipermetropia normalmente é tratada por meio do uso de óculos ou lentes, no entanto, dependendo do grau, pode ser indicado pelo oftalmologista a realização de cirurgia laser para correção da córnea, conhecida como cirurgia Lasik. Veja quais são as indicações e como é a recuperação da cirurgia Lasik.

Visão normal
Visão normal
Visão com hipermetropia
Visão com hipermetropia

Sintomas de hipermetropia

O olho de uma pessoa com hipermetropia é mais curto do que o normal, sendo a imagem focada depois da retina, o que gera dificuldade para enxergar de perto e, em alguns casos, de longe também.

Os principais sintomas da hipermetropia são:

  • Visão embaçada para objetos próximos, principalmente, e distantes;
  • Cansaço e dor nos olhos;
  • Dores de cabeça, principalmente após ler;
  • Dificuldade de concentração;
  • Sensação de peso ao redor dos olhos;
  • Lacrimejamento ou vermelhidão dos olhos.

Na criança a hipermetropia pode estar associada com estrabismo, devendo ser acompanhada de perto pelo oftalmologista para evitar baixa visão, atraso na aprendizagem e má formação da função visual a nível cerebral. Veja como identificar os problemas de visão mais comuns.

Como é feito o tratamento

O tratamento para hipermetropia é feito normalmente com o uso de óculos ou lentes de contato para recolocar a imagem corretamente sobre a retina.

No entanto, dependendo da dificuldade apresentada pela pessoa em enxergar, o médico pode recomendar a realização de cirurgia para hipermetropia, que pode ser afeita após os 21 anos, e que utiliza um laser para modificar a córnea o que irá fazer com que a imagem agora se concentre na retina.

O que causa hipermetropia

A hipermetropia é normalmente hereditária, ou seja, passada dos pais para os filhos, no entanto, essa condição pode ser manifestada devido à:

  • Má formação do olho;
  • Problemas na córnea;
  • Problemas no cristalino do olho.

Estes fatores levam a alterações refratárias do olho, provocando dificuldade para ver de perto, no caso da hipermetropia, ou de longe, no caso da miopia. Conheça a diferença entre miopia e hipermetropia.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...