Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Glomerulonefrite: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão clínica: Dr. Bruno Zawadzki
Nefrologista
dezembro 2022

A glomerulonefrite é a inflamação do glomérulo, que é a estrutura dos rins responsável por filtrar o sangue, removendo toxinas e substâncias que estão em excesso no corpo através da urina. Essa inflamação pode ser causada por infecção por bactérias, vírus, fungos ou ser consequência da diabetes, doenças autoimunes, hipertensão, uso de drogas ou medicamentos, por exemplo.

À medida que acontece a inflamação do glomérulo, é possível notar o aparecimento de sintomas como inchaço do rosto, urina mais escura, diminuição da quantidade de urina, fraqueza, perda do apetite e aumento da pressão arterial.

A glomerulonefrite, também chamada de nefrite, deve ser investigada e confirmada pelo nefrologista. Na confirmação do diagnóstico, o médico deve indicar o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de medicamentos, mudança de hábitos alimentares e, nos casos mais graves, diálise ou transplante renal.

Imagem ilustrativa número 1

Principais sintomas

Os principais sintomas de glomerulonefrite são:

  • Inchaço do rosto e/ ou das pernas;
  • Diminuição da quantidade de urina;
  • Urina mais escura e com espuma devido à presença de proteínas e sangue, em alguns casos;
  • Fraqueza;
  • Cansaço excessivo;
  • Aumento progressivo da pressão arterial;
  • Sonolência;
  • Mal-estar geral;
  • Perda do apetite;
  • Náuseas.

Normalmente, quando a glomerulonefrite é aguda, ou seja, desenvolve-se rapidamente, alguns sinais ou sintomas já podem estar presentes, no entanto à medida que acontece maior inflamação dos glomérulos, podem ser notados os sintomas de forma mais evidente, que deve ser avaliados pelo médico para que o tratamento seja iniciado logo em seguida.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da glomerulonefrite deve ser feito pelo nefrologista inicialmente a partir dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa.

Além disso, para confirmar o diagnóstico e identificar a causa da glomerulonefrite, o médico pode indicar a realização de exame de urina e exame de sangue, exames de imagem, como ultrassonografia e/ ou tomografia computadorizada, ecocardiograma e biópsia do rim.

Tipos de glomerulonefrite

A glomerulonefrite pode ser classificada em alguns tipos de acordo com o tempo que a doença se desenvolve em:

  • Glomerulonefrite aguda, quando a doença se desenvolve rapidamente, acontecendo normalmente devido a infecção por vírus ou bactérias, alterações autoimunes ou medicamentos;
  • Glomerulonefrite crônica, quando a doença evolui lentamente ao longo do tempo, sendo normalmente devido a doenças crônicas, como diabetes e hipertensão arterial.

Além disso, de acordo com a causa, a glomerulonefrite pode ser classificada em:

  • Glomerulonefrite primária, quando é causada por alterações que acontecem diretamente nos rins;
  • Glomerulonefrite secundária, que acontece como consequência de doenças que afetam outras partes do corpo.

É importante que o tipo de glomerulonefrite seja identificado pelo nefrologista para que o tratamento mais adequado seja identificado e, assim, seja possível promover a qualidade de vida e prevenir complicações, como a insuficiência renal aguda e a doença renal crônica.

Possíveis causas

A glomerulonefrite pode ser causada por diversas situações, sendo as principais:

  • Doenças crônicas, como diabetes e hipertensão;
  • Infecção por bactérias, como os estreptococos e estafilococos, que normalmente causam infecção na garganta e na pele;
  • Infecção por parasita, como o Plasmodium sp., responsável pela malária;
  • Infecção por vírus, como HIV, vírus da hepatite B e C e SARS-CoV-2 (COVID-19), por exemplo;
  • Doenças autoimunes, como lúpus eritematoso sistêmico;
  • Uso excessivo de medicamentos, como analgésicos, anti-inflamatórios e diuréticos, por exemplo.

A identificação da causa da glomerulonefrite é fundamental para que o melhor tratamento seja recomendado pelo médico, ajudando a prevenir complicações.

Como é feito o tratamento

O tratamento da glomerulonefrite pode variar de acordo com o tipo, causa e gravidade da inflamação dos glomérulos. Em alguns casos, o médico pode apenas recomendar o acompanhamento regular da pessoa, além de mudança de hábitos alimentares, como diminuição do consumo de alimentos ricos em proteínas, sódio e potássio.

Pode ser também indicado o uso de medicamentos de acordo com a causa, como medicamentos para regular a pressão arterial, diuréticos e/ ou corticoesteroides e imunossupressores. Nos casos mais graves, pode ser indicada a realização de diálise ou transplante de rins.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em dezembro de 2022. Revisão clínica por Dr. Bruno Zawadzki - Nefrologista, em dezembro de 2022.

Bibliografia

  • ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE INSUFICIÊNCIAS RENAIS. Nefrite ou Glomerulonefrite. 2017. Disponível em: <https://www.apir.org.pt/wp-content/uploads/2017/04/Nefrite.pdf>. Acesso em 16 dez 2022
  • JOHN HOPKINS. Glomerulonephritis. Disponível em: <https://www.hopkinsmedicine.org/health/conditions-and-diseases/glomerulonephritis>. Acesso em 16 dez 2022
Mostrar bibliografia completa
  • NATIONAL KIDNEY FOUNDATION. What is Glomerulonephritis?. Disponível em: <https://www.kidney.org/atoz/content/glomerul>. Acesso em 16 dez 2022
  • KAZI, AM.; HASHMI, MF. Glomerulonephritis. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK560644/>. Acesso em 16 dez 2022
Revisão clínica:
Dr. Bruno Zawadzki
Nefrologista
Médico formado pela Universidade Estácio de Sá, com CRM-RJ 52-83514-5. Especialista em Nefrologia pela UFRJ e membro associado da SBN e da ERA-EDTA.