Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Entenda o que é e como funciona a Hemodiálise

A hemodiálise é um tratamento realizado em casos graves de insuficiência renal pois é um procedimento médico feito para filtrar o sangue, eliminando as toxinas do sangue, como ureia e o excesso de água do organismo.

Este tratamento, indicado pelo nefrologista, é seguro e é feito para substituir o funcionamento do rim principalmente em casos de insuficiência renal avançada, que é quando o rim funciona apenas 10%.

Além disso, a hemodialise pode ser realizada no hospital, em centros de hemodiálise e em alguns casos em casa, e número de vezes que deve ser feita a hemodialise depende da gravidade da insuficiência renal, mas em geral para que seja possível eliminar todas as toxinas do organismo, a frequência varia de 2 a 4 sessões por semana e cada sessão tem em média a duração de 4 horas.

Para que serve a hemodiálise

A hemodiálise é feita para substituir a função dos rins que é filtrar o sangue, separando as substâncias toxicas como ureia, sódio e potássio, eliminando o excesso de água do organismo e mantendo o equilíbrio do corpo, reduzindo assim sintomas como fraqueza, falta de ar, inchaço e palidez que causam mal-estar.

Este procedimento tem de ser realizado para evitar complicações graves como problemas cardíacos, evitando a morte precoce.

Como funciona a hemodiálise

A hemodiálise é realizada no hospital por enfermeiros e técnicos, sendo necessário equipamentos específicos como um dialisador, também conhecido por “rim artificial” para filtra o sangue, possuindo um filtro com pequenos canudinhos.

Filtragem do sangueFiltragem do sangue
Máquina de hemodiáliseMáquina de hemodiálise

Assim, para fazer hemodiálise é necessário:

  1. Fazer uma pequena cirurgia no braço: o médico coloca uma agulha para unir uma artéria e uma veia, fazendo uma fistula para aumentar a pressão do sangue e o diâmetro dos vasos.
  2. Colocar agulha na veia: é injetado um agulha grossa na veia para iniciar a hemodiálise;
  3. Filtrar o sangue com toxinas: o sangue sai do corpo por por um tubinho e vai até à maquina que filtra o sangue, eliminando as toxinas como ureia, potássio ou creatinina;
  4. Voltar o sangue filtrado ao corpo: o sangue filtrado e limpo volta ao corpo através de uma artéria.

Quando é urgente realizar hemodiálise e a cirurgia para colocar a fistula ainda não foi agendada no hospital, coloca-se um cateter em uma veia grande no pescoço, tórax ou virilha, que depois é retirada.

Hemodiálise é feita por toda vida?

Este tratamento no caso de insuficiência renal crônica tem de ser mantido para o resto da vida, exceto em casos de substituição renal por transplante. No entanto, existem alguns casos, como na insuficiência renal aguda por consumo elevado de remédios por exemplo, em que os rins deixam de funcionar apenas por alguns dias, voltando a funcionar.

Complicações da hemodiálise

Este tratamento pode provocar alguns efeitos colaterais como:

  • Dores de cabeça;
  • Cãibras nas pernas;
  • Pressão baixa, causando fraqueza, tonturas e enjoos, que costuma passam no dia seguinte ao tratamento;
  • Lesões no braço que contem a fístula, como hematomas e cicatrizes;
CicatrizesCicatrizes
Dor de cabeçaDor de cabeça

Além disso, em casos mais graves pode ocorrer arritmias, AVC ou reações alérgicas de gravidade variável. Estes sintomas podem ocorrer quando há uma diferença muito rápida no volume de sangue e no equilíbrio químico do organismo e, por isso, na maioria dos casos os pacientes demoram alguns meses a adaptar-se ao tratamento.

Como evitar os efeitos colaterais da hemodiálise

Para evitar as consequências da diálise deve-se seguir a dieta indicada pelo nutricionista, consumindo as quantidades recomendadas sal e potássio, e controlando a quantidade de proteínas e de água por dia, por exemplo. Conheça mais detalhes sobre a Dieta para hemodialise.

Além disso, é fundamental descansar todos os dias e tomar os remédios recomendados pelo nefrologista, como medicamentos para os enjoos, para evitar a anemia e para diminuir o inchaço, por exemplo.

Como é a vida do paciente que faz hemodiálise

O paciente que faz hemodiálise pode trabalhar, praticar esportes e viajar, porém no dia do tratamento é possível que o paciente se sinta mais cansado e precise de descansar por mais tempo. Além disso, pode ser necessário diminuir as horas de trabalho para que consiga conciliar o trabalho com o tratamento.

No caso de viagens é fundamental contactar uma clínica ou hospital do local de viagem para que mantenha o tratamento.

Diálise Peritoneal para filtrar o sangue em casa

A diálise peritoneal é um tratamento realizada para filtrar o sangue semelhante à hemodiálise mas que pode ser feito em casa ou no trabalho de forma autônoma sem ir no hospital várias vezes por semana. Porém, para realizar esta técnica de diálise é necessário ensinar o paciente a fazer o tratamento de forma segura.

Diálise PeritonealDiálise Peritoneal

Antes de começar as sessões de Diálise Peritonial Ambulatorial Contínua (CAPD), o cirurgião deve inserir um catéter no abdômen por onde se introduz um líquido que deve permanecer por cerca de 5 horas dentro do organismo, sendo retirado e substituído por outro 3 a 5 vezes ao dia.

Além disso, em alguns casos os pacientes podem fazer diálise peritoneal autônoma através de uma máquina, conhecida por cicladora, durante a noite durante cerca de 10 horas.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...