Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Qual a função dos gânglios linfáticos e onde ficam

Os gânglios linfáticos são pequenas glândulas pertencentes ao sistema linfático, que estão espalhados pelo corpo e que são responsáveis por filtrar a linfa, recolhendo vírus, bactérias e outros organismos que podem provocar doenças. Uma vez nos gânglios linfáticos, esses microorganismos são eliminados pelos linfócitos, que são células de defesa importantes do organismo.

Assim, os gânglios linfáticos são essenciais para o sistema imune de cada pessoa, ajudando a evitar ou combater infecções como gripes, amigdalites, otites ou resfriados. Em casos mais raros, a presença frequente de gânglios inflamados pode até ser sinal de câncer, especialmente linfoma ou leucemia.

Embora, na maioria do tempo, os gânglios não possam ser apalpados ou sentidos, quando estão combatendo uma infecção, aumentam de tamanho, ficando inchados e, nesses casos, podem ser sentidos perto da região onde está ocorrendo a infecção. Entenda o que pode levar à inflamação dos gânglios linfáticos.

Qual a função dos gânglios linfáticos e onde ficam

Onde ficam os gânglios linfáticos

Os gânglios podem ser encontrados individualmente ou em grupo, espalhados por várias regiões do corpo. No entanto, a maior concentração destas glândulas acontece em locais como:

  • Pescoço: estão mais concentrados nas laterais do pescoço, ficando inchados quando existe garganta inflamada ou uma infecção em um dente, por exemplo;
  • Clavícula: geralmente ficam aumentados devido a infecções nos pulmões, mamas ou pescoço;
  • Axilas: quando inflamam podem ser sinal de uma infecção na mão ou no braço ou indicar problemas mais sérios como câncer de mama;
  • Virilha: surgem inflamados quando há uma infecção na perna, no pé ou nos órgãos sexuais.

Quando algum destes grupos de gânglios está tentando combater uma infecção é comum sentir que o local fica dolorido, quente e com pequenos inchaços debaixo da pele.

A maior parte dos gânglios linfáticos inflamados desaparece após 3 ou 4 dias, quando a infecção fica curada, e, por isso, não são sinal de alarme. No entanto, se estiverem aumentados por mais de 1 semana é importante consultar um clínico geral porque podem indicar um problema mais sério, como câncer, que deve ser identificado precocemente e tratado.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...