Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Febre no bebê - Causas mais comuns e Como baixar

O aumento da temperatura corporal só é considerada febre quando chega a 37,5ºC, antes disso ela é considerada como sendo apenas uma febrícula, que geralmente não é motivo de preocupação.

Sempre que o bebê estiver com febre deve-se observar se ele apresenta outros sintomas porque, normalmente, o nascimentos dos dentes e a toma de alguma vacina pode gerar uma febre de até 38ºC, mas o bebê continua comendo e dormindo bem. Neste caso, colocar uma toalhinha molhada em água fria na testa do bebê pode ajudar a baixar a febre.

Como medir a febreComo medir a febre
Toalhinha molhada para baixar a febreToalhinha molhada para baixar a febre

O que pode causar febre no bebê

A elevação da temperatura corporal indica que o organismo do bebê está lutando contra algum agente invasor. As situações mais comuns que causam febre nos bebês são:

  • Nascimento dos dentinhos: Geralmente acontece a partir do 4º mês e pode-se observar a gengiva inchada e o bebê quer sempre ter a mão na boca, além de babar muito.
  • Reação após a toma de alguma vacina: Surge algumas horas depois de tomar a vacina, sendo fácil relacionar que provavelmente a febre é uma reação
  • Se a febre surgir depois de uma gripe ou resfriado, pode-se suspeitar de sinusite ou inflamação do ouvido: O bebê pode não apresentar catarro, nem parecer resfriado, mas o tecidos internos do nariz e da garganta podem estar inflamados, causando febre.
  • Pneumonia: Os sintomas da gripe se tornam mais intensos e a febre aparece, sendo mais difícil do bebê respirar;
  • Infecção urinária: A febre baixa (até 38,5ºC medida no ânus) pode ser o único sinal em crianças com menos de 2 anos, mas podem surgir vômitos e diarreia, dor abdominal e perda do apetite.
  • Dengue: mais comum no verão, especialmente em áreas epidêmicas, há febre e perda do apetite, a criança fica manhosa e gosta de dormir muito.
  • Catapora: Há febre e bolhas na pele que coçam, perda do apetite e dor abdominal também podem surgir.
  • Sarampo: A febre dura de 3 a 5 dias, e geralmente há sinais de tosse, nariz escorrendo e conjuntivite, além de manchinhas escuras na pele.
  • Escarlatina: Há febre e dor de garganta, a língua fica inchada e como parecer uma framboesa, surgem pequenas manchinhas na pele que podem causar descamação.
  • Erisipela: Há febre, calafrios, dor no local afetado que pode ficar avermelhado e inchado.

Ao desconfiar que o bebê está com febre deve-se medir a febre com um termômetro, e observar se existem outros sinais ou sintomas que possam ajudar a identificar o que está causando febre, mas em caso de dúvida deve-se ir ao pediatra, especialmente quando o bebê tem menos de 3 meses de vida.

Como medir a febre no bebê

Para medir a febre no bebê deve-se colocar a ponta metálica do termômetro debaixo do braço do bebê, deixando ali por pelo menos 3 minutos, e depois verificar a temperatura no próprio termômetro. Outra possibilidade é usar um termômetro digital, que mostra a temperatura em menos de 1 minuto.

Veja outras formas de medir a febre em: Como usar o Termômetro.

Um fator que deve ser levado em consideração é que a temperatura retal é maior que a bucal  e que a axilar, por isso ao verificar a temperatura deve-se verificar sempre no mesmo lugar, sendo o mais comum, a axila. A temperatura retal pode ser entre 0,8 a 1ºC maior que a axilar, e por isso quando o bebê está com febre de 37,8ºC na axila, provavelmente está com 38,8ºC de febre no ânus. 

O aumento da temperatura só é considerado febre quando na axila encontra-se acima de 37,5º C e no reto, é de 38,2ºC, e a febre só pode causar lesões cerebrais quando chega a 41,5ºC ou mais. Para medir a temperatura no reto é obrigatório o uso de um termômetro com ponte mole e flexível que deverá ser introduzida pelo menos 3 cm.

Dicas para baixar a febre do bebê

O que se aconselha fazer para baixar a febre do bebê é:

  • Verificar se o ambiente está muito quente e se possível ligar um ventilador ou o ar-condicionado;
  • Trocar a roupa do bebê por uma mais leve e fresca;
  • Oferecer algo líquido e fresco para o bebê tomar de meia em meia hora, se ele estiver acordado;
  • Dar um banho, de morno a frio no bebê, evitando a água muito gelada. A temperatura da água deve estar ao mais próximo dos 36ºC, que é a temperatura normal da pele.
  • Colocar uma toalhinha molhada em água morna a fria na testa do bebê também pode ajudar a baixar a febre.

Se a febre não baixar em meia hora, o médico deve ser consultado, principalmente se o bebê estiver muito irritado, chorar muito ou estiver apático. O remédio indicado para baixar a febre no bebê é a Dipirona, mas ele só deve ser usado com o conhecimento do pediatra.

Como saber se a febre é grave

A febre é sempre grave quando chega a 38ºC, merecendo toda a atenção dos pais e uma visita ao pediatra, principalmente quando:

  • Não se consegue identificar que os dentinhos estão nascendo e que provavelmente existe outra causa;
  • Há diarreia, vômito e a criança não quer mamar, nem se alimentar;
  • A criança apresenta olhos fundos, encontra-se mais chorosa que o normal, e faz pouco xixi, porque pode indicar desidratação;
  • Surgem manchas na pele, coceira ou se o bebê parece muito incomodado.

Mas caso o bebê fique apenas molinho e sonolento, mas com febre também deve-se ir ao médico para saber o que está causando este aumento da temperatura e iniciar o tratamento adequado, com remédios.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...