Estrabismo divergente: o que é, sintomas, causas e tratamento

Estrabismo divergente, ou exotropia, é um tipo de estrabismo em que um dos olhos desvia para fora de forma intermitente ou persistente, podendo causar sintomas, como olhos desalinhados, visão dupla, dificuldade para enxergar ou perceber profundidade.

Este tipo de estrabismo nem sempre tem uma causa específica, mas pode ser provocado por alterações genéticas, problemas de visão ou doenças neurológicas em alguns casos. Além disso, é mais frequente em caso de histórico de prematuridade ou problemas logo após o nascimento.

Leia também: Estrabismo: o que é, sintomas e tratamento (com exercícios) tuasaude.com/como-tratar-o-estrabismo

Em caso de suspeita de estrabismo divergente, é recomendado consultar um oftalmologista. O seu tratamento pode envolver o uso de óculos com lentes especiais, realização de exercícios com os olhos e, em alguns casos, cirurgia, por exemplo.

Uma paciente durante o exame oftalmológico

Principais sintomas

Os principais sintomas de estrabismo divergente são:

  • Desvio de um dos olhos para o lado oposto ao nariz;
  • Diminuição da percepção de profundidade ou distância;
  • Dificuldade para enxergar;
  • Visão dupla;
  • Fechar um dos olhos em ambientes com muita luz;
  • Vista cansada.

O estrabismo divergente normalmente afeta apenas um dos olhos, mas algumas vezes pode haver alternância entre o olho direito e o esquerdo. Além disso, o estrabismo pode ser intermitente em alguns casos, aparecendo somente quando a pessoa está cansada ou doente, por exemplo.

Embora seja comum o bebê recém nascido apresentar estrabismo divergente em alguns momentos durante os primeiros 4 meses de vida, o desvio do olho normalmente não persiste após este período.

Leia também: Estrabismo infantil: sintomas, causas e tratamento tuasaude.com/estrabismo-em-bebe

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de estrabismo de divergente normalmente é feito pelo oftalmologista baseado nos sintomas e alterações verificadas no exame oftalmológico, em que o médico também avalia o alinhamento dos olhos.

Caso deseje marcar uma consulta, encontre um oftalmologista mais próximo de você utilizando a ferramenta abaixo:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Oftalmologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Além disso, em alguns casos, o médico pode indicar exames, como a ressonância magnética do crânio ou pesquisa de anticorpos específicos no sangue, para tentar identificar a causa do estrabismo divergente e indicar o tratamento mais adequado.

Possíveis causas

As causas de estrabismo divergente, conforme o seu tipo, incluem: 

  • Alterações genéticas;
  • Fraqueza nos músculos dos olhos;
  • Perda da visão de um ou ambos os olhos;
  • Excesso da correção do estrabismo por cirurgia; 
  • Problemas neurológicos, como paralisia cerebral, AVC ou tumor cerebral.

No entanto, a causa do estrabismo divergente nem sempre pode ser identificada e, em alguns casos, acredita-se que o seu desenvolvimento está associado a características da pessoa como o formato da órbita e/ou desequilíbrio das forças que movem os olhos para dentro e para fora, por exemplo. 

Além disso, o estrabismo divergente é mais frequente em caso de histórico de miopia, astigmatismo, prematuridade, problemas de saúde logo após o nascimento, uso de tabaco ou drogas pela mãe durante a gravidez e pais com estrabismo. 

Leia também: 12 doenças dos olhos mais comuns (e o que fazer) tuasaude.com/doencas-dos-olhos

Como é feito o tratamento

O tratamento do estrabismo divergente deve ser orientado por um oftalmologista especialista em estrabismo. Pode envolver o uso de tampão em um dos olhos ou óculos especiais, aplicação de toxina botulínica ou realização de exercícios com os olhos, por exemplo.

Além disso, caso existam outros problemas nos olhos, é importante que o seu tratamento seja feito de acordo com a orientação do oftalmologista, porque podem agravar os sintomas do estrabismo divergente se não tratados adequadamente.

No entanto, nos casos mais graves de estrabismo divergente, o médico também pode indicar a cirurgia para a correção do estrabismo. Saiba como é feita a cirurgia de estrabismo.

Estrabismo divergente tem cura?

O estrabismo divergente pode ter cura em alguns casos, especialmente quando o tratamento é feito de acordo com a orientação do médico.

No entanto, depende também do tipo de estrabismo, sua gravidade, tempo de evolução e correção de outros problemas da visão, caso existam, por exemplo. Assim, mesmo após a cirurgia, o estrabismo divergente pode retornar em alguns casos.