Espondiloartrose lombar: o que é, sintomas, causas e tratamento

A espondiloartrose lombar é um tipo de artrose na coluna caracterizada pelo aparecimento de sintomas como intensa dor nas costas, sensação de queimação e formigamento nas costas ou em uma das pernas e dificuldade para permanecer na mesma posição por muito tempo, podendo acontecer devido ao desgaste natural da articulação ou ser consequência de uma acidente, por exemplo.

Na presença de sinais e sintomas indicativos de espondiloartrose, é importante que o ortopedista seja consultado, pois assim é possível realizar o diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de remédios para aliviar a dor, a realização de fisioterapia e a prática regular de exercícios, desde que com acompanhamento profissional. Além disso, em alguns casos pode ser necessária a realização de cirurgia para realinhas estruturas ósseas e o disco intervertebral.

Espondiloartrose lombar: o que é, sintomas, causas e tratamento

Sintomas de espondiloartrose lombar

Os sintomas de espondiloartrose lombar costumam ficar mais intensos quando a pessoa permanece muito tempo sentada, deitada ou realiza algum esforço físico, podendo haver:

  • Dor na parte inferior das costas;
  • Sensação de peso no final das costas;
  • Dificuldade em ficar sentado ou deitado na mesma posição por muito tempo;
  • Diminuição da força numa ou nas duas pernas;
  • Sensação de queimação ou de formigamento nas costas, numa ou nas duas pernas.

É importante que o ortopedista seja consultado assim que forem notados os primeiros sintomas de espondiloartrose, pois assim é possível realizar uma avaliação dos sintomas apresentados e serem feitos exames de imagem, como raio-X e ressonância magnética, que ajudam a identificar a artrose e o tipo e, assim, ser possível indicar o tratamento mais adequado.

Principais causas

A espondiloartrose lombar acontece principalmente devido ao desgaste natural da articulação e, por isso, é mais comum de acontecer em pessoas mais velhas. No entanto, o desgaste também pode acontecer devido à osteoporose ou histórico familiar, por exemplo, havendo maior risco do desenvolvimento desse tipo de artrose. Além disso, outra possível causa da espondiloartrose lombar é o traumatismo, que pode ser devido a uma queda ou acidente, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para espondiloartrose lombar deve ser indicado pelo ortopedista de acordo com os sintomas apresentados e sua gravidade. Na maioria dos casos, a realização de fisioterapia é suficiente para promover o alívio dos sintomas e melhorar a mobilidade da região lombar. No entanto, nos casos mais graves, pode ser necessária a realização de cirurgia para colocação de uma prótese articular ou discal, ou para remover osteófitos, que são uma espécie de calo ósseo que se formam na coluna, causando dor e desconforto.

Além disso, é importante durante o tratamento:

  • Emagrecer, se o indivíduo estiver acima do peso ideal;
  • Evitar esforços desnecessários;
  • Alimentar-se corretamente dando preferência ao consumo de alimentos anti-inflamatórios como gengibre, pimenta e açafrão;
  • Fazer algum tipo de atividade física, como caminhada, Pilates clínico ou hidroginástica, por exemplo, se já não houver dor e desde que acompanhado por um profissional.

Se o trabalho que indivíduo desenvolve for um dos causadores da espondiloartrose lombar, ele deverá afastar-se do trabalho por tempo indeterminado e, dependendo do caso, pode até mesmo se aposentar.

Fisioterapia para espondiloartrose lombar

A fisioterapia é sempre indicada e consegue diminuir os sintomas, melhorando a qualidade de vida da pessoa mas deve ser prescrita pessoalmente porque não existe um único tratamento que possa ser seguido por todos. Algumas opções de tratamento que podem ser indicadas são:

1. Uso de calor

O uso de calor superficial usando uma bolsa de água quente ajuda a relaxar os músculos mais superficiais, aumenta a circulação sanguínea e consequentemente alivia a dor. A bolsa térmica deve ser mantida confortavelmente durante 20 minutos, 2 vezes ao dia. 

O calor profundo pode ser feito com uso de aparelhos na clínica de fisioterapia e são úteis para combater a inflamação crônica. Uma boa opção é o aparelho de ondas curtas, especialmente indicado para pessoas idosas por ser mais confortável e trazer alívio dos sintomas de forma mais rápida e duradoura.

2. Eletroterapia

Aparelhos de estimulação elétrica como tens, ultrassom podem ser indicados em caso de artrose na coluna porque auxiliam na analgesia e cicatrização dos tecidos lesionados.

3. Cinesioterapia

Na cinesioterapia podem ser usados exercícios de alongamento para as costas e exercícios para o fortalecimento dos abdominais. Para o combate à dor nas costas os exercícios de Pilates Clínico são uma excelente opção, sendo indicados para quando a pessoa estiver sem dor.

Inicialmente os exercícios mais indicados são a contração do períneo e do transverso abdominal ao mesmo tempo. A seguir podem ser introduzidos outros exercícios de fortalecem os músculos e estabilizam a coluna, combatendo a dor lombar e evitando o seu retorno.

A hidroterapia e os exercícios de RPG também são excelentes para o tratamento da dor lombar mas devem ser prescritos de forma individual.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Equipe Tua Saúde - em Dezembro de 2021. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro, Fisioterapeuta - em Dezembro de 2021.
Mais sobre este assunto: