Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Espondiloartrose lombar: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão clínica: Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
janeiro 2023

A espondiloartrose lombar é o desgaste da articulação da coluna que causa sintomas como dor nas costas, sensação de queimação e formigamento nas costas ou em uma das pernas e dificuldade para permanecer na mesma posição por muito tempo.

A espondiloartrose lombar pode ser causada pelo desgaste natural da articulação ou ser consequência de uma acidente, por exemplo, sendo importante que a causa seja identificada pelo ortopedista para que seja iniciado o tratamento.

O tratamento para espondiloartrose lombar pode envolver o uso de remédios para aliviar a dor, a realização de fisioterapia e a prática regular de exercícios, desde que com acompanhamento profissional. Além disso, em alguns casos pode ser necessária a realização de cirurgia para realinhas estruturas ósseas e o disco intervertebral.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de espondiloartrose lombar

Os principais sintomas de espondiloartrose lombar são:

  • Dor na parte inferior das costas;
  • Sensação de peso no final das costas;
  • Dificuldade em ficar sentado ou deitado na mesma posição por muito tempo;
  • Diminuição da força numa ou nas duas pernas;
  • Sensação de queimação ou de formigamento nas costas, numa ou nas duas pernas.

Os sintomas costumam ficar mais intensos quando a pessoa permanece muito tempo sentada, deitada ou realiza algum esforço físico.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da espondiloartrose lombar deve ser feito pelo ortopedista a partir da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa. Para confirmar o diagnóstico, o médico pode indicar a realização de exames de imagem como raio-X e ressonância magnética, que ajudam a identificar a artrose e o tipo para que possa ser iniciado o tratamento mais adequado.

Principais causas

A espondiloartrose lombar acontece principalmente devido ao desgaste natural da articulação e, por isso, é mais comum de acontecer em pessoas mais velhas.

No entanto, o desgaste também pode acontecer devido à osteoporose ou histórico familiar, além de poder acontecer devido a um traumatismo, que pode ser consequência de uma queda ou acidente, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para espondiloartrose lombar deve ser indicado pelo ortopedista de acordo com os sintomas apresentados e sua gravidade, podendo ser recomendado o uso de medicamentos para aliviar os sintomas.

1. Uso de calor

O uso de calor superficial usando uma bolsa de água quente ajuda a relaxar os músculos mais superficiais e aumenta a circulação sanguínea, ajudando a aliviar a dor. A bolsa térmica deve ser mantida confortavelmente durante 20 minutos, 2 vezes ao dia.

2. Fisioterapia

A fisioterapia é sempre indicada e consegue diminuir os sintomas e melhorar a mobilidade da região lombar, promovendo a qualidade de vida da pessoa.

Aparelhos de estimulação elétrica como TENS, ultrassom podem ser indicados em caso de artrose na coluna porque auxiliam na analgesia e cicatrização dos tecidos lesionados.

Outra opção de tratamento fisioterapêutico para espondiloartrose lombar é a cinesioterapia, em que são realizados exercícios de alongamento para as costas e exercícios para o fortalecimento dos abdominais.

Inicialmente os exercícios mais indicados são a contração do períneo e do transverso abdominal ao mesmo tempo. A seguir podem ser introduzidos outros exercícios de fortalecem os músculos e estabilizam a coluna, combatendo a dor lombar e evitando o seu retorno.

A hidroterapia e os exercícios de RPG também são excelentes para o tratamento da dor lombar mas devem ser prescritos de forma individual.

3. Cirurgia

Nos casos mais graves, em que a espondiloartrose não melhora mesmo após o tratamento com fisioterapia, pode ser recomendado pelo médico a realização de cirurgia para colocação de uma prótese articular ou discal, ou para remover osteófitos, que são uma espécie de calo ósseo que se formam na coluna, causando dor e desconforto.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em janeiro de 2023. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em janeiro de 2023.
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.

Tuasaude no Youtube

  • O que fazer para aliviar a dor nas costas

    02:57 | 791167 visualizações